Almirante de Esquadra Borges assume Comando da Escola Superior de Guerra (ESG)

Uma solenidade realizada no último dia 16 de abril de 2020 marcou a transmissão do cargo de Comandante da Escola Superior de Guerra (ESG) do Almirante de Esquadra Alipio Jorge Rodrigues da Silva ao Almirante de Esquadra Wladmilson Borges de Aguiar (foto).
A cerimônia foi reservada, cumprindo as orientações de enfrentamento à Covid-19. Presidida pelo Ministro de Estado da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, contou com a presença do Major-Brigadeiro do Ar Leonidas de Araújo Medeiros Júnior, do Vice-Almirante Fuzileiro Naval Carlos Chagas Vianna Braga, do Contra-Almirante Ricardo Fernandes Gomes e dos Generais de Brigada Carlos André Alcântara Leite, Marco Antônio Martin da Silva e André Luiz Ribeiro Campos Allão.
Durante o Comando do Almirante Alipio Jorge, iniciado em 3 de abril de 2019, a ESG celebrou seus 70 anos de existência e ampliou sua presença em Brasília, com a inauguração de novas instalações e a expansão das atividades e cursos na capital federal.
Ao fazer uso da palavra, o Almirante Alipio Jorge agradeceu aos militares, funcionários civis e voluntários da ESG pelo empenho para o bom andamento da Escola e a todas autoridades envolvidas em suas atividades. “Manifesto a minha convicção de que a nossa Escola continuará à altura das necessidades do Ministério da Defesa e do Brasil, tendo uma Tripulação valorosa, comprometida com o País e permanentemente empenhada no cumprimento das antigas e das novas tarefas que lhe forem atribuídas”, destacou. O Almirante Alipio Jorge assumirá em breve o Comando de Operações Navais.
O ministro da Defesa destacou a atuação do Almirante Alipio Jorge para a transferência do Comando da ESG para Brasília e seu papel fundamental na aproximação da instituição com entidades estratégicas para o desenvolvimento da missão da Escola.

Convidado para exercer importante função pública

Muita gente não sabe, mas o armador empresário-economista dr. Eduardo Carvalho, foi convidado no ano passado para exercer uma importante função pública, porém, por seus compromissos comerciais no setor aquaviário, agradeceu a especial honraria, ele que é conhecido nacionalmente como uma das cabeças mais iluminadas do setor, com muitos elogios inclusive das altas patentes da Marinha do Brasil. Atualmente Eduardo é presidente do conceituado Grupo Paes de Carvalho.

Mais navios estrangeiros para na rota da cabotagem até Manaus

Entre as providências que serão tomadas pelo governo Federal, através do Programa BR do MAR, consta a ampliação do número de navios estrangeiros de cabotagem no transporte de carga pela Costa Brasileira até Manaus, que atualmente está atingindo apenas 11%, já não bastassem as empresas de capital estrangeiro, como Aliança e a Mercosul Lines que, na verdade, pouco investem na Amazônia.

Hospital Naval – 60 anos de atividades. Só dura muito o que é bom

Hospital Naval de Belém – HNBe, considerado como um dos mais bem aparelhadas do Brasil no seu gênero, com 60 anos de atividades, conta hoje com um Corpo Médico do mais alto nível, entre eles ex-diretores, como o nosso bom amigo CMG da Reserva, Francisco Palácios e, por último, Kleberval Farias, ambos marcaram seu trabalho com muitas realizações, não esquecendo outro grande amigo CMG-MD dr. Vicente Garcia. Todos muito educados, tratavam a imprensa especializada com muita atenção, agradecendo sempre os destaques dessa OM de Saúde da nossa Marinha, o que hoje, lamentavelmente, não acontece.

MARESIA

Com a investidora de uma mulher na presidência da TRANSPETRO, subsidiária de transportes marítimos da Petrobras, aconteceu uma série de substituições na empresa, hoje detentora da maior frota de navios mercantes de bandeira brasileira.

Muita gente não sabe, mas o ex-deputado e ex-vice Governador do Estado, o cametaense dr. Gerson Peres, muito contribuiu para a efetivação da Travessia Belém/Arapari/Belém. Sobre o assunto este colunista e o saudoso Alfredo Cabral participaram de um almoço com o mesmo.

O encontro, promovido pelo colunista, aconteceu no Restaurante Lá em Casa, quando ainda funcionava na Avenida Governador José Malcher. Por ironia do destino, hoje o colunista reside bem próximo ao Casarão onde funcionou o referido restaurante. É bom recordar…

Diversos soamarinos, tendo em vista a impossibilidade de Relton Givaldo Pinto assumir a presidência da entidade, por problema plenamente justificável, membros da diretoria são favoráveis a um mandato tampão, para a atual presidente, dra. Sônia Guedes.

O Governo do Maranhão, por questões políticas, chegou a ter ameaçada a concessão do porto de Itaqui pelo Governo Federal. Hoje é administrado pela EMAP- Empresa Maranhense de Administração Portuária. Antes pertenceu a CODOMAR-Companhia Docas do Maranhão.

Por sinal, a EMAP alavancou as atividades deste porto, estando hoje colocada entre os mais movimentados do Brasil. Antes, quando administrado pela CODOMAR, o mesmo vivia sempre no vermelho. Tem calado, inclusive, para receber os maiores navios do mundo.

O Terminal Sotave localizado na Ilha do Outeiro, administrado pela CDP-Companhia Docas do Pará, continua sendo o “Elefante Branco” da empresa, trazendo somente despesas para os seus cofres. Com certeza não vai ser fácil passar o mesmo em frente.

É bem possível que no decorrer deste ano, nenhum navio de turismo estrangeiro volte a cruzar o rio Amazonas até Manaus, tendo em vista os problemas que vem causando voltados para o coronavirus. De qualquer maneira, só resta aguardar a volta da normalidade.

Até o momento ainda não aconteceu a Aula Inaugural no CIABA-Centro de Instrução “Almirante Braz de Aguiar”, lá na nossa Universidade do Mar. Por recomendação superior continua tudo parado, sem data ainda para voltar a sua normalidade. Certíssimo. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next