DOMINGO (05/MAIO) – Muito prestigiada a posse do novo Diretor de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil

Foi bastante prestigiada a cerimônia de posse do Novo Diretor de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil, no Rio de Janeiro, vice-Almirante Antônio Fernando Garcez Faria, em substituição ao seu colega de igual patente Marcos Sampaio Olsen, que realizou um extraordinário trabalho na referida função.
O Almirante-de-Esquadra Paulo Cesar de Quadros Küster ainda na função de DGN presidiu a significativa cerimônia, dando posse ao seu substituto, Almirante-de-Esquadra Leonardo Puntel.
Estiveram presentes o ex-Comandante da Marinha Julio Soares de Moura Neto, os Almirantes-de-Esquadra Eduardo Monteiro Lopes, Saraiva Ribeiro e outros mais. Ao final um congressamento entre todos os presentes. Alguns flashes deste importante evento.

Estaleiro INACE de Fortaleza

O Estaleiro INACE de Fortaleza, por sinal o único que funciona no Ceará, deverá entregar até o final deste ano uma serie de embarcações, inclusive para a Marinha do Brasil, por sinal sua bandeira há bastante tempo está presente no GPNN – Grupamento de Patrulha Naval do Norte – 4º DN através de algum Navio–Patrulha. Capitaneado pelo velho amigo empresário Gil Bezerra, esse estaleiro por sinal tem cadeira cativa na Boite Show de Miami, graças à construção de luxuosos iates negociados na mesma onde o colunista a seu convite bordejou alguns anos passados.

Linha direta com o colunista

O nosso amigo Almirante-de-Esquadra Leonardo Puntel em linha direta do Rio de Janeiro com o colunista, que assumiu recentemente a DGN-Diretoria Geral de Navegação da Marinha do Brasil, agradeceu a nota publicada na coluna do último domingo, sobre a sua investidura nessa importante função.
Aliás, ele pretende bordejar possivelmente no mês de junho por Belém e Santarém, nesta última cidade prestigiará a Reunião da Capitania dos Portos. Meu abraço e muito sucesso na DGN.

MARÉ ALTA

O futuro encontro de Capitães dos Portos na cidade de Santarém, provavelmente no próximo mês de junho, será prestigiado também pelo Diretor Geral de Navegação – DGN da Marinha do Brasil, nosso estimado amigo Almirante-de-Esquadra Leonardo Puntel.

MARÉ BAIXA

Para a disputa de frete fluvial na Amazônia, a base de aviltamento, conhecido como “Rebates” que desmoraliza o setor fluvial, provocando inadimplências das empresas de navegação junto aos Agentes do FMM – Fundo de Marinha Mercante. Lamentável.

BEIRA DO CAIS

O colunista, como Hidrógrafo Honorário, deseja ao excelentíssimo vice-almirante Antonio Fernando Garcez Faria, novo Diretor de Hidrografia e Navegação da Marinha, absoluto sucesso nessa nova e importante função.

Segundo informação chagada ao colunista neste mês de maio deverá acontecer na Câmara Federal a votação sobre o pedido daquele deputado o Rio de Janeiro sugerindo a retirada do controle dos Serviços de Praticagem, hoje com da Marinha. Olho vivo, portanto.

A bela armadora fluvial Drª. Milva Rebelo diretora maior da SION Navegação e ex-presidente da SOAMAR–PARÁ, após um bordejo em um completo relax por DUBAI já se encontra pela capital paraense, como sempre muito alinhada.

Muita gente não sabe, mais o Estado do Amapá, já teve uma grande empresa de navegação com uma frota inclusive de modernos navios fluviais de passageiros, todos eles construídos em Manaus pelo estaleiro ESTANAVE que hoje não existe mais, a Petrobrás era inclusive acionista do mesmo.

Os engenheiros navais formados pela Faculdade de Engenharia Naval da Universidade Federal do Pará são considerados como os melhores do Brasil, tanto assim que muitos deles estão servindo até no exterior.

A grande novidade do setor na capital paraense é o inicio das obras do PORTO FUTURO, coisa de primeiro mundo que vai embelezar a orla marítima e portuária de nossa capital.

A empresa de navegação CAMILA dirigida pela jovem e bela Srª. Priscila Pantoja é muito prestigiada nas áreas em que vem atuando, como no baixo Tocantins – Travessia Carapajó/Cametá e no município de Santarém. Tem inclusive novos projetos para este ano.

Questão de mais um tempinho, estará chegando a Belém o Esquadrão de Helicópteros de grande utilidade para o Comando do 4º DN, que tem jurisdição no mar e nos rios. Equipamentos moderníssimos virão servir o mesmo.

No final do próximo mês de agosto, ou seja, no dia 28, a CDP–Companhia Docas do Pará, estará completando 51 anos de atividades, a estatal teve lugar em função do encerramento das atividades dos SNAPP – Serviços de Navegação da Amazônia e de Administração dos Portos do Pará, autarquia federal que era dirigida por Oficiais Superiores da ativa da Marinha.

Está faltando pouco mais de um mês para a realização do TRANS–2018, promovido pelo SINDARPA, quando importantes empresas estarão representadas no importante evento. O mega estaleiro Rio Maguari confirmou sua presença com movimentado stand no Hangar.

Bem que o órgão competente poderia autorizar a CDP – Companhia Docas do Pará, passar em frente, através de concorrência, a cábrea “Rio Branco” que há muitos anos encontra-se ociosa no porto de Belém, um verdadeiro “Elefante Branco”, que proporciona prejuízos no final de cada mês. Com certeza interessados na mesma não vai faltar.

Continua fazendo sucesso absoluto na região do Marajó inclusive, o PREV BARCO FLUVIAL, operado pelo conceituado grupo CELTE, a serviço do INSS, iniciativa das mais elogiadas do Governo Federal para atender os ribeirinhos.

Em todo Brasil já foi iniciado o preparativos para a comemoração no dia 11 de junho, data magna da gloriosa Marinha do Brasil, ou seja, mais um Aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, quando diversas personalidades brasileiras e estrangeiras serão agraciadas com a alta comenda do Mérito Naval. Em Belém não será ao contrário, tendo a frente o nosso muito grande amigo Vice-Almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho – Comandante do 4º DN. (AS).

Lamentavelmente não se falou mais no início das obras de retirada do Pedral do Lourenço, já passados alguns meses do anuncio da DTA–Engenharia, quando de importante encontro realizado na Federação das Indústrias do Pará. Triste.

Na beira do cais o que mais se comenta é a chegada do Porto Futuro, uma obra de primeiro mundo que vai embelezar a orla marítima e portuária de Belém, oferecendo aos belenenses especial lazer, já que a capital paraense se recente de uma área portuária como no Rio de Janeiro, será uma grande atração. Justiça se faça. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next