Moderno Helicóptero pronto para atender qualquer missão na área do 4º DN

O primeiro Helicóptero do Esquadrão, vinculado ao Comando do 4º Distrito Naval incorporado recentemente, em cerimônia realizada no HANGAR – ALA 9, que aparece na foto recebendo a benção do Capelão – Padre Jailson, está pronto para realizar, quando necessário, qualquer missão. Trata-se, conforme já informamos anteriormente, de um equipamento moderno que, com certeza, irá prestar relevantes serviços na jurisdição do Comando do 4º Distrito Naval, sempre que seja necessário.
Esse Helicóptero é tripulado por Oficiais especializados. Mais dois deles virão também servir ao novo Esquadrão, ficando dessa maneira, muito bem servido o 4º Distrito Naval, que tem papel importantíssimo não só no Pará, mas também no Amapá, Maranhão e Piauí, hoje dirigido pelo excelentíssimo vice-almirante Newton de Almeida Costa Neto.

Projeto de Lei no Senado, se aprovado, será golpe fatal no setor

O tal projeto de Lei apresentado pelo Senador Álvaro Dias, causou grande descontentamento no setor da indústria naval, tanto assim que todas as entidades representativas do setor estão unidas para evitar esse golpe fatal que atingirá os estaleiros brasileiros. Esse “cidadão” parece que está por fora da realidade.

Amazon Dry Port consignou elogios de visitantes

O Porto Seco – Amazon Dry Porto, que fica localizado próximo ao porto de Belém, local privilegiado para armazenamento de contêineres inclusive, consignou elogios de ilustres visitantes. Conforme já informamos, ele é dirigido pela bela e jovem empresaria Rozinha Rebelo.

Candidato a presidência do SINDARPA na próxima eleição

O jovem armador Breno Dias, que tem especialização no exterior, PHD em Administração, diretor da empresa de navegação Transdourada e do Grupo GDIAS, vai disputar a presidência do SINDARPA, com total apoio do atual presidente armador Eduardo Carvalho, que tem grandes projetos para colocar em prática em defesa do setor aquaviário na região.

Rota Fluvial Belém/Marabá no transporte de passageiros

Com a liberação do rio Tocantins, para a livre navegação, ou seja, depois da retirada do Pedral do Lourenço, já tem um empresário paraense cogitando operar uma veloz embarcação para o transporte exclusivo de passageiros, entre Belém e Marabá, com rápidas escalas em algumas cidades intermediarias, inclusive Tucurui.

MARESIAS

Poucas coisas permanecem na atividade marítima, uma delas é o método empregado pelos PRÁTICOS há mais de 200 anos no Brasil, ou seja, o embarque nos navios através de escadas conhecida como QUEBRA PEITO. Risco e sacrifício…

A anunciada Ponte sobre o rio Amazonas, passará pela cidade de Óbidos e terá a extensão de 1, 5 km. Pela referida ponte irá passar a BR 163 que integrará a Calha Norte e Calha Sul do Amazonas. O local oferece extensão menor entre uma margem e outra do rio.

Sobre a construção dessa ponte, já existem uma serie de comentários, relacionados com o tráfego dos grandes navios de cabotagem e de longo curso na rota de Manaus, mas sobre esse assunto quem dará melhores explicações serão os PRÁTICOS.

O atual Ministro da Infraestrutura, que substituiu o Ministério dos Transportes, já bordejou pela Amazônia, mas deixou de lado uma visita ao porto de Belém e de Vila do Conde. Seria bom que essa Autoridade visitasse os mesmos

Foi bastante sentida a ausência do nosso muito estimado amigo de muitos anos PHD em assuntos portuários engenheiro Kleber Menezes, na última reunião da nossa SOAMAR–Belém, ele que também faz parte da diretoria da entidade.

Ainda continua interessada num dos catamarãs de classe turística, que pertenceu a ENASA – Empresa de Navegação da Amazônia S/A, uma grande e tradicional Agência de Turismo, sediada no Rio de Janeiro. Hoje só existe um que pertence a REICON.

Um Grupo ligado ao setor que vem crescendo cada vez mais é a Camila Navegação, integrado a diversos segmentos, inclusive nos serviços de travessias, operando inclusive no baixo Tocantins e também em Santarém. De grande conceito.

O poderoso Grupo CARGILL, que tem como diretor da área marítima – fluvial e portuária o ex-presidente da CDP – Companhia Docas do Pará, Clithio Esperanza, está aumentando também em Santarém o seu potencial no setor portuário.

Depois que o empresário Apoliano Nascimento assumiu a presidência do SINPESCA, o setor industrial pesqueiro tomou um impulso muito grande e a sua credibilidade voltou. Ele, por sinal, é Amigo da Marinha, gozando de especial conceito junto as Autoridades Navais. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next