DOMINGO (24/11/2019) – Posse na Diretoria do Hospital Naval de Belém – HNBe confirmada para o dia 31 de janeiro de 2020

No próximo dia 31 de Janeiro de 2020, em cerimônia que será presidida pelo vice-almirante Newton de Almeida Costa Neto – Comandante do 4º DN, estará tomando posse à bela Diretora CMG (MD) Mônica Medeiros Luna, que aparece na foto com o atual CMG (MD) Klebherwal, que vem realizando um grande trabalho. Em toda história do HNBe pela primeira vez uma Oficial – Médica assume a direção desse importante Hospital.

Apenas dois CATAMARÃS que pertenceram a ENASA continuam em operações

Daqueles catamarãs de grande porte que foram construídos no Rio de Janeiro pelo estaleiro INCONAV/MAC LAREN para a ENASA, dois deles continuam em tráfego, um que era de classe turística, o “PARÁ”, serve a Marinha do Brasil como Navio – Auxiliar, e, o “RONDÔNIA”, este devidamente adaptado para o transporte misto de cargas e passageiros, pertence à empresa de navegação ENART-A.R Transportes, que faz a linha regular Belém/Manaus com escalas em portos do baixo Amazonas.

Trabalho muito elogiado a frente do “Tribunal Marítimo”

Em todo setor da Marinha Mercante, só se ouvem elogios ao trabalho que vem sendo desenvolvido pelo nosso muito estimado amigo Vice-Almirante (RM-1) Wilson Pereira de Lima Filho, como presidente do TRIBUNAL MARÍTIMO, com sede no Rio de Janeiro. Essa CORTE nunca foi tão destacada como agora, na verdade saiu do anonimato.

Projeto milionário para o transporte de gás natural liquefeito

A empresa Amazônia Energy, anunciou uma parceria para operar um sistema de movimentação de gás natural liquefeito (GNL) na região Amazônica, utilizando hidrovias do Pará, Amazonas e Rondônia, para isto contará com uma frota de 50 barcaças e 10 empurradores, que naturalmente serão construídos por estaleiros da região.

Norma adotada pela ANTAQ contraria a Associação de Terminais Privados

A Associação dos Terminais Portuários Privados, com sede no Rio de Janeiro é totalmente contra a aprovação pela ANTAQ, da recente norma que inclui integralmente os Terminais de Uso Privado, nos parâmetros regulatórios da prestação dos serviços de movimentação e armazenagem de contêineres e volumes nas instalações portuárias.


Na foto a bela empresária Sonia Rebelo, quando em Brasília, foi homenageada com a Medalha AMIGO DA MARINHA. A imposição da importante honraria foi feita pelo vice-almirante Eduardo Machado Vasquez, Chefe de Gabinete do Comandante da Marinha. Ela é paraense lá do Xingu, hoje residente em Goiânia. Para ela um beijo e uma rosa.

MARESIAS

Segundo o Comandante do Navio-Livraria “Logo Hopes”, de todos os portos já visitados, o de Belém foi o que ofereceu melhor recepção. A Banda dos Fuzileiros Navais foi uma grande festa!

O estimadíssimo casal amigo Dr. Carlos (Ana) Nascimento, após um giro pelo exterior, retornou a nossa capital. Ele, inclusive, sempre bem informado das novidades do setor.

Alguns itens que fazem parte do Programa BR ao MAR, está causando insatisfação no setor. Entidades importantes já estão se movimentando contra o mesmo.

Tudo que foi informado sobre a Polícia Hidroviária Federal, nada mais foi que um “sonho de uma noite de verão”. O referido Projeto, a água levou… Depois eu volto.

Com anúncio da Ferrovia até Barcarena, com certeza absoluta a Hidrovia do Tocantins poderá retardar ainda mais, o que é muito lamentável. Resta aguardar.

A “Dona Justa Federal”, que não dorme no ponto, tem mapeada todas as irregularidades que aconteceram nos últimos anos, inclusive no setor. Já tem gente estocando LEXOTAN.

Dia 29 próximo o meu grande amigo CLC – Comandante Álvaro Almeida, estará lançando no TRIBUNAL MARITÍMO, o seu livro “O MAR COMO DESTINO”. Convite na mesa do colunista.

Problemas no setor portuário de Belém. Vendas sem licitação, mas… que nada tem a ver com a atual diretoria de uma empresa do setor. As denúncias já chegaram e com certeza o “bicho vai pegar”.

Ontem pela manhã tinha dois fotógrafos bordejando a serviço na área de Miramar, só não me perguntem as razões, mas com certeza ai tem. De qualquer maneira… depois eu volto.

Grandes navios graneleiros continuam cruzando o rio Amazonas até Santarém, depois que foi aumentado o calado da Barra Norte, isto é muito bom para a região.

Não me canso de elogiar o extraordinário trabalho que vem sendo desenvolvido a frente do Comando do 4º Distrito Naval, pelo vice-almirante Newton de Almeida Costa Neto.

Lamentavelmente aumenta o número de Barcos de Apoio Marítimo, no sul e sudeste que se encontram ociosos. Trazem com isto mais desemprego para os mercantes brasileiros. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next