Movimentada reunião da SOAMAR – Belém aconteceu na última semana com importantes assuntos em pauta


Soamarinos reunidos após a reunião em plena confraternização.

Na semana que passou, realizou-se uma importante reunião da Diretoria da SOAMAR-Belém, presidida pelo excelentíssimo vice-almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho – Comandante do 4º Distrito Naval e Presidente do Conselho Superior da entidade que congrega os soamarinos e, pela presidente, Drª. Sonia Guedes. Foi cumprida na ocasião, uma importante pauta envolvendo diversos assuntos e até mesmo as primeiras providências do Natal dos Ribeirinhos, como acontece todos os anos, com a distribuição de brinquedos e coletes salva-vidas, através de uma embarcação especial que fica atracada num dos portos localizados na Ilha do Combu, sendo, inclusive, o soamarino Mecenas também um dos grandes entusiastas do evento, entre outros abnegados colaboradores.
Como sempre fazemos, publicamos hoje dois flashes da referida reunião, prestigiada pela autoridade maior da nossa Marinha em Belém que, além de Presidente do Conselho Superior, é estimadíssimo em toda jurisdição do Comando do 4º Distrito Naval, envolvendo além do Pará, Amapá, Maranhão e Piauí. (Foto: Luis Celso).

Capitania em parceria com a SETUR reuniu com a imprensa ontem com assuntos focados para a Romaria Fluvial

Ontem, a Capitania dos Portos da Amazônia Oriental, em parceria com a SETUR-Secretaria de Turismo, realizou importante encontro com a imprensa com relação à Romaria Fluvial, que acontece na véspera do Círio de Nazaré no trecho Icoaraci/Escadinha do Cais do Porto, como acontece todos os anos. Uma Portaria foi elaborada por essa Organização Militar da Marinha com todas as regras especiais do Tráfego Aquaviário orientando assim as embarcações que participarão do evento.
A SETUR apresentou na ocasião uma pesquisa sobre o turismo realizado na Romaria Fluvial de 2017 e também a Bandeira de identificação. Muito bom. Com certeza esta Romaria repetirá o mesmo sucesso do ano passado em segurança e organização.

Seminário

Foi bastante prestigiado o II Seminário Regional de Segurança em Portos e Vias Navegáveis, realizado ontem pela CDP – Companhia Docas do Pará, no Auditório Maria Sylvia Nunes na Estação das Docas. Importantes assuntos em pauta.

Maior Calado

Com extraordinário apoio da Marinha do Brasil, através do CNH – 4, assoreamento da Praticagem da Barra, o Canal do Quiriri vai possibilitar a entrada de navios de maiores calado cruzando o mesmo até Vila do Conde.

Capitania

Mais um Círio Fluvial se aproxima, ou seja, no próximo dia 13 de outubro, reunindo centenas de embarcações na Guajará dos mais variados tipos e a Marinha mais uma vez colaborando com o Navio Capitânia, outro senão o conhecido “Garnier Sampaio”.

Turismo Fluvial

Hoje a praça de Manaus conta com diversas embarcações de turismo fluvial, entre elas um luxuoso navio, que realiza cruzeiros bordejando por belas localidades, oferecendo o melhor conforto possível, com diárias cobradas a base de dólares.

Apoio aos Navegantes

A Marinha do Brasil, através do Comando do 4º Distrito Naval, através das duas Rádios Marinhas-FM que brevemente entrarão no ar, irá oferecer mais apoio aos navegantes, com informações precisas. Uma funcionando em Belém e outra em Santarém.

Na FENAVEGA

A coluna também é leitura na sede da FENAVEGA-Federação Nacional das Empresas Aquaviárias, com sede em Brasília, já que da mesma fazem parte três sindicatos representativos da navegação fluvial da Amazônia, ou seja, Pará, Amazonas e Rondônia.

Regionalização

Pelo andar da carruagem, observa-se que o primeiro porto brasileiro na atual conjuntura a ser regionalizado, será o da cidade de Santos-SP, por sinal o maior e mais movimentado da América Latina, que tem no seu Comando o nosso amigo engenheiro Alex Oliva.

MARESIAS

Providências já estão sendo tomadas para que navios graneleiros estendam as suas viagens até a cidade de Santarém, onde no sistema Ship (To) Ship, passem a receber grãos procedentes de Miritituba rumo ao exterior. Não sei, mas dizem ser as operações mais econômicas. Com melhores detalhes voltaremos logo, logo ao assunto.

O Secretário Nacional de Portos Dr. Luiz Otávio de Oliveira Campos, teve papel muito importante quando de recente evento realizado no setor portuário da cidade de Santos-SP. Na ocasião foi discutida a regionalização do mesmo.

O colunista agradece a lembrança do nosso grande amigo vice-almirante Alípio Jorge Rodrigues da Silva, atualmente no exercício de importante função no Rio de Janeiro, ou seja, Comandante-em-Chefe da Esquadra, onde realiza um grande trabalho.

Apenas um armador fluvial estará disputando uma vaga na Assembléia Legislativa do Estado do Pará, Antonio Rocha, dono da empresa de navegação A.R. Transportes e, tentando a reeleição, Luiz Rebelo Filho, este Diretor da Bom Jesus Navegação.

Elogiável o trabalho de Fabiana Cavalcante Alencar no exercício da função de Secretária, da Secretaria Nacional de Portos em Brasília, forte coluna, sem dúvida alguma, do nosso muito estimado Dr. Luiz Otávio de Oliveira Campos. É nota 10.

Caladinho. O nosso especial amigo empresário engenheiro Dr. Carlos Nascimento consignou merecidamente, mais uma significativa honraria, ele que também é um Comandante muito experiente de avião, conhecendo a Amazônia de ponta a ponta

Devidamente designado, os novos Comandantes da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental-CPAOR e do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, que assumirão no mês de janeiro de 2019. O primeiro não é nenhum estranho ao estado do Pará.

O Grupo Wilson, Sons é hoje o maior Operador de Rebocadores Portuários do Brasil cujos equipamentos da melhor qualidade, foram construídos no seu próprio estaleiro, que funciona na cidade de Guarujá em São Paulo, o qual o colunista já visitou.

Regionalização de portos já aconteceu no porto de Paranaguá e Itaqui, este aqui pertinho, ou seja, no Maranhão, passando a funcionar sob a administração da EMAP – Empresa Maranhense de Portos, hoje colocado entre os melhores e mais movimentados do Brasil. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next