Prefeito de Belém mantém um relacionamento muito especial com a Marinha do Brasil

Aparecem na foto o Prefeito de Belém Dr. Zenaldo Coutinho, com os seus colegas do Mérito Tamandaré, professor Mecenas Gonçalves, o empresário Nabih Abou e o colunista, quando de importante acontecimento no setor da Marinha do Brasil, onde por sinal Zenaldo goza de elevado conceito, desde quando deputado federal, quando inclusive conseguiu recursos no âmbito federal para melhoramentos na área do Comando do 4º Distrito Naval, inclusive no Prédio – Sede, quando Comandante o então vice-almirante Ademir Sobrinho.
Destaca-se, ainda que o Prefeito Zenaldo Coutinho, na atual gestão do Comando do 4º Distrito Naval, já manteve importante encontro com o vice-almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, quando foi firmadas parcerias, para melhoramentos na capital paraense apoiados pela Marinha. É bom destacar que Zenaldo, além do Mérito Tamandaré é portador também do Mérito Naval, a mais alta honraria da Marinha, assim como o professor Mecenas e o Colunista. (Foto: Luis Celso).

Grupo NORTE entra 2018 com importantes projetos para serem colocados em prática

O Grupo Norte Empreendimentos, que funciona no município de Barcarena, encerrou 2017, como o maior Operador Portuário do Estado do Pará, incluindo ainda no mesmo Grupo o Hospital São José, considerando como o melhor do médio e baixo Tocantins, com uma equipe médica de alto nível e equipamentos de ponta da melhor qualidade.
Conforme foi amplamente noticiado, no ultimo dia 2 de dezembro, o Grupo NORTE comemorou 10 anos de atividades, reunindo perto de 1.000 convidados no Armazém – 500 em Belém. Para 2018, tem novos e importantes projetos que deverão ser colocados em prática direcionados ao setor de operações marítimas fluviais, logísticas e portuárias. Na foto Washington Cordeiro, o Empresário do Ano – 2017 do setor portuário do Pará. (Foto: Luiz Celso).

Segunda Maior

Na década de 70/80 a Marinha Mercante Brasileira era a segunda maior do mundo, com mais de 200 navios na linha de longo curso. Hoje, combalida, tanto assim, que até na cabotagem as maiores empresas são de capital estrangeiro.

Guindastes

Todos os guindastes no cais do porto, assim como os Armazéns-11 e 12, são tombados, por essa razão não poderão ser retirados. Os navios mercantes agora dispõem de guindastes próprios para realizar suas operações.

Reserva

Mais um ex-comandante do 4º Distrito Naval, que inclusive foi promovido a Quatro Estrelas em pleno exercício dessa função, acaba de vestir o “PIJAMA”, trata-se do nosso querido amigo Ademir Sobrinho. Gente da melhor qualidade.

Convite

O nosso muito estimado amigo professor Mecenas Gonçalves, uma Reserva Moral do nosso estado, acaba de receber um novo e importante convite para exercer outra função pública. O convite veio de Brasília. Está balançando… Eu volto.

Elogios

São constantes os elogios ao trabalho do Vice-Almirante Lima Filho, a frente da DPC-Diretoria de Portos e Costas, inclusive por parte das entidades sindicais, não só de trabalhadores, mas também patronais de todo o Brasil. muito bom.

MARESIAS

Três importantes eventos deverão acontecer no decorrer deste semestre no estado do Pará, início da retirada do Pedral do Lourenço no rio Tocantins, da Hidrovia do Guamá/Capim e a flutuação do navio “boiadeiro” HAIDAR, que há cerca de dois anos encontra-se naufragado no porto de Vila do Conde, impedindo com isto a operação em três berços portuários, causando grandes prejuízos para a CDP-Companhia Docas do Pará.

No próximo mês de março, promoção na Marinha do Brasil, para uma vaga de Almirante-de-Esquadra. Podemos dizer que dois vice-almirantes estão no páreo. Eu volto.

