Dois soamarinos paraenses foram homenageados pela ESG – Escola Superior de Guerra com a Medalha “CORDEIRO DE FARIAS”

Os 70 anos da ESG – Escola Superior de Guerra, foi comemorado condignamente envolvendo uma serie de eventos, tendo hoje como o seu Comandante o nosso grande amigo Almirante-de-Esquadra Alípio Jorge Rodrigues da Silva, ele quando vice-almirante foi Comandante do 4º Distrito Naval, onde realizou um extraordinário trabalho, tendo deixado na capital paraense um grande numero de amigos.
Dois SOAMARINOS paraenses acompanhados de suas respectivas esposas, engenheiro – empresário Carlos Nascimento e o Professor Dr. Mecenas Gonçalves, que na ocasião foram agraciados com a especial Medalha “CORDEIRO DE FARIAS” cuja imposição foi feita quando do encontro maior alusivo ao evento, que foi prestigiado pelas mais altas patentes da Marinha do Brasil.

Tanto a CDP como a ENASA tiveram os seus dias de glória

Se a ENASA ainda existisse teria completado 52 anos no ultimo dia 28. Irmã gêmea da CDP que nasceu com a extinção dos SNAPP – Autarquia Federal. Teve como seu primeiro Presidente o Agente de Navegação Edmar Burlamaqui Freire, por indicação do politico Jarbas Passarinho e para a CDP o engenheiro Fernando Guilhon, ambos já falecidos. A ENASA chegou a ser estadualizada e com poucos anos extinta a CDP continua sobrevivendo.

Terminal para embarque e desembarque de Passageiros fluvial em Belém

Se não fosse os Terminais Privados de Cargas e Passageiros, a situação do Terminal Hidroviário ”Luis Rebelo Neto” seria muito pior em época de férias, considerando a grande demanda de passageiros. Há bastante tempo a coluna vem focalizando o problema, pedindo inclusive a liberação do Terminal, onde funcionou o Galpão Mosqueiro e Soure, para outras empresas.

Maior número de Comboios Fluviais na rota de Vila do Conde

Pelo andar da carruagem até o final deste ano mais um numero de super – comboios fluviais estarão entrando em trafego no transporte de grãos embarcados em Miritituba para exportação através do porto de Vila do Conde, todos eles cruzando os Estreitos de Breves.

MARESIAS

Ainda tem muita gente na Ilha do Mosqueiro na esperança do Prefeito Zenaldo Coutinho ainda cumprir a promessa de campanha, ou seja, uma linha fluvial diária.

O Vice-Almirante Roberto Gondim, visitará as instalações da ZP-1 na cidade de Itacoatiara – AM. Ele, por sinal, é amazonense, há muitos anos fora da capital baré.

Tem gente no setor de Operações Portuárias querendo voar muito alto, esquece talvez que “FORMIGA” quando quer se perder… cria asas, mas isto depois eu conto.

Professor Mecenas, tomando todas as providências para o almoço do Grupo RODELA, que acontecerá neste próximo sábado, desta vez no seu apartamento.

Circula pelo setor portuário do Pará uma grande “BOMBA”. Todo cuidado é pouco, para que não aconteça o que aconteceu há alguns anos passados lá no CASARÃO.

Foi destaque nacional o sofisticado EMPURRADOR – Azimutal, construído e entregue pelo estaleiro paraense RIO MAGUARI, para a empresa HB – Hidrovias do Brasil.

A partir do próximo ano vai aumentar consideravelmente o movimento de grão de exportação, tanto através de Santarém como através do porto de Vila do Conde.

Vai ser prestigiadíssimo a ATIVAÇÃO da Agência da Capitania dos Portos na cidade de Oiapoque – Amapá, localizada na fronteira com a Guiana Francesa.

Reina grande preocupação nos meios marítimos do Rio de Janeiro, tendo em vista os anúncios de privatização da PETROBRÁS, que tem a TRANSPETRO como subsidiária marítima.

Políticos amazonenses que atuam em Brasília, deputados e senadores, trabalham sem cor partidária, para conseguir a construção de um novo porto público.

O estaleiro ABSNAVAL, foi responsável pela construção dos catamarãs para o Governo de São Paulo que atendem a travessia Santos/Guarujá. Orgulho paraense.

As empresas de navegação inadimplentes junto ao SINDARPA, precisam acertar as contas, já que essa entidade é o maior defensor do setor fluvial da Amazônia Oriental. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next