Destaque especial para o presidente da Cooperativa UNIPILOT por tudo de bom que vem realizando no exercício da função

Hoje o destaque especial da coluna vai para o Comandante/Prático Linésio Júnior, atual presidente da Cooperativa UNIPILOT, que reúne as empresas de Praticagem que atendem o Rio Amazonas – ZP-1, pelo grande trabalho desenvolvido na área de sua Jurisdição, que vai até a cidade de Itacoatiara, aliado aos seus companheiros, sempre de braços dados com os órgãos ligados ao setor, especialmente da Marinha do Brasil, ele que aparece na foto quando, inclusive, recebia a alta comenda do Mérito Tamandaré.
Como se sabe, Linésio Júnior faz parte também da Diretoria da nossa SOAMAR, onde goza de muita estima, pela sua filha educação, sempre colaborando nos movimentos sociais de ajuda especialmente aos ribeirinhos, como por sinal aconteceu recentemente. (Foto: Luiz Celso).

Segurança é obrigação de todos. Base Fluvial teve sua operação suspensa

A gloriosa Marinha do Brasil, sempre vigilante, objetivando a segurança da navegação nos rios e nos mares, através da Capitania, subordinada ao Comando do 9º Distrito Naval, sediado em Manaus, brecou o tráfego irregular de uma Base Fluvial, que estava a serviço do Governo do Estado do Amazonas, em razão das irregularidades encontradas na mesma, conforme já foi publicado no Portal da Navegação com todos os detalhes.
A referida Unidade foi construída pelo Estaleiro Juruá Navegação Ltda. Depois de cumpridas todas as exigências, com certeza a mesma poderá ser liberada para dar continuidade à missão para a qual foi construída.

Até hoje nenhuma mulher assumiu efetivamente a presidência da CDP

A CDP- Companhia Docas do Pará, que já conta com mais de meio século de atividades, nunca teve uma mulher na presidência, que desempenhasse a função efetivamente, apenas interinamente, ou melhor, respondendo pela presidência na ausência do seu titular. Foram as Diretoras, sendo a primeira Orlandina Régis, a segunda Maria do Socorro Pirâmides e, por último, Helena Moscoso. Todas elas saíram-se muito bem, conforme afirmou para este colunista um antigo cedepeano.
Hoje a Diretoria dessa estatal portuária é composta de dois técnicos, vindos de Brasília, e outro por indicação dos Funcionários, por força ainda do Estatuto da empresa, sendo mesmo oriundo da Guarda Portuária.

MARESIAS

O colunista tem certeza que na próxima eleição municipal, pelo menos uma mulher, Comandante CLC da Marinha Mercante, chegará a Câmara Municipal com uma grande votação. Anotem.

De uma excepcional gentileza o atual Comandante do CIABA – nossa Universidade do Mar – CMG Josué Teixeira, em linha direta com o colunista num “papo” de muita cordialidade.

Tanto o CONAPRA – Conselho Nacional de Praticagem como a FENAPRÁTICOS – Federação Nacional dos Práticos, já levantaram bandeira em defesa da categoria, o que é muito justo.

O porto de Vila do Conde, como o de Paranaguá, já recebeu um dos maiores navios-boiadeiros, com cerca de 15 mil animais com destino ao Líbano, com desembarque na Turquia.

Muita gente não sabe, mas o município de Monte Alegre já foi grande produtor de bananas. Os catamarãs da ENASA, no retorno de Manaus, recebiam grandes partidas do produto.

Continua aumentando o número de embarcações de recreio na capital paraense, dando com isso mais clientes para as MARINAS que funcionam no litoral da Avenida Bernardo Sayão.

Por falar em embarcações de recreio, hoje o Pará conta com o número muito expressivo de jet-skis. Nos finais de semana eles apresentam um colorido muito especial na Guajará.

Há alguns anos passados os Práticos da Barra chegavam até os navios ao largo de Salinas, através de embarcações a remo, enfrentando mar aberto, para conduzir os mesmos até Belém. Verdadeiros heróis.

Nosso muito estimado amigo Comandante Ricardo Monteiro, que serve a TRANSPETRO, se faz merecedor da Medalha do Mérito Marítimo, por tudo de bom que vem fazendo pela Marinha Mercante.

O mega estaleiro Rio Maguari, além de construir qualquer tipo de embarcação, seja fluvial, pesca ou marítima, é também especializado em outros serviços, extra naval. É nota 10.

Com a extinção da CODOMAR – Companhia Docas do Maranhão, o desemprego aumentou no setor portuário de São Luís – MA. Isto é muito lamentável. Olho vivo, portanto.

Já está na ponta da linha a privatização da CODESA – Companhia Docas do Espírito Santo, devidamente anunciada pelo próprio Ministro da Infraestrutura. Resta confirmar quem vai ficar com a mesma. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next