Autoridade da Marinha num reconhecido trabalho do colunista sempre destacando a Armada Brasileira

Foi uma grande satisfação saber, através do nosso conterrâneo Álvaro Almeida, presidente do Centro de Capitães da Marinha Mercante no Rio de Janeiro, da grande estima que nos dedica o hoje Almirante-de-Esquadra Cláudio Portugal de Viveiros, sempre reconhecendo o nosso grande trabalho voltado para a Marinha do Brasil, ele que por diversas vezes esteve em Belém, quando Diretor de Portos e Costas, ainda no Posto de Vice-Almirante aparecendo na foto com o então Comandante da Capitania dos Portos CMG Sérgio Duarte, o Prático da Barra do Pará Miguel de Jesus Salgado e o colunista, quando de uma das suas visitas a capital paraense. Hoje está no exercício de uma importante função em Brasília. Daqui vai o nosso abraço, com votos de contínuo sucesso.

Grupo Norte caminhando para 11 anos de atividades com evento que será comemorado em grande estilo

O conceituado Grupo Norte Empreendimentos, hoje o maior Operador Portuário do Pará, vai completar 11 anos de atividades. Com certeza o evento será festivamente comemorado, como aconteceu aos 10 anos, no ARMAZÉM, reunindo cerca de 800 convidados, cuja animação musical contou com o consagrado Zeca Pagodinho, tendo inclusive este colunista participado, em companhia do empresário e armador Eduardo Carvalho, presidente do SINDARPA e de outros amigos ligados ao setor.
Como se sabe, o Grupo Norte tem papel de extraordinária importância no desenvolvimento do nosso estado, muito especialmente no município de Barcarena, onde opera um Hospital “cinco estrelas”, o São José, modernizando ainda em Vila do Conde, os seus serviços de operações fluviais marítimas e portuárias, lançando um modelo especial, ou seja, o embarque por Bacia Metálica, com objetivo, inclusive, de proteger o meio ambiente. Pioneirismo no norte e nordeste.

Agências

Tem duas Agências da Capitania dos Portos do Estado do Amazonas, que estão localizadas nas cidades de Boca do Acre e Eirunepé, esta última no alto rio Juruá, ambas estão a mais de mil milhas da capital amazonense. É a nossa Marinha…

Navios Fluviais

Questão de mais algum tempo para que dois confortáveis navios fluviais de passageiros voltarem ao tráfego, um da praça de Belém e, outro, da praça de Macapá. Ambos oferecendo absoluto conforto e segurança na rota de Belém/Manaus. Aguardem.

Mudanças

No mês de janeiro de 2019, dois bons amigos deste colunista estarão deixando a capital paraense. São eles: os Comandantes Santiago e o Comandante Jaques. O primeiro, titular da Capitania dos Portos e, o segundo, do Grupamento de Patrulha Naval do Norte.

Leilão

Confirmado o leilão através da ANTAQ–Agência Nacional de Transportes Aquaviários, envolvendo áreas no porto de Santana no Estado do Amapá, para o próximo mês de setembro. Com certeza terá muitos interessados, tendo em vista o seu futuro promissor.

Divulgação

Chega ser até uma injustiça alguém não reconhecer a divulgação que a imprensa paraense faz em relação ao trabalho da nossa gloriosa Marinha. Da nossa parte sempre procuramos fazer o melhor, tanto assim que somos portadores do Mérito Tamandaré e do Mérito Naval há longos anos.

Recordando

Muita gente não sabe, mas o Exército Brasileiro já teve uma embarcação mista, que atendia sua Unidade na Fronteira com a Guiana Francesa e que chamava atenção pelo seu forte VERDE. Era o navio “PIONEIRO”, que prestava apoio logístico.

BEIRA DO CAIS

O antigo estaleiro da Wilson Sons, que funciona em Guarujá-SP, está participando de um Consórcio, objetivando a construção de Corvetas para a Marinha do Brasil.

Tem gente do setor que vai passar uma temporada na “geladeira”, porque “mentira tem perna curta”. Com coisa séria não se brinca! Isto… depois eu conto.

Tem empresário em Belém, que, no seu próprio gabinete, confortavelmente na sua poltrona, ao atender o seu celular… sempre diz que não está em Belém. Triste.

Hoje sem recursos do FMM-Fundo de Marinha Mercante, nenhuma empresa na Amazônia tem condições de construir embarcações, culpa do próprio Governo Federal.

O outrora poderoso Sindicato dos Conferentes hoje não tem mais aquela grande força, quando dos tempos dos navios convencionais de cabotagem e longo curso…

Segundo um Almirante-de-Esquadra da Reserva, que serviu inclusive em outros países, afirmou para o colunista que a coluna na sua especialidade é a única do mundo.

O Grupo Santos Brasil, presente também em Vila do Conde através do TECON/CONVICON, presta nesses primeiros 7 meses de 2018 um crescimento de 16%. Muito bom.

Problemas de última hora impediram o colunista de participar do encontro de Amigos da Marinha, no último sábado,no Espadarte Clube dos Oficiais da Marinha.

Um rápido contato em linha direta manteve o colunista com a distinta e bela Tenente (CD) Drª. Isadora, filha do casal amigo professor Dr. Mecenas (Dora) Gonçalves.

O Almirante Roberto Gondim Carneiro da Cunha é o segundo amazonense a chegar nesse Posto. O primeiro, que também conhecemos, foi o Almirante Vidigal.

Anote este nome: Paulo Roberto Brandão, o primeiro dono do CONVICON em Vila do Conde, PHD em assuntos ligados as operações fluviais marítimas e portuárias.

A nossa secular Praticagem da Barra conta hoje com uma das melhores frotas de lanchas especializadas, que operam na condução dos seus Práticos para bordo dos navios.

A coluna circula diariamente, através do Portal da Navegação, a bordo do NT “Abdias Nascimento”, que tem no seu Comando o paraense CLC Ricardo Monteiro.

Um anúncio que está sendo considerado enganoso, foi a retirada do Pedral do Lourenço na Hidrovia do Tocantins, cujo início da operação até agora não aconteceu.

Muita gente não sabe, mas pela presidência da CDP-Companhia Docas do Pará passaram dois Coronéis da Reserva do Exército, os saudosos amigos Raul Moreira e Nélio Lobato. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next