Passagem de Comando da Capitania dos Portos em Santarém foi muito prestigiada

Comandante (CF) Robson Ferreira Carneiro com sua esposa, seu antecessor (CMG) Ricardo Barbosa Guimarães, também com sua esposa.

No dia 26 de janeiro, foi realizada cerimônia militar de passagem do cargo de Comandante da Capitania dos Portos em Santarém (PA). O comandante Capitão-de-Mar e Guerra (CMG) Ricardo Barbosa Guimarães passou o comando para o Capitão-de-Fragata (CF) Robson Ferreira Carneiro.
Honrado pelos dois anos à frente do comando da Capitania dos Portos em Santarém, o CMG Ricardo Barbosa Guimarães conclui: “A gente procurou fazer um trabalho no âmbito mais educativo e profissionalizante do que aquele caráter punitivo”. Ao assumir o comando, o CF Robson Ferreira Carneiro afirmou: “É um desafio que a Marinha está me concedendo agora ficar à frente de uma capitania bem sucedida, que são 100 anos de parceria com a cidade e em prol da segurança na navegação”.
Na cerimônia estiveram presentes o Comandante do 4º Distrito Naval, Almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, autoridades militares e civis, representantes do governo e familiares.

Político

Muita gente no setor aquaviário que não conhecia o Presidente da ALEPA, deputado Márcio Miranda, ficou impressionada com a sua simplicidade e finíssima educação, ganhando com isto a grande simpatia do setor aquaviário. Um político de ficha limpa que, com certeza, vai longe. Os elogios a ele foram aos montes.

Secretário

Hoje, sem favor algum, a grande revelação do setor portuário nacional é um paraense, que já foi deputado federal e senador e agora Secretário Nacional de Portos, outro senão o nosso muito estimado conterrâneo Dr. Luiz Otávio de Oliveira Campos, que vem consignando os melhores elogios por tudo que vem fazendo em todo o Brasil.

Homenagem

O grande empresário paraense do setor de Operações Marítimas Portuárias, Agenciamentos de Navios e Logísticas, paralelamente um Hospital de primeira linha em Barcarena, Washington Cordeiro, ainda não sabe, mas no decorrer deste ano deverá receber uma significativa homenagem, merecidamente, mas isto depois eu conto.

Tarifas

Os responsáveis pelos serviços de travessias no estado do Pará continuam sufocados em função das tarifas que estão completamente defasadas, muito especialmente com o preço dos combustíveis, com constantes reajustes. As empresas de navegação fazem o serviço, aguardam a boa vontade para o reajuste das passagens.

Responsável

A DTA-Engenharia tem sob a sua responsabilidade diversas e importes obras aqui no estado do Pará, mas, lamentavelmente, todas elas estão caminhando muito devagar, começando pela retirada do Pedral do Lourenço, que está só na promessa e, ainda mais, as operações de profundidade do Canal do Quiriri, que continua só na promessa.

MARESIAS

Mais uma vez os agradecimentos do colunista pelas considerações feitas pela Jornalista e Advogada Franssinete Florenzano, através do lidíssimo BLOG, ela que é também uma das fortes colunas do atual presidente da ALEPA, o gentleman Deputado Estadual Márcio Miranda, orgulho da política paraense. Um ficha limpa 100 por cento.

Com a mais absoluta certeza, o Terminal da SOTAVE, localizado na Ilha do Outeiro da nossa CDP-Companhia Docas do Pará, que vai fazer parte da lista daqueles que irão a leilão, será um dos primeiros que baterá o martelo. Tem grupo forte de olho no mesmo, especializado para intermediar a exportação de grãos.

O responsável pelo Projeto que tramita no Senado Federal para criação da Polícia Hidroviária Federal é o Senador Vicentinho Alves, cuja intenção é retirar da Marinha do Brasil o controle e fiscalização do Tráfego Hidroviário e dos Portos. Este cidadão deveria tomar uma lição de legislação Marítima, Fluvial e Portuária.

Outra aberração é daquela Senadora do PT que vem reivindicando um novo Concurso para Praticantes de Práticos, desconhecendo que todas as Zonas de Praticagem do Brasil estão com os seus efetivos de PRÁTICOS além do necessário. Era só mesmo o que faltava.

O colunista tem sentido a grande ausência do nosso muito querido amigo Conselheiro do Tribunal de Contas – Nelson Chaves, ele que é portador das duas mais altas comendas da nossa gloriosa Marinha, ou seja, o Mérito Tamandaré e o Mérito Naval. Nelson Chaves é uma Reserva Moral do Pará.

Pelo menos no Rio de Janeiro a Rede Pública Federal já está formando Técnicos em Transportes Aquaviários. Isto por pouco não acontece em Belém quando funcionava a toda poderosa FACULDADE IESAN, que tinha como diretor maior o grande mestre Mecenas Gonçalves. Na Amazônia trafega o maior número de embarcações do Brasil, um curso desse seria muito bem-vindo, com tantas faculdades funcionando.

O prédio onde funcionou por muitos anos a ARCON, na Rua dos Tamoios, ainda continua com o nome do referido órgão do Governo do Estado. Está na hora de ser retirado.

Tem um Terminal em Vila do Conde, onde operam grandes navios, que admite só o uso de um rebocador, com certeza comprometendo as manobras de atracação e desatracação.

BEIRA DO CAIS

Comenta-se na beira do cais que uma outra empresa de navegação, de capital estrangeiro, deverá entrar ainda neste ano no tráfego Mercosul/Cabotagem pela Costa Bra. Dizem, não sei, que já tem gente fazendo das devidas avaliações. No momento preciso voltaremos ao assunto, naturalmente com melhores detalhes, se não ocorrer acidente de percurso.

No próximo mês de maio o colunista estará atendendo especial convite do nosso velho amigo empresário Gil Bezerra para uma visita ao estaleiro INACE, hoje especializado para construção de navios de guerra. Sua marca inclusive está também na Força-Tarefa do Comando do 4º Distrito Naval. Entre eles diversos Navios-Patrulhas e modernos Oceanográficos. Aliás, tem cadeira cativa na Boite Show de Miami, onde está presente todos os anos.

O SINDARPA, com apoio da ASPLAN, continua trabalhando para o maior sucesso do TRANS-2018, que com certeza deverá ser o evento mais movimentado dos últimos anos ligado ao setor, que com certeza contará com importantes representações nacionais e internacionais. Pelo menos três Ministros deverão se fazer presentes quando da sua abertura no HANGAR. Previstas as presenças dos Governadores do Pará, Amapá, Amazonas, Maranhão e Tocantins e ainda o de Rondônia.

O TRANS 2018 conta, inclusive, com apoio da FIEPA-Federação das Indústrias do Estado do Pará, da FENAVEGA e da Confederação Nacional dos Transportes. Vamos prestigiar. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next