Um destaque especial para PAI e FILHO que fazem a empresa de Praticagem Pará River Pilot

Hoje um destaque muito especial, que representa acima de tudo a grande amizade de PAI e FILHO, trazemos a foto do velho timoneiro da Pará River, Prático Francisco Salgado e seu filho Marcelo Salgado, que juntos através dessa empresa de Praticagem contribuem muito para o desenvolvimento do nosso Estado, manobrando os navios que se destinam à área da sua Jurisdição, na qual está incluído também o porto de Vila do Conde, que hoje está na lista dos mais movimentados do Brasil.
Ambos muito conhecidos no setor, fazem parte de uma família de muitos Práticos, que sempre trabalharam nas manobras para atracação e desatracação dos grandes navios nacionais e estrangeiros, sem registrar qualquer problema, ao contrário, só elogios, inclusive de autoridades navais (Foto: Luiz Celso).

Elogio especial para o trabalho da ARAPARI-Rodofluvial

Hoje o destaque especial vai para a ARAPARI – Navegação Rodofluvial, responsável em grande parte pelo desenvolvimento do município de Barcarena, trabalho iniciado pelo saudoso Laurival Cunha, sendo inclusive essa empresa pioneira no serviço de travessia entre Belém/Arapari/Belém, hoje atendendo outras regiões como o baixo Tocantins e Marajó, através de modernas e velozes lanchas, todas elas construídas com recursos próprios.
Aliás, a ARAPARI oferece, sem dúvida alguma, a melhor opção para embarque e desembarque, com o seu Terminal em local próximo ao centro-comercial de Belém, na Cidade Velha, facilitando com isto a vida dos ribeirinhos que utilizam seus serviços.

Sem subvenção jamais teremos uma linha fluvial Belém/Mosqueiro/Belém

Muita gente não sabe, mas o órgão competente autorizou uma linha fluvial Belém/Mosqueiro/Belém, porém nenhuma empresa de navegação se interessou pela mesma, dessa maneira é justo levar a público que nenhuma culpa tem o Prefeito Zenaldo Coutinho, da Vila ficar sem transporte aquaviário.
Repetimos que uma embarcação à altura para fazer a referida rota teria que receber subvenção, como já aconteceu alguns anos passados, da Prefeitura, ou até mesmo do Governo, como nos tempos dos SNAPP e da ENASA, que pertenceram ao Governo Federal. Seus navios, que faziam a linha de Soure, também escalavam em Mosqueiro. Bons tempos do luxuoso navio “Presidente Vargas”, que por ironia do destino encontra-se no fundo do Rio Paracauari, onde naufragou, em frente ao Trapiche da cidade de Soure.

Trabalho dinâmico da diretoria do conceituado Grupo MATAPI

Graças ao dinamismo de seus dirigentes, a frente o empresário e armador Relton Osvaldo Pinto, o Grupo MATAPI tomou um impulso muito grande também no setor de operações marítimas fluviais e portuárias, passando a fazer parte da lista dos mais atuantes do Brasil no seu gênero.
Hoje o selo desse Grupo já circula por outros Estados, além do Pará, atendendo importantes grupos multinacionais, consignado sempre os melhores elogios, por tudo de bom que oferece, graças a sua grande equipe de profissionais altamente capacitados.

MARESIAS

Todos os gaúchos que vieram para a Amazônia se deram bem, entre outros hoje destacamos o nosso velho conhecido Irani Bertolini, que continua crescendo.

A cidade de Itaituba, no alto Tapajós, estava na lista para ter também uma Agência Fluvial, mas a falta de recursos não permitiu a boa vontade da Marinha.

O setor portuário da cidade de Santarém continua recebendo importantes grupos, além dos outros já estabelecidos ali, nacionais e estrangeiros. Isto é muito bom.

Com a suspensão das mensalidades que eram obrigatórias para os Sindicatos, diversas entidades da área fluvial estão enfrentando dificuldades. Muito lamentável.

Segundo Informações chegadas à coluna, com a recente mudança de presidente da Transpetro no Rio de Janeiro, já foram registradas diversas mudanças na cúpula da empresa.

Nota 10 para a Assessoria de Comunicação Social da EMAP – Empresa Maranhense de Administração Portuária, responsável pelo Porto de Itaqui em São Luís do Maranhão, que vai de vento em popa.

O anunciado Terminal Fluvial na Praça Princesa Isabel (CONDOR) pelo Prefeito Zenaldo Coutinho, tudo indica que também vai ficar na promessa, como a linha fluvial para Mosqueiro…

Os guindastes localizados no cais do porto também são tombados pelo patrimônio público, dessa maneira não poderão ser retirados. Sobre o assunto voltaremos com mais detalhes.

O CONAPRA – Conselho Nacional de Praticagem, com sede no Rio de Janeiro, sempre manteve com este colunista um estreito relacionamento, tanto assim que sempre dedica convite especial para os seus Encontros.

Existem hoje pelo menos oito navios fluviais convencionais de cargas e passageiros encostados, ou melhor, fora de tráfego, todos eles em excelentes condições, isto em Belém e Macapá.

A executiva Cristiane Marsillac, alegou motivos pessoais para deixar a presidência da TRANSPETRO. Pelo mesmo motivo também deixou o cargo de Conselheira da empresa. Seu substituto era o Diretor-Financeiro da empresa.

Hoje o nosso abraço vai para o amigo Comandante CLC Francisco César Monteiro Gondar, embaixador da IMO no Brasil, ele que também faz parte da diretoria do Centro de Capitães da Marinha Mercante no Rio de Janeiro. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next