Secretário Nacional da Pesca esteve em visita de serviço na capital paraense a convite do SINPESCA

Esteve na capital paraense em visita de serviço, o Secretário Nacional da Pesca, Jorge Seif Junior, acompanhado de outras autoridades. Na ocasião participou de um almoço de longo curso oferecido pelo SINPESCA, através do seu ilustre presidente empresário Apoliano Nascimento, na Amazon Norte, com a presença ainda do senador Zequinha Marinho, Deputado Éder Mauro, Fábio Freitas, Orlando Lobato, e Hugo Suanaga entre outros, que aparecem na foto. O encontro foi de muita importância para o SINPESCA, entidade de alto conceito, defensora intransigente do setor industrial da pesca no Pará.

Amazônia conta com o maior número de Práticos do Brasil

A Amazônia tem o privilégio de contar hoje com maior número de Práticos, com diversas empresas organizadas, que atendem o Rio Amazonas até o município de Itacoatiara, a 100 milhas de Manaus, trata-se da ZP-1, com perto de 200 profissionais, com um bom número, inclusive, de Oficiais Superiores da Reserva da Marinha.
Com certeza absoluta tão cedo, pelo menos na ZP-1, não irá necessitar de novos profissionais. O número atual é suficiente para atender a demanda de navios na rota do Rio Amazonas. Por sinal, da turma mais recente de novos Práticos, fez parte um MÉDICO oftalmologista, que veio da Bahia.

Pedral do Lourenço: silêncio total e nada de derrocagem

Nunca mais foi comentado no setor a famosa derrocagem do Pedral do Lourenço e a retirada de outros obstáculos do Rio, para possibilitar a livre navegação fluvial durante o ano todo através da Hidrovia do Tocantins. Dizem até que forças ocultas entraram no circuito para que não se torne realidade a livre navegação, que só benefícios viria trazer para toda a região do Tocantins e do Araguaia
Dos políticos do Pará, o único o que mais se destaca defendendo a imediata derrocagem, repetimos, é o nosso Senador Jader Barbalho. A grande maioria continua de braços cruzados. Muito triste. Até parece que o Governo Bolsonaro não chegou no Pará…

Sindarpa com um grande número de empresas associadas

O SINDARPA – Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial e Lacustre e das Agências de Navegação no Estado do Pará, grande defensor da navegação fluvial, com mais de 70 anos de atividades, está indo de vento em polpa, registrando hoje quase 50 empresas associadas, no momento dirigido por um jovem armador de grande dinamismo, o PHD dr. Breno Dias, que em pouco tempo na presidência da entidade vem sendo a grande revelação do setor aquaviário.
Na verdade o SINDARPA tem contribuído de maneira destacada para o desenvolvimento do nosso Estado, sendo do setor a entidade mais antiga, e só dura muito que é bom, por isso por muitas e muitas vezes já foi premiado.

Original, significativo até demais, o CONVITE À REFLEXÃO enviado pela REICON, com referência à Romaria Fluvial 2020, uma verdadeira obra de arte, que chegou ao colunista, acompanhado da tradicional FITA – como lembrança de Nossa Senhora de Nazaré e uma máscara, com as devidas recomendações, que o momento exige. Só de cabeças iluminadas poderia partir lindas palavras e ainda mais, as fotos, que pelo seu conteúdo levam os seus amigos às lágrimas. Saudades, muita saudade, do saudoso fundador da REICON.

MARESIAS

O porto de Itaqui-MA, administrado pela EMAP, órgão do Governo do Estado, foi neste ano o mais premiado pela ANTAQ-Agência Nacional de Transportes Aquaviários.

Há alguns anos passados a cidade de Caiena, capital da Guiana Francesa, era atendida por dois navios mistos de cargas e passageiros, denominados “Oiapoque” e “Cassiporé”.

A “Dona Justa Federal”, pelo que se comenta no setor, continua dando um bordejo pela área portuária. Qualquer descuido poderá ser fatal, portanto, olho Vivo. Eu volto.

Hoje o transporte de cabotagem no Brasil, está concentrado em sua grande maioria no transporte de contêineres, pelas empresas de navegação Aliança, Log-In e Mercosul Line.

Sem qualquer dúvida a empresa de navegação HENVIL oferece, além da absoluta segurança, o melhor conforto para os passageiros, através, especialmente do super ferry-boat “São Gabriel”, na rota do Marajó.

Um reparo necessário: embora um pouco atrasado é nosso obrigação informar que os navios petroleiros de cabotagem construídos para a empresa São Miguel foram construídos pelo estaleiro ETN. Repito: ETN.

Com mais de 70 anos a BNVC – Base Naval de Val-de-Cães, que opera o maior dique entre Salvador-BA e o Caribe, além do apoio a Força-Tarefa do 4º Distrito Naval, atende também serviços extra-Marinha.

O CONAPRA – Conselho Nacional de Praticagem, que tem hoje na presidência um Prático da ZP-1 (Rio Amazonas) é uma das entidades do setor das mais bem organizadas, sempre consignado elogios das autoridades navais.

A qualquer momento estará sendo confirmado oficialmente a escala em Belém do Navio-Escola “Brasil” da Marinha Brasileira, nesta sua Viagem de Instrução, com Guardas-Marinha a bordo.

Até o final deste ano, pelo menos mais dois catamarãs e dois ferry-boats deverão entrar em tráfego na Amazônia Oriental no transporte de passageiros. Um desses dois bi-cascos na rota do Marajó.

O Ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes, deverá ser procurado nos próximos dias por uma comissão de políticos do Pará. Na pauta também assuntos relacionados com à CDP-Companhia Docas do Pará. Eu volto.

No próximo mês de outubro a nossa SOAMAR-PARÁ estará completando 31 anos de fundada. Do seu gênero é hoje considerada como uma das mais atuantes, tendo como presidente, no momento, a empresária dra. Sônia Guedes, cujo trabalho dispensa elogios. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next