Depois de uma passagem brilhante pela Marinha do Brasil o atual Diretor da DPC estará deixando o serviço ativo

Depois de uma passagem brilhante pela Marinha do Brasil estará deixando o serviço ativo, o nosso prezado amigo vice-almirante Lima Filho (na foto com o colunista), tendo como última função a Diretoria de Portos e Costas-DPC, sendo que no exercício dessa importante função esteve em Belém por diversas vezes, tendo, inclusive, recebido diversas homenagens da nossa SOAMAR-Belém.
No desempenho dessa função manteve sempre um cordial relacionamento com este colunista, leitor assíduo, inclusive, desta coluna. Ainda com muita força e vigor logo, logo estará sendo requisitado para importante função na iniciativa privada. Se quiserem, anotem para confirmar. (Foto: Luiz Celso).

Ex-Diretor do Hospital Naval de Belém deixou a nossa capital com a consciência do dever cumprido com muitas realizações

Depois de uma passagem irrepreensível pelo HOSPITAL NAVAL DE BELÉM – HNBE deixou a direção do mesmo, o nosso prezado amigo Capitão-de-Mar e Guerra (MD) Vicente Garcia. Seu trabalho marcou a inauguração de uma serie de modernos equipamentos, com destaque uma UTI da mais alta qualificação, hoje o HNBe nada deve aos melhores do seu gênero.
Nesta ocasião o colunista agradece o permanente relacionamento mantido nestes quase três anos, por sinal, de muita cordialidade. Ele deixa em Belém muitos amigos, inclusive este colunista, que sempre teve suas solicitações atendidas. Sua missão foi cumprida, deixando Belém com a consciência tranquila do dever cumprido. Sucesso, desejamos na sua próxima comissão. (Foto: Luis Celso).

Praticantes

A Transpetro, empresa de navegação marítima subsidiária da Petrobrás, vai absorver o maior número de Praticantes Alunos saídos do CIABA-Belém e do CIAGA-Rio de Janeiro para realização do estágio final de um ano nos navios.

Navio Fluvial

Não será nenhuma surpresa para o colunista se, num futuro não muito distante, voltar ao tráfego um dos melhores navios fluviais que já operou na Amazônia no transporte de passageiros, trata-se do “Couraçado Nicolas”. Anotem, por favor.

Improvisados

Estaleiro improvisado de beira de rio continuam prejudicando os estaleiros devidamente regularizado. Observa-se, especialmente pequenos ferry-boats de passageiros, trafegando sem a devida classificação.

Prestígio

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Pará, que é um verdadeiro gentleman, deputado estadual Márcio Miranda, ganhou grande prestígio junto a armação fluvial local por tudo que vem fazendo pela mesma.

Iate de Volta

Com gente de peso no circuito, vai resurgir um novo movimento para a retomada do terreno do Iate Clube do Pará, que foi entregue de mão beijada para a Prefeitura quando Prefeito Duciomar Costar, sem a devida autorização dos associados.

Cabotagem

Na beira do cais tudo se sabe. A empresa de cabotagem Mark LOGIS continua com o firme propósito de fazer, como prometeu, a linha expressa de cabotagem entre São Sebastião – SP/Belém, cujo início acontecerá impreterivelmente neste ano.

MARESIAS

SEDENE e Setor Produtivo continuam batendo forte cobrando melhorias no porto de Vila do Conde, pedindo melhorias urgentes no porto de Vila do Conde. Devia também reivindicar melhorias no porto de Belém, inclusive a dragagem na Bacia de Manobras no porto de Belém. Uma outra opção para exportar grãos seria o Terminal da SOTAVE, para o qual na verdade foi construído. Depois eu volto.

Carnaval na porta. A Capitania dos Portos da Amazônia Oriental – CPAOR estará com toda sua Força-Tarefa em Ação, quem não se enquadrar às normas recomendadas vai dançar, porque todo mundo sabe que “segurança é obrigação de todos”.

Muita gente não sabe, mas o inquérito sobre o naufrágio que envolveu o navio de cabotagem “Mercosul Santos” e o Comboio Fluvial da Bertolini está acontecendo sob a responsabilidade da Capitania Fluvial de Santarém.

Alianças ao Mare – Mais um botina branca vai deixar Belém, levando “capim novo”.

O bom caráter meu amigo Dr. Mecenas, acompanhado da sua bela Dora, voltou a prestigiar os eventos da Marinha, após alguns dias no “estaleiro”. Voltou com muita força e vigor, ele que é meu colega do Mérito Tamandaré e do Mérito Naval.

O colunista, como sempre bem informado, conta aos leitores da área naval que “CUPIDO” acertou de cheio mais um Botina Branca. É lindo o amor…

Publicações voltadas para o setor informando sobre o TRANS-2018, que vai ser realizado em Belém no próximo mês de junho, evento está sendo muito bem organizado pelo SINDARPA, com gente que entende do assunto. Isto é muito bom.

Na beira do cais tudo se sabe. O meu especial amigo Almirante Jorge Alípio Rodrigues da Silva, hoje no COMENCH, será o próximo a receber as “Quatro Estrelas”. Anotem, para confirmar. Ele foi Comandante (e dos bons) do 4º Distrito Naval.

Consta na beira do cais que algumas transações feitas no setor portuário em administrações passadas estão na “MIRA” da Dona Justa Federal. Estamos de olho, para, se possível, dar em primeira mão. Aliás, encontra-se também na Justiça mais de 300 ações, mas nada a ver com a atual administração. Depois eu volto.

BEIRA DO CAIS

Hoje na Amazônia Oriental os catamarãs e Ferry-Boats estão liderando o transporte de passageiros, não só pela fácil construção, o que vem acontecendo até mesmo na “beira do rio”, mas também pelo número de tripulantes, que é menor que nos navios fluviais convencionais, tanto assim que existem diversos deles encostados sem operar. Para a região das Ilhas os catamarãs e o ferry-boats lideram.

Os primeiros Ferry-Boats de grande porte, tanto os de cargas como de passageiros, foram lançados pela empresa de navegação REICON para o atendimento da linha do Xingu no transporte de cargas e passageiros, obtendo, inclusive, até hoje um grande sucesso, sem registrar o menor problema, além da segurança absoluta que os mesmos oferecem. Isto, por sinal, vem acontecendo há longos anos, tanto assim que essa empresa já consignou diversos prêmios, até mesmo da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental.

No último dia 28 transcorreu mais um Aniversário da Abertura dos Portos às Nações Amigas, e o Dia do Portuário, na verdade nada aconteceu, totalmente ao contrário dos anos anteriores. Inclusive aqui em Belém, com festa promovida pela CDP-Companhia Docas do Pará em parceria com a Capitania dos Portos, trazendo a briosa Guarda da CDP, com o seu efetivo de cerca de 300 homens formados no cais do porto, com banda de Música dos Fuzileiros e tudo o mais. Bons tempos.

TODOS UNIDOS VAMOS PRESTIGIAR O TRANS – 2018. QUE SÓ BENEFÍCIOS VAI PROPORCIONAR PARA O NOSSO ESTADO, COM PROMOÇÃO DO PODEROSO SINDARPA. COM CERTEZA SERÁ SUCESSO ABSOLUTO. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next