HENVIL solucionou de vez o transporte fluvial na rota do Marajó colocando em tráfego mais um super “ferry-boat”

Numa iniciativa elogiável a HENVIL Transportes, lançou em operações na rota Belém/Camará/Belém o confortável “Ferry-Boat” RAINHA DA CONDOR, solucionando de vez o transporte fluvial de viaturas e passageiros para o Marajó, oferecendo conforto e segurança, cuja embarcação aparece na foto em plena Guajará, quando realizava a sua primeira viagem.
Principais características: 2 motores 625 HP cada, comporta até 100 veículos de passeio, comporta 1123 passageiros, Doublé Deck, Sala executiva para 242 passageiros com poltrona semi – leito, climatizada e televisões de Led. Sala para portadores de necessidades especiais com direito a um acompanhante, climatizada, com poltronas semi – leito e televisão de Led. (Foto: Luis Celso).

Concorrência

Tudo indica que ainda no decorrer deste ano será publicado o Edital de Concorrência para a venda da cábrea “Rio Branco” da CDP-Companhia Docas do Pará, que se encontra ociosa há bastante tempo no porto de Belém.

Padrão

A empresa HB-Hidrovias do Brasil, considerada padrão, que tem papel importante no desenvolvimento da Amazônia, vem operando com o mais absoluto sucesso grandes comboios e dois navios de cabotagem na região.

Expressão

A nossa Universidade do Mar, que é o poderoso CIABA, tem colocado na Marinha Mercante Brasileira, grandes expressões, hoje a nova guarda se destaca entre elas a minha bela amiga CLC Hildelene e Ricardo Monteiro.

Bela Tenente

Não me canso de elogiar o trabalho dinâmico da Bela Tenente Andréa, que atua no Gabinete do Comandante do 4º Distrito Naval, uma gentileza muito especial com todos que bordejam por lá. Mais uma vez uma rosa para ela.

Bordejo

Dentro em breve o colunista vai dar um bordejo pela ALA-9 para uma visita de cordialidade ao Brigadeiro Ricardo Campos, que é um verdadeiro gentleman, leitor inclusive da coluna, já que é também ligado ás águas através da COMARA.

Trabalho

Continua sendo muito elogiadas as atividades da AHIMOR, que graças ao dinamismo do seu titular Dr. Miguel Fortunato, saiu do anonimato, já que presta relevantes serviços ao setor com uma equipe técnica do mais elevado nível.

MARESIAS

Nada mais que o bom senso. Chapa única da SOAMAR – PARÁ, a Drª. Sonia Guedes foi eleita por aclamação para mais um mandato, como presidente da nossa entidade que congrega os soamarinos da nossa capital. Vamos em frente porque Unidos Venceremos.

Não tem um Vereador em Belém que defenda a criação de uma linha fluvial diária Belém/Mosqueiro/Belém. Essa Vila tem eleitor suficiente para eleger um Vereador para defender seus interesses, como, aliás, já teve alguns anos passados. Está na hora.

Dois importantes acontecimentos no setor ainda neste semestre, as inaugurações dos Terminais Fluviais dos municípios de Viseu e de São Miguel do Guamá, fruto do trabalho do Deputado Federal Lucio Vale, Juno ao Ministério dos Transportes. Nota 10.

A Base Naval de Val-de-Cães está hoje habilitada não só para reparos navais como também para a construção de embarcações inclusive para terceiros, essa OM – Industrial da Marinha do Brasil, conta com uma equipe técnica do mais alto nível.

Sem favor nenhum, o Departamento “Cisne Branco” – Seccional Pará hoje dirigido pela belíssima Primeira Dama do 4º DN, nunca funcionou tão bem como agora no seu Comando, Drª. Luene deu total segmento ao trabalho da querida miga Srª. Mara Silva.

A reflutuação do navio – boiadeiro “HAIDAR” poderá acontecer ainda no decorrer deste ano, conforme “furo” desta coluna a publicação do Edital de Concorrência do Ministério dos Transportes, foi graças à interveniência do Dr. Luiz Otávio Campos.

Esta eu publico com grande satisfação: “O trabalho do atual Comandante da Capitania Fluvial de Santarém, Capitão-de-Fragata Robson Carneiro, foi objeto de elogios por parte do excelentíssimo Comandante do 4º DN Almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho.

O colunista como sempre bem informado pode antecipar que tem Guarda – Marinha paraense na próxima escala do Navio – Escola “Brasil” que acontecerá no próximo mês de dezembro, quando o cais do porto vai ficar muito festivo, com o BRANCO dominando.

Em rápido bordejo por Belém o Almirante Garcez – Diretor de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil, ele que recentemente tomou nessa função no Rio de Janeiro. Sua estada na capital paraense foi rápida, não deu para receber a homenagem merecida.

BEIRA DO CAIS

Vem grande desempenho na área da sua jurisdição o SINDAMPA – Sindicato das Agencias de Navegação Marítimas do Estado do Pará e Amapá. Essa entidade reúne as grandes Agencias na sua grande maioria sediadas em Vila do Conde, tendo como seu presidente o bom caráter Ship – Agente Manoel João, que inclusive foi recentemente homenageado com o Diploma de Amigo da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental – CPAOR.

Lamentavelmente observa-se no litoral de Belém um bom numero de balsas fluviais ociosas, algumas das empresas com compromissos financeiros junto a Agentes Financeiros do Fundo de Marinha Mercante, sem condições de sair da inadimplência e ainda mais agravada pela demora da retirada do Pedral do Lourenço, que daria condições de livre navegação através da hidrovia do Tocantins para escoamento de muitos produtos.

O TRANS-2018, graças ao dinamismo dos seus organizadores tendo a frente o PHD Eduardo Carvalho presidente do SINDARPA e do Diretor Executivo Alexandre Araújo, está sendo divulgado nacionalmente, com destaque pelo Portal da Navegação e promete ser o mais movimentado dos últimos anos, apresentando ainda a Feira Internacional e Logística Sustentável da Amazônia momento para bons negócios.

Está sendo bastante disputado o Curso de Engenharia voltado para os profissionais Hidroviário e Ferroviário, que hoje oferece um bom mercado para os profissionais dessas áreas, assim como também para o portuário. Na verdade se fazia necessários, muito especialmente aqui na Amazônia onde existem muitas empresas de navegação.

A COLUNA VOLTA DOMINGO. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next