Após longos anos servindo a Marinha do Brasil até o ultimo Posto parte agora para a iniciativa privada

Na foto o Almirante-de-Esquadra Ademir Sobrinho, quando da sua ultima viagem a Belém, já servindo no Ministério da Defesa em Brasília, tendo ao seu lado três grandes amigos, empresário Carlos Cabral Rebelo, armador Daniel Pereira, diretor – maior da HENVIL Transportes e o colunista.
Ele que foi Comandante do 4º Distrito Naval, por sinal promovido a “Quatro Estrelas” no exercício dessa função, depois de muitos anos servindo a Marinha está agora na Reserva, ainda com muita força e vigor, prepara-se para servir a iniciativa privada no exercício de importante função.O Almirante Ademir Sobrinho, tem um apreço muito grande junto com sua esposa Drª. Poliane, já que sua filha caçula nasceu na capital paraense. Foto: (Luis Celso).

Esquadrão de Helicópteros e duas Rádios-FM Marinha poderão acontecer nesse semestre na área do 4º Distrito Naval

Espera-se que no decorrer deste semestre, seja instalado em Belém o Esquadrão de Helicópteros para atender a Jurisdição do 4º Distrito Naval, com equipamentos modernos como este que aparece na foto. Como se sabe, o 4º Distrito Naval envolve o mar e rios e muitas vezes se faz necessário um atendimento urgente.
Conforme já foi comentado anteriormente, outros dois projetos importantes que também poderão ser colocados em pratica neste ano, serão o funcionamento de duas Rádio Marinha – FM, sendo uma em Belém e outra na cidade de Santarém, mais também dependerão de recursos, muito embora seja de absoluta necessidade para a segurança da navegação. O empenho é muito grande do vice-almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, Comandante do 4º Distrito Naval para que tudo aconteça.

Diretor

O nosso muito querido Professor Carlos Maneschy, acaba de assumir a Diretoria do Fundo e Investimentos da SUDAM. PHD e Ex-Reitor da Universidade Federal do Pará gente da melhor qualidade. Este eu conheço. Que o G.A.D.U o proteja.

Aniversário

A bela Primeira Dama do Comando do 4º Distrito Naval Drª. Luene, aniversariou no ultimo dia 3. Ausente de Belém, vai hoje o meu abraço e uma rosa. Ela que é Diretora da Secção Pará-Voluntárias “Cisne Branco”, com um grande trabalho.

Turismo

Na próxima temporada na rota do rio Amazonas até Manaus, estão previstos cerca de 25 navios de turismo de bandeiras estrangeiras, todos eles através da Fazendinha no estado do Amapá, escalando em Santarém e Boca da Valéria-AM.

Docas do Pará

Sem contestação. É iminente a saída do PHD Parsifal Pontes, da presidência da CDP-Companhia Docas do Pará, sendo que o seu substituto ou substituta, já está no bolso de um importante político paraense. Mais isto logo, logo eu conto. Aguardem.

Façanha

Uma grande façanha no bom sentido de Práticos da Z-1, conduzindo um navio de turismo de médio porte, através do Furo dos Macacos, Estreitos de Breves até Belém, isto não acontecia há muitos anos. Foi uma grande festa nos Estreitos.

MARESIAS

Práticos do porto de Santos-SP estão sendo designados para especialização no exterior, objetivando futuras manobras de navios de 366 metros de comprimento.

Na ultima temporada de navios de turismo estrangeiros na rota do rio Amazonas, um deles com cerca de 290m metros de comprimento chegou a Manaus sem problemas.

Tudo indica que não será nada cordial a disputa para o preenchimento de uma vaga para o CONSAD-Conselho de Administração da CDP-Companhia Docas do Pará.

Até engenheiro-naval no Rio de Janeiro já cursou o ASON no CIAGA, na especialidade de Náutica, acontece que o mercado marítimo não está tão bom como era antes.

Enquanto o Rio Maguari, navega em águas tranquilas, tem um outro estaleiro em nossa capital, que não conseguiu sair do “vermelho” em 2017. Está “patinando”, triste.

A Marinha através das Capitanias, Delegacias e Agencias Fluviais, vem mantendo uma rígida fiscalização com relação a Pilotos não qualificados de Jet-Skis em todo o Brasil.

Graças à boa administração de José Rebelo III e Eduardo Carvalho, a frente do SINDARPA. Essa entidade depois de quase 70 anos passará a funcionar em sede própria.

Tudo indica que o Diretor de Portos e Costas-DPC Vice-Almirante Lima Filho, deverá prestigiar a cerimônia de posse do novo Comandante do CIABA no próximo dia 18.

Muita gente não sabe mais na ZP-1, tem Prático Cantor, Prático Caçador, Prático Aviador. O Prático Cantor tem um CD que está fazendo sucesso pelo baixo Amazonas.

Não vai demorar muito tempo o uso de helicópteros no Brasil no embarque de Práticos, como em alguns países de primeiro mundo. Na mira a Praticagem do porto de Santos.

Tendo em vista que num futuro navios cargueiros de 366 metros de comprimento estarão demandando o porto da cidade paulista de Santos. Anotem para confirmar.

Causou muita satisfação no setor portuário do Pará, o anuncio da retirada do navio boiadeiro “HAIDAR” que se encontra naufragado no porto de Vila do Conde.

Até hoje a linha fluvial municipal Belém/Mosqueiro/Belém continua somente na promessa, a população da Ilha continua a “ver navios”, ninguém sabe até quando.

O Pará através do setor aquaviário, estará representado na Confederação Nacional dos Transportes-CNT, pelo jovem armador José Rebelo III – Diretor dessa entidade.

A histórica cidade de Cametá deu dois bons Comandantes Fluviais, foram eles os saudosos Comandantes dos SNAPP, Arthur Melo e Silva (Tutu) e Alfredo Loureiro Junior.

BEIRA DO CAIS

Rumo à iniciativa privada. Nosso muito estimado amigo Almirante Ademir Sobrinho, ainda com muita Força e Vigor, depois de cerca de 46 anos de relevantes serviços prestados, está marcando rumo a iniciativa privada, no exercício de uma importante função. Ele que também foi Comandante do 4º Distrito Naval. Meu amigo.

Nosso muito estimado amigo engenheiro Carlos Nascimento, após Natal e Ano Novo no Rio de Janeiro, colocou o pé no jato de regresso a capital paraense, ele que além de empresário, é o vice-presidente da nossa SOAMAR – Belém, sendo muito estimado nos meios navais inclusive.

O Grupo CIANPORT, que tem como executivo maior na Amazônia o nosso amigo Luiz Pagot, está em preparativos para operar os seus grandes comboios fluviais, na rota de Mititituba/Belém no transporte de grãos para exportação através do porto de Vila do Conde.

Todas as providências necessárias já estão sendo tomadas pela empresa responsável para o início das operações de reflutuação do navio boiadeiro “HAIDAR” no porto de Vila do Conde. Essa provindência deve-se ao trabalho da Secretaria Nacional de Portos, junto ao Ministério dos Transportes.

Aproxima-se a “varredura” pela ANTAQ-Agência Nacional de Transportes Aquaviários, nas áreas portuárias, encerrando o prazo, os portos irregulares poderão ter as suas atividades suspensas. Aqui em Belém com certeza a área atingida será no litoral da Avenida Bernardo Sayão – Estrada Nova.

Neste final do ano aumentou o número de acidentes fatais, em todo Brasil, envolvendo jet-skis. Aqui no Pará mesmo como o segundo maior número desses equipamentos nauticos, o registro foi inespressivo, graças a nossa Capitania dos Portos com a sua campanha de segurança. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next