Muito prestigiado o coquetel realizado a bordo do Navio-Escola “BRASIL” quando da sua escala em Belém

Como sempre acontece, quando da escala em nossa capital do Navio-Escola “BRASIL” em Viagem de Instrução com Guardas-Marinha a bordo, mais uma vez o Comando do 4º Distrito Naval recepcionou com o coquetel ilustres convidados civis e militares, bem como Soamarinos, membros da Diretoria da SOAMAR-Belém, recebidos pelo Vice-Almirante Valter Citavicius Filho – Comandante do 4º Distrito Naval e pelo Comandante do Navio, Capitão-de-Mar e Guerra Carlos Marcelo Fernandes Considera.
Da Oficialidade do Navio-Escola “BRASIL” também fazem parte três belas jovens, sendo duas Capitão-Tenente e uma Capitão-de-Corveta, esta última do Quadro de Intendentes. No retorno desta longa viagem por diversos continentes, os Guardas-Marinha serão promovidos ao Posto de Segundo-Tenente e, em seguida, distribuídos pelas diversas Organizações Militares da nossa Armada. (Três flashes feitos por Luiz Celso especialmente para a coluna).

Marítimos estrangeiros na mira da TRANSPETRO subsidiária da Petrobras

Por esta ninguém esperava. Surgiram comentários no setor de que a TRANSPETRO, subsidiária de transportes marítimos da Petrobras, estaria na iminência de embarcar nos seus navios, especialmente aqueles que fazem a rota de longo curso, tripulantes estrangeiros, no caso entrariam filipinos, peruanos, indianos e etc. Se isto tem fundo de verdade, será um completo absurdo, considerando que hoje no Brasil tem marítimos de todas as categorias desembarcados por falta de emprego.
Ainda mais, conforme já noticiamos anteriormente, neste final de ano estarão concluindo os cursos de Náutica e Máquinas, através do CIAGA-RJ e do CIAGA-PA mais de 300 jovens que como Praticantes-Alunos, partirão para o estágio final de um ano a bordo dos navios mercantes brasileiros.

Praticagem é coisa séria com especial orientação da Marinha do Brasil

Tanto o CONAPRA – Conselho Nacional de Praticagem, como a Federação Nacional dos Práticos, tomaram posição contra o inoportuno Projeto de Lei apresentado por um Deputado Federal do Rio Grande do Sul, que está completamente por fora do exercício da profissão de um Prático, que nos países de primeiro mundo, como já informamos anteriormente, são titulados como “Anjos da Guarda do Patrimônio Público e Privado”.
Todo mundo sabe, talvez, menos esse Deputado, que qualquer assunto ligado aos mares e rios, todas as normas são ditadas pela Marinha do Brasil e jamais poderia ser ao contrário. Voltaremos ao assunto e defesa dessa categoria quantas vezes forem necessárias, já que militamos por muitos anos na navegação fluvial e marítima.

MARESIAS

A SOAMAR – Belém completou mais de um ano de fundada. Hoje é considerada no seu gênero como uma das mais atuantes. Bravos SOAMARINOS belenenses! Muito bom.

A CAMILA Navegação goza de extraordinário conceito em Cametá, pelo excelente trabalho que vem realizando na travessia do Carapajó. Conforto e Segurança.

Prenúncio de uma GREVE envolvendo marítimos de uma grande empresa de navegação brasileira, por sinal detentora da maior frota de navios de cabotagem e longo curso.

Nosso muito estimado engenheiro-empresário dr. Kleber Menezes, é o 1º vice-presidente da Federação de Transportes, que foi recentemente instalada em Belém.

A partir do início do próximo ano, duas velozes embarcações de passageiros com lotação para 100 pessoas cada, passarão a fazer a rota diária Belém/Cotijuba/Belém.

Orgulho. Os mercantes formados pelo CIAGA-RJ e CIABA-PA são considerados como os melhores do mundo, em todos os aspectos, Isto é comentado há muito tempo.

Nunca mais aconteceu qualquer comentário oficial sobre a derrocagem do Pedral do Lourenço. Tudo indica que a Hidrovia do Tocantins, nada mais foi que “um sonho de uma noite de verão…”.

Um “passarinho” lá de Brasília, que deu uma sobrevoada por Belém, jogou uma “pedra” que um paraense estaria cotado para assumir importante função no Ministério da Infraestrutura.

A CNA – Companhia de Navegação da Amazônia, com quase 80 anos de operações, atendeu por muito tempo a cidade peruana de Iquitos, ou seja, até o funcionamento da Refinaria em Pucallpa

Agora em Manaus, as embarcações também fluviais de passageiros, utilizam-o RODWAY- Porto Público, que passou por uma série de reparos sob a responsabilidade da nova empresa gestora.

O evento maior ainda neste ano ligado a nossa gloriosa Marinha do Brasil, será a comemoração em dezembro alusiva ao DIA DO MARINHEIRO, com imposição de Medalhas do Mérito Tamandaré.

O Professor Carlos Maneschy, ex-reitor da UFPA e Secretário de Estado, teceu os melhores elogios ao gentleman, também Professor e Conselheiro do TCE, dr. Nelson Chaves.

Há alguns anos passados na empresa Naviera Peruana, tinha uma linha regular entre Iquitos e Belém. Dois Comboios Fluviais faziam essa rota com os rebocadores “EL TIGRE “ e “CURARAI”.

Confirmadíssimo. Depois da CODESP – Companhia Docas de São Paulo, a próxima a ser privatizada será a CODESA – Companhia Docas do Estado do Espírito Santo. E a CDP? Depois eu conto… (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next