Porto de Vila do Conde administrado pela CDP aumenta cada vez mais a sua movimentação.

Aumenta cada vez mais o movimento de navios de grande porte no porto de Vila do Conde (foto), na sua grande maioria de bandeiras estrangeiras, o que, aliás, vem acontecendo desde o aumento de calado do Canal do Quiriri. Esse porto, por sinal, é hoje responsável pela maior fonte de renda financeira da CDP – Companhia Docas do Pará, porém está necessitando de uma série de melhoramentos, segundo informações chegadas a coluna.
Como se sabe, em Vila do Conde também funciona o TECON/CONVICON -Terminal de Contêineres, que pertence ao todo poderoso Grupo Santos Brasil, que neste último semestre de 2020 apresentou um excelente resultado, graças às constantes presenças de navios porta-contêineres, para descarregar e carregar. Muito bom.

Ainda os Armazéns da CDP transferido para o Governo do Estado

Lamentavelmente, o Governo do Estado poderá enfrentar uma certa dificuldade com relação aos Armazéns localizados no Cais do Porto, que foram repassados pela CDP – Companhia Docas do Pará, já que os mesmos estão tombados e, dessa maneira, não poderão ser demolidos para oferecer espaço para uma Janela para a Guajará, dentro do Programa Porto Futuro, tornando-se uma área marítima, como deseja fazer o nosso Governador Helder Barbalho, que vem sempre buscando o melhor para o nosso Estado.
De qualquer maneira, nem tudo está perdido. Com certeza uma outra solução poderá ser encontrada. Resta, portanto, aguardar os acontecimentos que ainda surgirão sobre o assunto.

A sonhada rota fluvial Belém/Mosqueiro/Belém

Além da HENVIL tem outras empresas que poderão fazer a rota diária em Belém/Mosqueiro/Belém no transporte de passageiros, mas isto só será possível com a obtenção de subvenção da Prefeitura de Belém ou do Governo do Estado, do contrário, não acontecerá. Aliás, repetimos, no Programa do candidato a Prefeito, José Priante, a referida linha fluvial faz parte do mesmo, por sinal, uma antiga esperança dos habitantes da Ilha, cuja promessa, infelizmente, não foi cumprida pelo atual Prefeito de Belém.
__________________________

Hoje observa-se nos rios da Amazônia, quase total ausência dos navios fluviais convencionais mistos de cargas e passageiros, um bom número deles encontram-se desativados em Belém, Macapá e Manaus. As empresas de navegação estão optando pelos Catamarãs e Ferry-Boats, por serem muito mais econômicos, isto com relação aos tripulantes, com o número menor, exigido pelo órgão competente. Recordamos que o Estado do Amapá contava com diversos navios de passageiros, inclusive o “Comandante Solon”, que por um grande tempo, devidamente afretado, trafegou com a bandeira da empresa Bom Jesus.
__________________________

Dois grandes amigos do colunista, Vices-Almirantes Luiz Leal Ferreira e Ademir Sobrinho, foram promovidos a QUATRO ESTRELAS, ou seja, Almirantes-de-Esquadra, quando em pleno exercício de Comandantes do 4º Distrito Naval. A foto do arquivo da coluna lembra a troca de Platinas do Almirante Ademir Sobrinho, cuja imposição foi feita pelo então Almirante-de-Esquadra Palmer, hoje na Reserva, e pela sua esposa Drª. Polianne, Oficial do Quadro de Saúde da Marinha do Brasil. que aconteceu em pleno Jardim do Comando do 4º Distrito Naval em nossa capital. RECORDAR É VIVER, REPETIMOS. (Foto: Luiz Celso).

MARESIAS

O armador e empresário dr. Breno Dias, atual presidente do SINDARPA, é hoje o destaque em todas as direções da Amazônia. Sua empresa, a TRANSDOURADA, a cada dia que passa vem ganhando prestígio por tudo de bom que vem fazendo.

Ontem um “passarinho” lá do Rio de Janeiro jogou a “PEDRA”, que existe um “zum-zum-zum” pela beira do cais de que a TRANSPETRO, subsidiária de transportes marítimos da Petrobrás, estaria no firme propósito de diminuir custos. Sem mais comentários…

O bom caráter Prático Linésio Júnior, nosso colega de Mérito Tamandaré, Presidente da Cooperativa UNIPILOT, vai exercer mais uma função representativa da sua categoria, ou seja, a presidência do Sindicato dos Práticos. Cacife ele tem até demais.

Muita gente não sabe, mas o atual presidente da CDP – Companhia Docas do Pará, que não é dado a participar de eventos ligados ao setor, tem um “PADRINHO” forte em Brasília. Trata-se de um “Botina Branca” que é gente da melhor qualidade.

Com certeza a Capitania dos Portos da Amazônia Oriental – CPAOR já deve ter na gaveta do seu titular os nomes dos premiados, quando do encerramento de mais um Programa de Segurança da Navegação na Amazônia 2020. Resta aguardar.

A Bela do Mar Comandante-CLC Hildelene Lobato, com força total na capital paraense em busca de uma vaga na Câmara Municipal de Belém. Está na hora de Icoaraci voltar a ter a sua representante. Uma candidata a ficha limpa, com certeza.

Aliança Navegação e Logística, empresa hoje de capital estrangeiro, que opera na cabotagem no Brasil, fazendo toda a costa brasileira até Manaus, com escala no porto de Vila do Conde, parece que não se alinhou ao Acordo Coletivo com o SINDMAR. Triste.

O Grupo CELTE consignou elogios pelo excelente trabalho que vem realizando em outros importantes segmentos, além de travessia, capitaneada pelo bom amigo Celso Sganzerla, que opera também um especial Terminal de Viaturas e Passageiros em Belém

Muita gente não sabe, mas a ZP-1 é a maior Praticagem de singradura do mundo, cerca de mil milhas, entre a Fazendinha-Amapá até a cidade de Itacoatiara no Estado do Amazonas. Perto de 190 Práticos atuam na condução dos grandes navios. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next