Capitania dos Portos da Amazônia Oriental autoriza praticagem de Belém a instalar balizamento virtual

Visita ao Centro de Controle Operacional da Empresa de Praticagem Barra do Pará

A Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR) concedeu, no fim de maio, uma autorização provisória de 180 dias para que a empresa de praticagem Barra do Pará, coordenadora da Zona de Praticagem Belém e Complexo Portuário Vila do Conde e adjacências (ZP-03), pudessem implantar o sistema de auxílio à navegação AIS-ATON (Automatic Identification System- Aid to Navigation), do tipo virtual.

Esse sistema consiste em transmitir, por meio de uma estação em terra, sinais de AIS que geram informações virtuais de boias, dos faróis, dos faroletes e dos diferentes pontos de espera de práticos para os navios que demandarem a área de praticagem obrigatória no interior da ZP-03.

A permissão concedida pela CPAOR visa o incremento dos atuais níveis de segurança da navegação e do ordenamento do tráfego aquaviário na região e áreas adjacentes, podendo ser utilizada, inclusive, em casos de ações de busca e salvamento (SAR).

Por Portal da Navegação, via Marinha do Brasil.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next