Oficial Superior da Marinha que se destaca cada vez mais no exercício das suas funções no Comando do 4º DN

Servindo em nossa capital pela segunda vez conforme já informamos anteriormente, precisamente no Comando do 4º Distrito Naval, a Comandante Ivone Ricardo, de finíssima educação, vem repetindo mais uma vez o seu extraordinário trabalho, ela que aparece na foto com o colunista. Sem favor nenhum se destaca como uma excelente auxiliar do Gabinete do Vice-Almirante Newton de Almeida da Costa Neto – Comandante do 4º Distrito Naval.
Aliás, em todas as funções exercidas vem se destacando, como aconteceu na sua primeira passagem por Belém, quando Comandante do 4º Distrito o nosso muito estimado amigo Almirante Ademir Sobrinho. A Comandante Ivone, inclusive sempre manteve a imprensa especializada muito bem informada. Por tudo isto futuramente ela estará sendo homenageada, mais isto depois eu conto. (Foto: Luis Celso).

Nota triste para o setor da navegação fluvial da Amazônia

Com o mais profundo pesar, noticiamos o falecimento do nosso grande amigo Dr. Roberto Seixas Simões, ele que estava residindo em Santa Catarina – SC. Estimadíssimo em nossa capital, muito especialmente no setor onde militou por muitos anos, sendo Diretor da JONASA e posteriormente da SANAVE, presidente do SINDARPA e da nossa SOAMAR. As nossas condolências aos seus familiares, que Deus o tenha ao seu lado.

Um destaque especial para a Presidente da SOAMAR

Hoje a coluna faz um destaque muito especial, desta vez dirigido a presidente da SOAMAR – Belém armadora – empresária Dra. Sonia Guedes, pelo extraordinário trabalho desenvolvido a frente dessa entidade que congrega os SOAMARINOS de nossa capital, hoje referencia nacional por tudo de bom que vem fazendo, com elogios das altas patentes da nossa Marinha, uma cabeça iluminada, que como poucos conhece todos os problemas da Amazônia.

Terminal Fluvial de Passageiros

Agora com recuperação pela Prefeitura de Belém, da Praça Princesa Isabel – CONDOR, bem que o Prefeito Zenaldo Coutinho, poderia cumprir a sua promessa de campanha, a construção de um Terminal Fluvial de Passageiros naquele local, que seria muito bem vindo, muito especialmente para os ribeirinhos.

Dois interessados no navio fluvial “Barcarena”

Tem dois interessados no navio fluvial “BARCARENA” ex – ENASA, agora de propriedade do Governo do Estado, cuja embarcação permanece encalhada em MIRAMAR. Essa embarcação inclusive serviu aos BOMBEIROS, mais continua em boas condições, tem as mesmas características do “SOURE” operado pela BANAV.

MARESIAS

Embora um pouco atrasado vai o meu grande abraço ao amigo Comandante/PRÁTICO Evandro Abi Saab, presidente da BARRA DO PARÁ, gente da melhor qualidade, pelo transcurso do seu aniversário na semana passada. Continuo sucesso e muita saúde.

Lamentavelmente o baixo nível do rio Madeira na Amazônia Ocidental atinge a cota que está provocando restrição de navegação. O rio reduziu de 4,0 metros, muitas recomendações estão sendo feitas aos navegantes pela Delegacia Fluvial de Porto Velho.

O nosso Governador Helder Barbalho, que está dando total apoio também ao setor da navegação fluvial com certeza vai dar total colaboração para o sucesso de mais um TRANS que será promovido em nossa capital pelo SINDARPA.

Um ex-presidente da CDP – Companhia Docas do Pará, que tem o nome difícil, esteve prestigiando “os comes e bebes” dos 52 anos da estatal, que mesmo de caixa baixa, não deixou de comemorar. Já dizia um sábio cedepeano, “o que é bom dura pouco”.

Graças ao excelente trabalho da EMAP, órgão do Governo do Estado do Maranhão, o porto de ITAQUI, hoje está na lista dos dez melhores e mais movimentados do Brasil, quando pertencia a CODOMAR era só prejuízos no final de cada ano.

A Celte Navegação, uma das empresas operadoras da travessia do ARAPARI, acaba de incorporar a sua frota um moderno e veloz rebocador, com grande capacidade de empurro, aliás, essa empresa opera o seu próprio estaleiro. Isto é muito bom.

O colunista como sempre bem informado pode afirmar que existe dois grupos multinacionais, que também operam no setor portuário com muita força, que estão de olho em Vila do Conde, esperando a privatização da CDP – Companhia Docas do Pará.

Mesmo com um Quadro de Técnicos de alto nível da estatal, o atual presidente da CDP, teve a coragem de recrutar de Brasília dois assessores, com certeza o Ministro Tarcisio não sabe disso, mais vai saber na sua próxima vinda a Belém. Se isto aconteceu.

Alguns problemas estão acontecendo em Vila do Conde, mais isto informamos após a devida confirmação. Por sinal esse porto dá lugar a grandes empresas multinacionais, hoje administrado por um uma mulher alheia ao setor, segundo informações chegadas a coluna. Eu volto. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next