Recordar é viver – Ex-Comandante do 4º Distrito Naval que muito fez pela nossa SOAMAR há alguns anos passados

Como recordar é viver, especialmente de quem muito fez pela nossa querida SOAMAR, publicamos hoje a foto do grande amigo Almirante Monteiro Lopes, quando ainda vice-almirante Comandante do 4º Distrito Naval, por volta dos anos 2008, com este colunista e o empresário e armador Daniel Pereira, presidente do conceituado Grupo HENVIL .
Graças a esse amigo, hoje na Reserva da Marinha como almirante-de-esquadra, a SOAMAR-Pará passou a contar com duas Salas na área do 4º Distrito Naval, para funcionamento da sua sede, que continua até hoje. Na ocasião era presidente da entidade o cedepeano Raul Ramos Moreira. Hoje, no Rio de Janeiro, oferece parte do seu tempo ao Clube Naval. (Foto: Luiz Celso).

Navio-Escola “Brasil” em mais uma Viagem de Instrução

Tudo indica que o Navio-Escola “Brasil”, nesta sua próxima Viagem de Instrução, com Guardas-Marinha a bordo, deverá escalar em nosso porto, isto, com certeza, antes do final do ano, o que confirmaremos dentro de mais alguns dias, ou seja, após a comunicação oficial do nosso grande amigo Almirante-de-Esquadra Alípio Jorge – Comandante de Operações Navais – CON da Marinha.
A presença dessa Unidade da Marinha em nosso porto é sempre uma festa nos dias de visita, com a presença inclusive de belas jovens paraenses, no final da tarde, que vão levar os votos de boas-vindas aos Guardas Marinha.

Na mesa do colunista o “O SEXTANTE” Informativo do CCMM

O último número do informativo “O SEXTANTE”, do Centro de Capitães da Marinha Mercante, que tem mais uma vez na presidência o paraense Comandante CLC Álvaro Almeida, entre outros artigos importantes, destaca-se também o do Comandante CLC Ricardo Monteiro, paraense, formado pelo CIABA, atuando na Transpetro, até recentemente no Comando do NT “Dragão do Mar”, tendo transmitido o Comando do mesmo ao retornar da Europa, no momento de férias em nossa capital, ele que é sem qualquer contestação uma das maiores expressões da nossa Marinha Mercante, portador de uma série de honrarias, inclusive da gloriosa Marinha do Brasil.

Movimento portuário de Santarém vai aumentar ainda mais

O movimento portuário de Santarém vai aumentar consideravelmente até o final deste ano, com navios de grande porte estrangeiros, para operar no sistema ship-to-ship. Lá como Operadora Marítima Fluvial e Portuária está presente a MEGA LOGÍSTICA, por sinal, uma das pioneiras neste sistema naquela cidade do Tapajós, tendo neste primeiro semestre batido todos os recordes.
Como se sabe a MEGA LOGÍSTICA dispõe de modernos equipamentos para atender seus clientes e ainda uma equipe muito especial, altamente adestrada, que vem sempre consignado muitos elogios, na sua grande maioria estrangeiros. Isto é muito bom e nota 10.

———
No Brasil, quando inclusive nos bons tempos da navegação fluvial, cabotagem e de longo curso, funcionavam dois Cartórios Marítimos, sendo um deles em Belém e outro no Rio de Janeiro, com grande movimentação. O primeiro tinha a sua sede na Travessa Leão XIII, com grande movimentação, tendo como clientes também empresas e estaleiros de Manaus.
———
Para poupar os tripulantes do grande calor, quando subindo os rios da Amazônia Ocidental, o saudoso armador Waldemiro Lustoza mandava construir os EMPURRADORES da empresa, de madeira, com revisões anuais, e que chegavam a durar até 20 anos, isto ele afirmou em uma reunião da ABANI, no Rio de Janeiro, onde este colunista estava presente.

MARESIAS

Pelo andar da carruagem, tudo indica que na próxima eleição para Nova Diretoria da FENAVEGA – Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária, não terá somente um candidato.

O saudoso Luiz Rebelo Neto deixou tudo direitinho para levar em frente a exportação de pirarucu, procedente do criatório da Mexiana, na Contracosta da Ilha do Marajó. Certo.

Nosso muito estimado amigo armador e empresário dr. Breno Dias, presidente do SINDARPA, onde realiza um grande trabalho, já pode comprar um “terno novo” para receber uma especial honraria.

Pouco a pouco o nosso amigo Almirante Edlander Santos, não voltou para Belém para exercer as funções de Presidente da CDP-Companhia Docas do Pará. A política falou mais alto. Lamentavelmente.

Sucesso. A cábrea “Rio Branco”, depois que foi adquirida pelo Grupo REICON e totalmente recuperada, agora com maior potência, vem sendo bastante solicitada. A REICON acertou no alvo.

Até o final deste ano deverão cruzar os Estreitos de Breves, com destino a Vila do Conde, outros grandes comboios fluviais procedentes de Miritituba, conduzindo grãos para exportação.

O Grupo PAES CARVALHO, com belas executivas, comum na família Carvalho, continua crescendo, e realizando importantes operações em todas as direções da Amazônia, sempre consignado elogios.

Cordialidade. Observa-se que existe uma grande cordialidade entre a atual Diretoria da CDP-Companhia Docas do Pará e o Governo do Estado. Isso é muito bom e nota 10 da coluna.

A Praticagem da Barra não mediu recursos para bem amparar os seus Práticos neste momento de apreensão com a Covid-19, assim como com as tripulações das Lanchas que conduzem os mesmos para os navios.

O Programa do Governo Federal BR do MAR, vai sair do papel e se tornar realidade, com o objetivo de melhor atender a rota de cabotagem, isto sem prejuízos para os marítimos brasileiros.

Um grupo de soamarinos gostaria da volta do nosso companheiro empresário dr. Mário Leitão, da tradicional Casa das Tintas, gente da melhor qualidade. Sua ausência continua sendo muito sentida. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next