Navio Fluvial “Barcarena” continua “encalhado” em Miramar, lamentavelmente, caminhando para sucata

Lamentavelmente o navio fluvial “Barcarena”, que aparece na foto, encalhado bem próximo a Miramar, ainda com a denominação colocada pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Pará, ou seja, “Grão Pará I”, pelo tempo que se encontra abandonado, com certeza já está no caminho da sucata, numa região onde os rios são as estradas naturais. Muito lamentável.
Esse navio fluvial é “irmão gêmeo” do navio “Soure” que se encontra em pleno tráfego, construído para a ENASA-Empresa de Navegação da Amazônia S/A, estatal do Governo Federal, que depois de alguns anos foi estadualizada. Com certeza essa embarcação fosse a leilão seria negociada logo no primeiro lance. Ela tem capacidade para transportar um número bem expressivo de passageiros e seria o ideal para a linha fluvial municipal Belém/Mosqueiro/Belém, desde que fosse subvencionada. (Foto: Luis Celso).

FENAVEGA dando total apoio ao TRANS-2018 que será promovido pelo SINDARPA no mês de junho

A Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviárias com sede em Brasília, que tem como presidente o grande líder amazônico armador Raimundo Holanda, vem dando total apoio ao TRANS – 2018 que será promovido em Belém no próximo mês de junho pelo SINDARPA-Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial Lacustre e das Agencias de Navegação do Estado do Pará, que promete ser o maior evento nacional deste ano ligado ao setor.
O armador Raimundo Holanda, que aparece na foto, hoje é destaque nacional pelo grande trabalho que vem desenvolvendo a frente dessa importante entidade de grau superior, tanto assim que está no exercício do seu terceiro mandato, com certeza só dura muito, o que é bom. (Foto: Luis Celso).

Anuário

Amanhã, a partir das 19:00 horas, o SINDOPAR-Sindicato dos Operadores Portuários do Estado do Pará, a frente Alexandre Carvalho, estará fazendo o lançamento da V Edição do seu Anuário. Terá Ministro presente.

Mensagem

Agradecemos a especial MENSAGEM envida pelo nosso muito querido Almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho – Comandante do 4º Distrito Naval, pelos 44 anos da “Tribuna Marítima”. De onde partiu é muito bom.

Apoio

A cada dia que passa aumenta o apoio dos mais importantes órgãos do Governo Estadual ao TRANS-2018, que será realizado pelo SINDARPA no próximo mês de junho no HANGAR. Com certeza será grande sucesso.

Destaque

Pela sua extraordinária atuação como o maior Operador Portuário do Estado do Pará, o Grupo NORTE Empreendimentos, graças a constantes operações de grande porte no setor portuário de Vila do Conde, foi destaque nacional.

Guerreiras

Verdadeiras guerreiras as “Voluntárias “Cisne Branco”, tendo a frente à bela presidente Drª. Luene Garcia, participaram com o mais absoluto sucesso do 1º Estágio de Vida na Selva. Destemidas! Para todas um beijo e uma rosa.

Tribuna

Muita gente não sabe, mas a “Tribuna Marítima” quando de um importante Simpósio na melhor Escola de Comunicação em Campinas-SP, foi o 1º Lugar do Universo Marítimo e Portuário do Brasil. Sacrifício recompensado.

MARESIAS

Muita gente não sabe, mas o colunista sabe que o empresário e armador economista Eduardo Carvalho, foi convidado anteriormente para exercer uma importante função pública em Brasília, de âmbito nacional. Ele agradeceu por causa dos seus negócios.

Por falar em função pública, agora mesmo que muita gente tem que ir logo arrumando suas “gavetas” pois o “reinado” vai chegar ao fim para muita gente. Vem gente a caminho. Depois eu volto com os devidos detalhes, esclarecendo melhor.

Amanhã é a grande festa de lançamento da V EDIÇÃO do Anuário, totalmente repaginado e com novidades. O evento vai ser prestigiado por importantes autoridades, inclusive de Brasília. Será mais um grande sucesso do SINDOPAR.

O Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial do Estado do Pará, com quase 70 anos de atividades defendendo a armação fluvial, como nunca precisa do apoio financeiro de todos os seus associados. Aliás, essa entidade brevemente estará em sede nova.

Por sinal o SINDARPA, é hoje uma entidade de conceito nacional, com passe livre junto aos mais importantes órgãos ligados ao setor, tendo no seu Comando o timão firme do armador Eduardo Carvalho, um amazônida que muito tem contribuído para o desenvolvimento da Amazônia.

O colunista recebeu significativa mensagem do nosso querido amigo Capitão-de-Mar e Guerra Ricardo Jaques Ferreira, Comandante do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, onde realiza um extraordinário trabalho. Gente fina é outra coisa.

Pelo menos três armadores fluviais paraenses estarão presentes no INTERMODAL no próximo mês em São Paulo: Eduardo Carvalho, presidente do SINDARPA, Relton Osvaldo Pinto, presidente da Atlântica Matapi e José Rebelo III, presidente da REICON.

A tradicional Casa das Tintas, capitaneada pelo gentleman meu irmão e amigo Dr. Mário Leitão, que por sinal é Amigo da Marinha e um dos bons soamarinos, mais uma vez foi qualificada como fornecedora das melhores tintas, inclusive para indústria naval.

O Secretário Nacional de Portos, Dr. Luiz Otávio d Oliveira Campos, com seu prestíigio junto ao Planalto, continua trabalhando em defesa do PORTUS-Instituto de Seguridade dos Portuários, na tentativa de tira-lo do sufoco. Nota 10.

BEIRA DO CAIS

Na verdade até hoje não houve boa vontade da empresa responsável para reflutuação do navio boiadeiro “HAIDAR” que naufragou há mais de dois anos em Vila do Conde. Recordamos que há alguns anos passados um navio de cabotagem denominado “Aldebarã” com carga geral naufragou em pleno armazém 3 da CDP, em apenas 15 dias foi reflutuado por uma empresa local dirigida pelo saudoso amigo Alfredo Aldísio.

Há alguns anos passados foi criada a Associação de Capitães da Barra Norte, que seria operada por Capitães-de-Cabotagem e Capitães-de-Longo Curso. Na ocasião foi barrada, mas agora, em uma nova tentativa, a mesma esta totalmente regularizada. Não será fácil mas qualquer tentativa é válida. Eu vou, mas depois eu voltarei. Anotem por favor.

Muita gente não sabe, mas a nossa Base Naval de Val-de-Cães, importante OM da nossa Marinha, jurisdição do Comando do 4º Distrito Naval, foi destaque de primeira página nos jornais da Grécia, pelo grande feito, ou seja, fazendo um reparo quase impossível em um navio mercante acidentado no rio Amazonas (abalroamento) dando condições de chegar ao seu País de origem sem problemas. Isto não esqueço.

Como se sabe, no Peru funciona três Escolas de Marinha Mercante. Enquanto isto, a sua frota de navios é muito pequena, daí porque os mercantes peruanos migram para o Brasil, inclusive oferecendo mão-de-obra muito mais econômica que dos mercantes brasileiros, por isto também é que existem, inclusive, marítimos brasileiros desempregados. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next