Marinha sempre em ação: A Marinha apreendeu mil toras de madeira sem nota fiscal na Foz do Rio Tocantins

A Marinha do Brasil, por intermédio do Comando do 4º Distrito Naval, informa que, no dia 25 de junho, apreendeu cerca de mil toras de madeira ilegal, na Foz do Rio Tocantins, no interior do Estado do Pará. A carga, que não apresenta nota fiscal e despacho, está sendo trazida para Belém, onde será apresentada no Porto Majonav (Distrito Industrial de Icoaraci, It 8/9, setor A, QD/01), empresa particular indicada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade do e Estado do Pará (SEMAS/PA) para a chegada das embarcações.
A abordagem ocorreu durante Inspeção Naval realizada pelo Aviso Patrulha “Tucunaré”, no contexto da Operação “Verde Brasil II” sob a égide do Ministério da Defesa do Comando Conjunto Norte, que flagrou um comboio formado por três empurradores (“J Enrico”, “O Filé” e “Q Ferinha”) e quatro balsas (“Rio Jaci”, “Bibi XIV”, “Porto Felipe” e “Mand II”). Foi averiguada falta de documentação de todas as balsas e de dois empurradores, além de excesso de carga e ausência de condutor habilitado em dois empurradores. A carga apresada ficará sob responsabilidade da SEMAS/PA.

Recebemos com grande satisfação a significativa a mensagem

Meu querido amigo, muito grato pela divulgação do texto em que agradeço sua costumeira generosidade quando te referes a mim, desta vez, com a notícia da honrosa e a generosa condecoração do Mérito Naval, grau de oficial, que recebi da nossa gloriosa Marinha do Brasil. Na publicação, o conceito honroso que fazes deste teu velho e fraterno amigo, pode parecer a alguns dos teus milhares de leitores como sendo, ainda, parte do meu agradecimento. Se puderes, pediria que esclarecesse que esse magnânimo conceito, somente poderia partir de um fraterno coração, como o teu.
Meu afetuoso e reconhecido abraço.
Nelson Chaves

As Praticagens em todo o Brasil estão com seus efetivos além do necessário

Aquela Senadora do PT-Partidos dos Trabalhadores, que está totalmente por fora do assunto, continua defendendo um novo Concurso para Praticantes de Prático, através da DPC-Diretoria de Portos e Costas, desconhecendo que no momento o número desses profissionais está muito além do exigido. Todas as empresas de Praticagem do Brasil estão com seus efetivos além do necessário.
Aliás, essa não é sua primeira tentativa, antes o mesmo já aconteceu. O colunista, como colaboração, está enviando a referida Senadora a cópia desta coluna, porque, com certeza, ela deve estar por fora do assunto. Talvez a própria DPC vá dar a resposta. Ela está fazendo o seu papel.

Dragagem urgente na área do Terminal Petroquímico de Miramar

O novo Diretor de Gestão Portuária da CDP-Companhia Docas do Pará, que segundo consta, assumiu a função com os melhores propósitos, imediatamente deverá assistir a manobra de um Navio petroleiro no Terminal Petroquímico de Miramar, para atracação, verificando de perto a absoluta necessidade de uma urgente dragagem naquela área, que, se não fosse pelo elevado adestramento dos Práticos da Barra, atracação direta não aconteceria. Assunto muito importante também lá no referido Terminal é a urgente colocação de AMARRADORES habilitados, o que, aliás, já vem sendo reclamado há bastante tempo, inclusive, por pouco, recentemente não aconteceu um sério problema com um petroleiro que manobrava ali para atracação e descarregar produtos para abastecimento de Belém.

MARESIAS

O Estado de Goiás tem hoje a mais nova Capitania Fluvial. Sob sua jurisdição, diversas cidades ribeirinhas localizadas no litoral dos rios Tocantins e Araguaia. Faz parte da Jurisdição do Comando do 7º Distrito Naval de Brasília.

O Portal da Navegação bordeja todos os dias da sua publicação a bordo do NT “Dragão do Mar” da Transpetro, por sinal, este navio navega no momento rumo a Portugal, devendo retornar ao Brasil ainda no mês de julho, após o importante missão.

Precisamente em SINES o Pavilhão Brasileiro, por alguns dias, estará chamando atenção, cidade deste belo país que nos colonizou, cuja história sabemos muito bem, com permanentes recordações. Da sua tripulação fazem parte alguns paraense.

O NT “Dragão do Mar” permanecerá ali por alguns dias descarregando sobre o Comando do paraense CLC Ricardo Monteiro, que hoje está na lista das maiores expressões da Marinha Mercante Brasileira, formado pelo nosso poderoso CIABA, nossa Universidade do Mar.

Pelo que se ouve na beira do cais, o novo Diretor de Gestão Portuária da CDP está fazendo as devidas observações. Com a experiência portuária que tem, poderá realizar um grande trabalho. Tem gente muito boa na estatal que poderá ajudá-lo.

Santarém, considerando o grande número de embarcações de passageiros, está necessitando de um novo Terminal Hidroviário de Cargas e Passageiros, isso com certeza, está nas cogitações do nosso jovem Governador, Helder Barbalho. Anotem.

O poderoso Grupo Cargill segue abrindo o seu leque em todas as direções da Amazônia. Seu breve fundeio será no município de Abaetetuba, cidade que fica próxima do porto de Vila do Conde, que hoje está na lista dos mais movimentados do Brasil.

Hoje, o conceituado Grupo Reicon, além da Amazônia, vem atuando em diversos segmentos, também no Sudeste e Nordeste, operando inclusive um navio-petroleiro de médio porte construído pelo estaleiro de sua propriedade, no Rio de Janeiro.

A Arapari Navegação é hoje a empresa mais antiga do setor de Travessias, pioneira no Arapari, oferecendo um ótimo serviço de rádio e com Terminal em Belém, em local privilegiado para os seus usuários. Ela e a Rodomar foram as primeiras nessa rota. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next