Se não acontecer acidente de percurso, agora em 2017, diversos melhoramentos deverão acontecer na jurisdição do 4º Distrito Naval. Almirante Edervaldo é “pé-quente”.

Lá no balneário onde se encontrava na passagem de Ano, o nosso querido amigo Almirante Alípio Jorge e sua Mara, não esqueceram deste colunista. Valeu, amigos!

A qualquer momento poderemos ter novidades no setor portuário do Pará. O “ambiente” na beira do cais está “fervendo”. Três disputam a presidência da nossa CDP.

Brevemente navios de 366 metros de comprimento estarão demandando o maior porto brasileiro, que é o de Santos-SP. No rio Amazonas já recebemos até 296 metros.

Continua a batalha de duas entidades ligadas ao setor de âmbito nacional, para que a remuneração mensal dos PRÁTICOS tenha o mesmo modelo praticados no Chile. Pode?

Pelo andar da carruagem, o TRANS-2018 vai ser movimentadíssimo, com representantes de diversos países e, possivelmente, de dois Ministros. Resta aguardar.

Aliança Navegação e Logística, agora com mais dois novos navios porta-contêineres na rota do Mercosul e na costa brasileira até Manaus, com escala em Vila do Conde.

Representantes de todos os estados da Amazônia, tanto na Câmara Federal como no Senado, estarão mais uma vez neste ano cerrando fileiras em defesa da Polícia Hidroviária Federal na Amazônia, objetivando acabar de vez com a pirataria. Já chega!

O aumento da profundidade do Canal do Quiriri vai permitir a maior movimentação de navios de grande porte na rota de Vila do Conde. A DTA Engenharia, com apoio da Marinha será a responsável por essa importante operação. Tomara que não aconteça acidente de percurso.

A Secretaria Nacional de Portos vem tendo uma atenção muito especial voltada para o setor portuário da Amazônia. Esse órgão, inclusive, foi quem intermediou junto ao Ministério dos Transportes, a flutuação do navio “boiadeiro” HAIDAR, que deverá acontecer no decorrer deste ano.

BEIRA DO CAIS

O porto de Belém que já teve seus dias de glória com mais de 10 navios operando, com outros ao largo, hoje se apresenta quase sem nenhum movimento, tanto de longo curso como de cabotagem. Com a dragagem na bacia de manobras talvez essa situação possa mudar, já que Vila do Conde, com aumento de profundidade do Canal do Quiriri, vai proporcionar a entrada de navios de até 120 mil toneladas sem problemas.

A CODESP-Companhia Docas de São Paulo, teve um extraordinário desempenho em 2017, isto graças ao trabalho dinâmico da atual diretoria à frente, o engenheiro Alex Oliva, que foi indicado para essa função pelo atual Secretário Nacional de Portos, Dr. Luiz Otávio de Oliveira Campos, isto muito antes de assumir a SNP. Por sinal, futuramente, o porto de Santos vai receber também navios de até 366 metros de comprimento.

O movimento de passageiros fluviais neste último feriadão nas travessias foi muito grande, inclusive com viagens extraordinárias, tanto para o Marajó, Arapari e Cametá. O maior ferry-boat do Brasil, pela segunda vez realizou viagem com lotação completa, ou seja, cerca de 1000 passageiros, sem nenhum problema. Nota 10 para a HENVIL Transportes que solucionou de vez o transporte para Soure e Salvaterra e outras localidades da Ilha.

O Pará, graças à iniciativa arrojada do mega-estaleiro Rio Maguari, foi o único brasileiro a levantar a sua bandeira no exterior em 2018, participando com destaque da maior Feira da Indústria Naval do mundo nos Estados Unidos, sendo, inclusive, citado nas melhores publicações voltadas para esse setor. Isto foi muito bom e com certeza vai trazer bons resultados futuramente. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next