O porto de Vila do Conde vem recebendo os maiores navios do mundo sem problemas

Hoje o porto de Vila do Conde, que pertence à CDP-Companhia Docas do Pará, que faz parte da lista dos mais movimentados do Brasil, além de contar com um número bem expressivo de TUPs – Terminais de Uso Próprio, recebe diariamente grandes navios das diversas bandeiras, um deles aparece na foto quando se dirigia para o Terminal BUNGE, cujo Grupo tem papel de extraordinária importância na área de exportação, através desse porto, que brevemente vai contar com novos investimentos do Governo Federal.
O porto de Vila do Conde já teve o privilégio, inclusive, de receber um dos maiores navios-boiadeiros do mundo, manobrado pelos competentes Práticos da Barra, tendo recebido na ocasião cerca de 16 mil animais, operação que, inclusive, foi muito elogiada. (Foto: Luis Celso).

Desligamento Voluntário (PIDV) dos Portuários nas Companhias Docas

O Ministério da Infraestrutura, desde o final do ano passado, com a Secretaria de Coordenação e Segurança das Empresas Estatais do Ministério da Economia iniciou a caminhada rumo ao Programa de Incentivo ao Desligamento Voluntário (PIDV), voltado para as Companhias Docas, que fazem parte da lista de privatização e estadualização, com o objetivo de alcançar o equilíbrio financeiro.
Conforme informamos anteriormente, as duas primeiras Companhias Docas a serem privatizadas seriam a CODESP e a CODESA, mas até o momento não aconteceu. Por fora corria solto o nome de outras, inclusive a CDP-Companhia Docas do Pará.

Concurso para Praticante de Prático tão cedo não acontecerá

Fonte de absoluto crédito afirmou para este colunista que tão cedo a DPC – Diretoria de Portos e Costas, instituição de extraordinária importância na Marinha, realizará Concurso para Praticante de Prático, isso porque todas as Zonas de Praticagem estão com o seu efetivo além do necessário, muito embora para tal exista até pedido político, partindo de uma Senadora do PT-Partido dos trabalhadores. Como já informamos anteriormente, hoje o maior número de Práticos está atuando na ZP-1 (Rio Amazonas) com perto de 200 profissionais, distribuídos em diversas empresas.

Por pouco novas Agências Fluviais não foram inauguradas no Pará

Quando ainda Comandante da Marinha do Brasil, o nosso grande amigo Almirante-de-Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, através do Comando do 4º Distrito Naval, foram cogitadas a instalação no território paraense de diversas Agências Fluviais, envolvendo os municípios de Óbidos, Itaituba, Almeirim, Breves e Marabá, mas por falta de recursos financeiros não aconteceu. Na maioria desses municípios chegaram a ser doados os respectivos terrenos pelas Prefeituras.
Por uma questão de estratégia e ainda da mais absoluta necessidade, o Comando do 4º Distrito Naval conseguiu instalar a Agência de Oiapoque, no Estado do Amapá, fronteira com a Guiana Francesa, que vem tendo um extraordinário desempenho. Sua inauguração foi presidida pelo então Comandante do 4º Distrito Naval, meu grande amigo vice-almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho.

MARESIAS

Sem os Guardas Portuários, não pode existir segurança nos portos. Qualquer tentativa de substituí-los só vai trazer problemas, portanto, olho Vivo.

Com o fechamento de grandes estaleiros no Brasil, aumentou também o desemprego de engenheiros-navais. Esses profissionais estão buscando outras alternativas para sobreviver.

A minha bela amiga dra. Lucília Camarão, executiva da secular Praticagem da Barra, teve a gentileza de agradecer a nota publicada. Gente fina é outra coisa.

O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, com certeza será o convidado de honra para cerimônia de melhoramentos do porto público de Manaus – RODWAY.

Muito elogiada a nova instalação da sede própria do Grupo HENVIL, que, por coincidência, fica no mesmo prédio onde funciona a sede do SINDARPA. Legal.

Em todas as empresas de Praticagem do Brasil tem Oficiais Superiores da Reserva da Marinha, na maioria CMG, exercendo as funções de Prático. Muito bom.

A coluna chegando nos dias de sua publicação na Representação do Brasil junto a IMO, em Londres, através do Portal da Navegação. Isso é muito bom. Eu gosto.

Ontem recebemos uma informação extra-oficial, que está descartado o reinício, para este ano, das operações de retirada do Pedral do Lourenço. Isso todo mundo já imaginava…

O setor fluvial de Santarém recebeu com muita satisfação o anúncio do Governo do Estado, através da CPH, da futura construção de um Terminal Hidroviário CINCO ESTRELAS.

Um contato muito cordial, em linha direta, com o Almirante Valter. Infelizmente, por um compromisso familiar, não poderei estar presente na primeira “DOBRADINHA”.

Lá em Brasília, no 7º Distrito Naval, onde está servindo, a minha querida amiga Comandante Ivone, bordeja de vez em quando pela coluna. Ela deixou muitos amigos e amigas em Belém.

Na “beira do cais” tudo se sabe. Agora elegeram como “Chorão” um cidadão que está ligado ao setor, através de uma grande empresa. Mas… isso depois eu conto. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next