Porto de Vila do Conde vai aumentar consideravelmente seu movimento

É com satisfação que noticiamos que o porto de Vila do Conde, (foto) hoje na lista dos mais movimentados do Brasil, vem atraindo cada vez mais investidores. Administrado pela CDP-Companhia Docas do Pará, que tem importantes projetos ainda para colocar em prática, anunciados pela atual administração, que vem procurando fazer o melhor, inclusive, pelo que se observa, com os melhores propósitos.
O movimento de navios em demanda ao porto de Vila do Conde vai aumentar consideravelmente, tendo em vista o prenúncio de uma super produção de grãos que serão exportados através do mesmo, segundo mostram os estudos sobre o assunto, contribuindo também para isto o Canal do Quiriri, que permite ainda a entrada de navios de maiores calados.

BR do MAR continua em cogitação pelo Governo Federal através do Ministério da Infraestrutura

O Programa BR do Mar, que envolve a navegação de cabotagem, ainda não está descartado, mesmo com decisões diferentes, envolvendo alguns órgãos voltados para o setor, mas o principal objetivo do Governo Federal será a redução dos custos e diminuir também o número de caminhões nas estradas.
O próprio Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, já sinalizou que este programa poderá se tornar realidade, para proporcionar o crescimento desse setor, que inclusive atende toda a costa brasileira, chegando até Manaus.
Tudo bem, mas não é bom importar navios, tendo em vista que hoje no Brasil existem grandes estaleiros que continuam há bastante tempo ociosos, e que poderão construir com recursos do Fundo de Marinha Mercante do próprio Governo.

Mega Logística em destaque aumentará futuramente seu raio de ação

A Mega Logística, com poucos anos em operações portuárias, fluviais e marítimas em nossa capital, já mantém uma estrutura administrativa sólida, oferecendo aos seus clientes um serviço diferenciado, aliado a grande experiência de seus profissionais.
A cada dia que passa essa empresa vem modernizando seus serviços, gozando por isto de extraordinário conceito onde vem operando, por tudo de bom que vem oferecendo. Graças ao seu grande dinamismo hoje está presente além de Santarém, onde iniciou suas atividades. Já chegou em Vila do Conde e Santana-AP, além de Belém, com possibilidades futuras de chegar em São Luís-MA e Fortaleza-CE.

Porto de Porto Velho quase meio século, mas sem festa

Recentemente o porto de Porto Velho comemorou 45 anos. Recordamos que no início de suas operações os navios fluviais atacavam num “PONTÃO” improvisado, tanto para descarregar como carregar. Pertence ao mesmo a Estrada de Ferro que atendia a rota Porto Velho/Guajará-Mirim, na fronteira da Bolívia. O produto que predominava era a castanha, que ao chegar em Belém era industrializada e exportada para outros países.
A Estrada de Ferro “Madeira Mamoré” teve papel muito importante no desenvolvimento do então Território, que depois foi elevado a Estado. Os SNAPP, e depois ENASA, mantinham uma linha fluvial regular, com saídas de Belém, assim como de Manaus. Bons tempos. Os navios fluviais de carga e passageiros escalavam em Borba, Manicoré e Humaitá.

MARESIAS

Lamentavelmente, continuam os boatos no setor envolvendo a privatização da Petrobras. No jogo, entraria a Transpetro, que é a subsidiária de transportes marítimos da empresa, por sinal detentora da maior frota da Marinha Mercante Brasileira.

Alegria e tristeza, foi o que aconteceu com a cessão dos armazéns da CDP-Companhia das Docas do Pará para o Governo do Estado. Com isto acabou-se o porto de Belém, que fica definitivamente “a ver navios…”. Fazer o quê? Manda quem pode….

O nosso grande amigo Comandante CLC Ricardo Monteiro, que já se encontra de folga em nossa capital, após duas longas viagens à Europa no Comando do NT “Dragão do Mar” da TRANSPETRO, não esqueceu deste colunista ao escalar em Portugal. Muito bom.

Hoje o conhecido e conceituado Grupo HENVIL está instalado em amplas e modernas instalações, localizadas em novo edifício em local nobre da capital paraense, onde também funciona a sede própria do SINDARPA – Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial e Lacustre e das Agências de Navegação no Estado do Pará.

Pelo que se observa, o Governo do Estado, através do nosso Governador Helder Barbalho, está de braços dados com CDP-Companhia Docas do Pará. Os armazéns retidos foram a título de cortesia, segundo comentários na beira do cais.

A Comandante CLC Hildelene Lobato, a primeira mulher a galgar esse posto da Marinha Mercante Brasileira, e que se encontra bordejando por Belém, está sendo bastante solicitada. Pelo visto ela vai chegar à Câmara Municipal de Belém.

O bom caráter PHD Professor Mecenas Gonçalves, ostentando mais uma importante honraria, desta vez do exército brasileiro, e que já é portador do Mérito Tamandaré e do Mérito Naval da gloriosa Marinha do Brasil. Foi bastante parabenizado.

Nosso bom amigo Comandante Alexandre Santiago, CMG da Reserva da Marinha, ex-Comandante da CPAOR, já está dando o brilho da sua capacidade na área civil, fazendo parte do grupo executivo da BOM JESUS, de grande tradição no Pará.

Pouco a pouco, obedecendo as normas recomendadas pelas autoridades da Marinha e Sanitárias, a EFOMM do CIABA – Centro de Instrução “Almirante Braz de Aguiar”, está voltando a receber seus alunos com suas aulas presenciais normais. Isso é muito bom. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next