Moderna sede da Praticagem da Barra será inaugurada em 2018

Importante obra ligada ao setor, que leva a assinatura do consagrado arquiteto Aurélio Meira, que é a sede própria da secular Praticagem da Barra, que tem relevantes serviços prestados ao setor marítimo e portuário de nossa capital, já está na reta final, com inauguração prevista para o segundo semestre. Considerado como verdadeira obra de arte, tendo, inclusive, vazão para a baia de Guajará, localizada na Cidade Velha, já nas proximidades do tradicional Porto do Sal.
Aliás, o Arquiteto Aurélio Meira é também o responsável pelo projeto da sede da SOAMAR-Belém, ele que, por sinal, é também Amigo da Marinha, gozando de excelente relacionamento nos meios navais de nossa capital, participando também da SOAMEX-Sociedade dos Amigos do Exército.
Dois importantes flashes feitos em nossa capital na área da Marinha do Brasil no CIABA

O vice-almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho – Comandante do 4º Distrito Naval, com o Prático da Barra Miguel Salgado e esposa, ele após receber a Medalha do Mérito Tamandaré.

Culpados

Não está nada fácil identificar os culpados pelo acidente que envolveu o navio de cabotagem “Mercosul Santos” e o Comboio Fluvial da Bertollini, que culminou com o naufrágio do Empurrador, com vítimas fatais, no Rio Amazonas.

Na Líbia

Hoje a bandeira do estaleiro cearense INACE está também na Líbia através de um moderno Navio-Patrulha construído em Fortaleza-CE para a Marinha de Guerra daquele País e que vem tendo um extraordinário desempenho. Muito bom.

De Primeira

Mais uma vez a coluna publicou um “furo” informando nacionalmente em absoluta primeira mão a publicação do Edital do Ministério dos Transportes para a retirada do navio boiadeiro “HAIDAR” naufragado em Vila do Conde.

Travessias

Decorreu sem nenhum problema no último feriadão os serviços de travessias, inclusive com viagens extras para o Arapari, Marajó e Carapajó. O movimento foi muito grande de passageiros. Nota 10 para as empresas.

Presidência

Pelo andar da carruagem está “pintando” a primeira mulher para assumir a presidência da CDP-Companhia Docas do Pará, isto se acontecer a saída do atual presidente, o PHD Parsifal Pontes, por sinal, um técnico de alto nível.

MARESIAS

O colunista é o único jornalista que sempre defendeu os serviços de Praticagem no Brasil, isto sem favor nenhum porque conhecemos de perto o estafante trabalho desses profissionais. Forarm cerca de 20 anos de convés de navios, tanto assim que denominamos os mesmos de Anjos da Guarda do Patrimônio Público e Privado.

Aviso urgente: “Sempre é bom lembrar que a sabedoria, quando é muita, vira bicho e come a dona”. Tem gente no setor que precisa maneirar um pouco, além do mais… todo mundo sabe que “mentira tem perna curta”. Oportunamente voltaremos com um melhor esclarecimento.

O armador Abrão Salomão continua no setor de cabotagem. Era filho do nosso saudoso amigo armador Alaríco Salomão, um maranhense que participou da fundação da CONAN-Companhia de Navegação do Norte, empresa de navegação de cabotagem.

Está aumentando cada vez mais o número de navios na rota do Amazonas até Manaus, mesmo assim tem PRÁTICO trabalhando 10 dias durante o mês com 20 de folga, segundo informou ao colunista um “velho timoneiro” da ZP-1 que ainda está na ativa.

Por falar em Praticagem, um outro movimento já está surgindo junto ao Governo Federal, objetivando a Regulamentação da profissão de PRÁTICO. Mais uma vez lembramos que PRÁTICO não se encontra nas “prateleiras” e nem nas Faculdades.

Faltando ainda seis meses para a realização do TRANS-2018, o SINDARPA, já está tomando uma serie de providências para o maior brilhantismo do evento, que vai contar com representantes de diversos países. Com certeza absoluta será um grande sucesso.

Com a retirada do navio boiadeiro “HAIDAR”, naufragado em Vila do Conde, serão liberados mais dois berços para operações de navios. O início das operações, com certeza, deverão ser iniciadas no primeiro trimestre do próximo ano. Muito bom.

O atual Secretário Nacional de Portos, Dr. Luiz Otávio de Oliveira Campos, goza de grande conceito junto as Forças Armadas. Muita gente não sabe, mas ele foi, ainda jovem, Tenente do Exército. É portador, inclusive, do Mérito Tamandaré e do Mérito Naval.

Estão para ser iniciadas em 2018 duas importantes obras ligadas ao setor, ou seja, a retirada do Pedral do Lourenço no rio Tocantins e os estudos de viabilização da Hidrovia Guamá/Capim, ambas determinadas pelo Ministério dos Transportes.

Pelo seu extraordinário desempenho, a conceituada empresa de navegação Transdourada primeiro lugar, inclusive, pela Capitania dos Portos nos Transportes de Derivados de Petróleo, tem tudo para ser a EMPRESA DO ANO, na área da navegação fluvial.

BEIRA DO CAIS

Turistas que transitaram por Belém para o Marajó neste feriadão não pouparam elogios ao super ferry-boat “São Gabriel” da HENVIL Transportes, pelo conforto e segurança que essa embarcação oferece. Na verdade a HENVIL solucionou de vez os problemas de transporte fluvial para o Marajó. Só a viagem já é um passeio turístico. Nota 10, portanto, para essa empresa, 1º lugar da Capitania dos Portos, no PSNA – 2017.

O Grupo Bom Jesus, que lidera o transporte de passageiros para a região de Breves, poderá no próximo ano tirar da gaveta um novo projeto para colocar em prática, ou seja, a encomenda de mais dois bi-cascos para atender outras localidades das Ilhas com viagens diárias, das mesmas características dos dois atuais que atendem a cidade de Breves.

O atual Secretário Nacional de Portos Dr. Luiz Otávio de Oliveira Campos, vem consignando os melhores elogios pelo grande trabalho que vem realizando a frente desse órgão, inclusive por parte das grandes entidades ligadas ao setor, muito especialmente do sul e sudeste. Ele foi o grande “padrinho” da futura retirada do navio HAIDAR que se encontra naufragado no porto de Vila do Conde.

De todos os grandes grupos multinacionais o que mais vem investindo na Amazônia, muito especialmente no estado do Pará, é a CARGILL, que tem como um dos diretores o engenheiro e Oficial Superior da Reserva da Marinha, Clithio Esepranza, que inclusive foi diretor-presidente da CDP-Companhia Docas do Pará, conhecedor profundo da região.

Neste ano o Dia Nacional da Marinha Mercante passou sem nenhuma comemoração, o que antes não acontecia. A Marinha Mercante Brasileira hoje é representada na maioria por empresas de navegação de capital estrangeiro. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next