Centro de Instrução “Almirante Braz de Aguiar” realizou evento em comemoração ao Dia Marítimo Mundial.

O Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (CIABA), Organização Militar subordinada ao Comando do 4º Distrito Naval, realizou evento alusivo ao Dia Marítimo Mundial, data relevante para a Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM).
O Dia Marítimo Mundial é comemorado tradicionalmente pela Organização Marítima Internacional (IMO) e possui grande relevância para a Marinha Mercante por homenagear a história marítima, agregada a ela a segurança da navegação e a promoção da sustentabilidade.
Durante a cerimônia, foi lida a Ordem do Dia do Diretor de Portos e Costas, alusiva à data. O evento também marcou a escolha do Patrono dos formandos do 3º ano da Turma “Atlante” da EFOMM, Capitão de Longo Curso Ricardo Monteiro da Fonseca.
Em virtude da situação epidemiológica atual, o evento foi restrito e teve a participação apenas de parcela da tripulação diretamente envolvida. Duas fotos fornecidas pelo Ciaba.

Países de primeiro mundo titularam os Práticos como “Anjos da Guarda do Patrimônio Público e Privado”.

Os serviços de Praticagem nos Países de Primeiro Mundo, recebem das empresas de navegação, uma atenção muito especial, tanto assim que os Práticos designados para realizarem as manobras dos navios, são embarcadas através de helicópteros. Aqui no Brasil, como todo mundo sabe, esses profissionais são levados através de suas Lanchas, utilizando a perigosa escada “quebra peito”, uma operação penosa que, lamentavelmente, muitos desconhecem, inclusive aquele Deputado Federal do Rio Grande do Sul. Seria muito bom que o mesmo fizesse um bordejo pelo rio Amazonas para ver quanto é duro ser Prático.

Modernos catamarãs construídos por estaleiro paraense

Muita gente hoje não sabe, mas em Belém funciona um estaleiro que vem construindo catamarãs de grande porte para o transporte de passageiros, como por exemplo, hoje na rota Santos/Guarujá/Santos estão operando no transporte de passageiros uma série deles construídos em nossa capital, encomendados ainda pelo Governo do Estado de São Paulo, que já foram objeto de muitos elogios, inclusive de autoridades navais, pelo excelente desempenho dos mesmos. Que bom.

CDP poderá aumentar número de cargos comissionados

Pelo que informam, com certeza a situação financeira da CDP – Companhia Docas do Pará é muito boa, tanto assim que a atual Diretoria decidiu aumentar para 105 os cargos de comissão, ou seja, 20 novos cargos a mais. Um direito que assiste, entretanto, alguns técnicos cedepeanos, mesmo com o aumento, continuarão de fora, por sinal, concursados. Se isto de fato está acontecendo é, com certeza, por absoluta necessidade da estatal.
Por falar em CDP, ontem uma outra informação chegou a coluna, que o porto de Vila do Conde, a maior fonte de renda da empresa, está necessitando de uma série de melhoramentos.

MARESIAS

A poderosa FENAVEGA, vai defender junto ao Governo Federal o Programa BR dos Rios. Muito bom seria para Amazônia, onde os rios são as estradas naturais.

Voltamos a bater na mesma tecla. A Praticagem da Barra do Pará, sem favor nenhum, merece receber o Prêmio ANTAQ, por tudo de bom que vem realizando. Muito justo.

Os habitantes da Ilha de Mosqueiro podem ficar certos de que José Priante, eleito Prefeito, com certeza criará a tão esperada linha fluvial Belém/Mosqueiro.

Sempre é bom recordar as “tiradas” do saudoso armador fluvial amazonense Waldemiro Peres Lustoza. Uma delas: “Meus amigos eu aceito com seus defeitos”. Eu também.

Informam na “beira do cais” que o ambiente lá no “CASARÃO” não é de muita cordialidade. Tem muitos servidores do quadro desta tal que estão insatisfeitos…

Lamentavelmente, pelo que se observa, tudo indica que os dependentes do PORTUS – Instituto de Seguridade dos Portuários, poderão ficar a ver navios. Triste.

A decaída do PORTUS vem desde o Governo Lula. A promessa de uma “injeção financeira” anunciada pela presidente Dilma, não aconteceu, causando então o naufrágio.

Os “amigos”, como também falava o saudoso Comandante Alfredo Loureiro Júnior, um cametaense muito querido, “são como a maré… quando sobe eles aparecem. Quando baixa… desaparecem.”

A Camila Navegação, que também está presente no baixo Tocantins, goza de elevado conceito em Cametá, pela regularidade da sua programação. É nota 10.

Agora em Manaus as embarcações de passageiros passaram a operar exclusivamente do porto público, que é o RODWAY, que foi totalmente repaginado.

Conforme já informamos, o RODWAY foi arrendado por uma empresa particular, voltando a ser uma das atrações turísticas da capital amazonense.

As empresas de Praticagem que atuam na Amazônia Oriental e Ocidental, todas unidas, tem condições de eleger até dois deputados federais nas eleições de 2022.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next