CAPITANIA

Quem passa por Miramar já pode observar numa grande área que dá vazão para a Guajará, placas chamando a atenção, com os dizeres que se trata de propriedade da União, justamente no referido local será construída a nova sede da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental-CPAOR, conforme a coluna já publicou anteriormente, oficialmente doado pela CDP-Companhia Docas do Pará.
Sem dúvida alguma isto aconteceu graças à interveniência do Secretário Nacional de Portos, Dr. Luis Otávio de Oliveira Campos, que, por sinal, encontra-se hoje em nossa capital para prestigiar a abertura do TRANS-2018, sendo inclusive um dos palestrantes, ele que aparece na foto com o Comandante do 4º DN, Almirante Edervaldo e o presidente da CDP, Dr. Parsival Pontes. A foto é do arquivo da coluna.

Abertura solene do TRANS-2018 promovido pelo SINDARPA logo mais ás 17:00 horas no HANGAR

Logo mais, às 17:00 horas, no HANGAR, estará sendo realizada a cerimônia de abertura do TRANS-2018, evento que será presidido pelo presidente do SINDARPA, armador e empresário Eduardo Carvalho, prestigiado por importantes autoridades civis e militares de nossa capital e empresariado ligado ao setor de toda Amazônia.
Presenças também confirmadas de representantes de diversos países. De Brasília, já se encontram em Belém o Diretor do DNIT-Comandante Eric Medeiros, representando o Ministro dos Transportes, o Secretário Nacional dos Portos, Dr. Luis Otávio de Oliveira Campos, engenheiro Adalberto Tokaski, Diretor-Geral da ANTAQ-Agência Nacional de Transportes Aquaviários e, ainda, o presidente da FENAVEGA, armador Raimundo Holanda, acompanhado do vice-presidente, armador José Rebelo III.

Catamarã e Ferry Boats aumentam consideravelmente nos rios da Amazônia no transporte de passageiros

Observa-se nos rios da Amazônia que as empresas de navegação fluviais que operam no transporte de passageiros, estão dando preferência para os catamarãs e ferry-boats, naturalmente por exigir número menor de tripulantes. Aqueles navios fluviais convencionais pouco a pouco estão desaparecendo. A empresa de navegação Bom Jesus vem operando com o mais absoluto sucesso na rota de Breves e outras localidades das Ilhas dois modernos bi-cascos adquiridos no sul do Brasil, com projeto para aumentar futuramente esse número.
Em Belém funciona um estaleiro especializado nesse tipo de embarcação, assim como em Macapá, este com técnicos especializados no sul do País. O primeiro já tem a sua marcada na Travessia Santos/Guarujá, operando com sucesso no transporte de passageiros.

Reunião

Antecipando o TRANS-2018, a FENAVEGA-Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviárias, logo pela manhã de hoje estará realizando uma reunião especial com importantes assuntos em pauta, no HANGAR.

Mercante

Pela primeira vez uma mulher – CLC formada pelo CIAGA Rio de Janeiro, assumiu o Comando de um Navio Porta-Contêineres, este da Aliança Navegação e Logística, empresa que antes pertenceu ao Grupo Fischer.

Hospital

Graças ao conceituado Grupo NORTE, que é o maior Operador Portuário do Pará, o baixo Tocantins e o município de Barcarena contam com um Hospital de alto nível, o São José, oferecendo o melhor atendimento possível.

Assoreamento

Aumenta cada vez o mais o assoreamento na Bacia de Manobras do Porto de Belém, quase impedindo as manobras de navios de maiores calados diretamente no cais do porto. Providências já estão sendo tomadas.

Mulheres

Cada vez mais aumentando o número de mulheres fascinadas pela vida do mar. Neste ano, por exemplo, muitas jovens iniciaram na EFOMM do CIABA, os cursos de Náutica e de Máquinas, um bom número vindas do Nordeste.

Em Belém

Transitou por Belém o engenheiro especializado em Energia Nuclear, Dr. José Eduardo de Almeida Maneschy, que inclusive atuou por muito tempo no Projeto ARAMAR, em São Paulo-Submarino Nuclear. Foi hóspede do colunista.

MARESIAS

Mesmo antes de ser inaugurada, altas autoridades da Marinha consignaram elevados elogios a nova sede da secular Praticagem da Barra do Pará. Essa entidade, por tudo de bom que vem fazendo, merece o Prêmio-2018 da ANTAQ, como foi dado para a de Santos-SP, com a palavra o nosso estimado amigo engenheiro Adalberto Tokaski.

Um verdadeiro gentleman o Brigadeiro Ricardo Campos – Comandante da ALA – 9, que em função da COMAR está também ligado ao setor, já que esse órgão opera uma grande frota de embarcações fluviais, que oferecem apoio logístico a um expressivo número de Aeroportos espalhados pela Amazônia Oriental e Ocidental.

A Capitania dos Portos da Amazônia Oriental-CPAOR, já montou um esquema muito especial para as férias de julho. Objetivando a maior segurança possível toda sua Força-Tarefa estará em ação, com apoio também do Grupamento de Patrulha Naval do Norte. Navegar é preciso, mas… com toda segurança. Olho vivo, portanto.

A Capitania Fluvial de Santarém, hoje muito bem dirigida pelo Capitão-de-Fragata Robson Ferreira, comemorou também condignamente o 153º Aniversario da Batalha Naval do Riachuelo. Em meio a solenidade, Personalidades que se destacaram em apoio ao trabalho da Marinha foram agraciadas com o Titulo de ‘Amigo da CFS’.

Entre as grandes empresas de navegação fluvial da Amazônia, estará participando a conhecida e conceituada TRANSDOURADA, do Grupo GDIAS, com um movimentado STAND–2018. Essa empresa opera em todas as direções da Amazônia atendendo importantes grupos na distribuição de derivados de petróleo. Vamos lá, logo mais.

Ontem, em linha direta com o colunista, um antigo armador fluvial de passageiros de Manaus, pedindo informações sobre o navio fluvial de passageiros “Barcarena”, já que estaria interessado no mesmo. Como se sabe, a referida embarcação pertence ao Governo do Estado do Pará e há bastante tempo encontra-se “encalhada” em Miramar.

Agora como nunca Mosqueiro está necessitando de uma linha fluvial de navegação, portanto, está na hora do Prefeito Zenaldo Coutinho cumprir com sua promessa de campanha feita ainda no seu primeiro mandato. Embarcação especial é o que não está faltando. Uma foto delas, inclusive, publicamos na semana passada. Deve estar faltando apenas boa vontade.

Uma atenção muito especial vem dando o Secretário Nacional de Portos, Dr. Luis Otávio de Oliveira Campos, a todo setor portuário do Brasil, graças a sua interveniência junto ao Ministério dos Transportes, brevemente acontecerá a reflutuação do navio-boiadeiro “HAIDAR”, naufragado no porto de Vila do Conde há mais de dois anos. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next