Navio-Patrulha “PAMPEIRO” do Grupamento de Patrulha Naval do Norte conduziu até Santarém com segurança Balsa com tanque de oxigênio

A Navio-Patrulha “PAMPEIRO”, da Força-Tarefa do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, foi responsável pelo transporte, ou melhor, pela segurança da Balsa que transportou o tanque de oxigênio líquido que abasteceu Hospitais na cidade de Manaus. A capital amazonense está enfrentando colapso no sistema de saúde em função do agravamento da Pandemia do novo Coronavírus no Amazonas. A atividade faz parte da Operação “Covid-19” em que as Forças Armadas atuam para mitigar as consequências da doença.
A Marinha do Brasil contribui com toda logística necessária para o transporte rápido e seguro do material. A primeira etapa foi realizada pelo Navio-Patrulha Oceânico “Apa” que partiu de Santos (SP), no dia 19 de janeiro, transportando um tanque de 54 toneladas. Ele chegou ao estado do Pará, no dia 26, onde se iniciou o processo de envasamento de 90 mil m³ de oxigênio líquido pela empresa fornecedora White Martins.
A segunda fase foi feita pelo Navio-Patrulha “PAMPEIRO”, responsável por escoltar a Balsa em vias fluviais até a cidade de Santarém (PA). O terceiro e último trecho foi acompanhado pelo Navio-Patrulha Fluvial “Roraima”, subordinado ao Comando da Flotilha do Amazonas.
No Pará, a Marinha do Brasil teve apoio da CDP-Companhia Docas do Pará, da White Martins, da Santos Brasil e do SINDARPA – Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial e Lacustre e das Agências de Navegação no Estado do Pará. (Fotos).

HENVIL conforto e segurança na rota de Marajó

Indiscutivelmente, a melhor opção na rota do Marajó continua sendo a HENVIL TRANSPORTES, através dos velozes e confortáveis Ferry-Boats, que inclusive oferecem grande segurança, muito especialmente o “São Gabriel”, com capacidade para mais de mil passageiros, oferecendo ainda um serviço especial de lanchonete.
A presença desses Ferry-Boats nesta rota, acabou de vez com velhos problemas, inclusive o turismo aumentou, tanto voltado para Soure, como para Salvaterra e para outras localidades. Conforto e segurança todo mundo gosta…

Processo sobre o abalroamento no rio Amazonas continua tramitando no TM

Aquele acidente ocorrido no rio Amazonas, envolvendo o navio porta-conteineres “Mercosul Santos” e um comboio fluvial da Empresa Amazonense BERTOLLINI, com vítimas inclusive, considerando uma situação complicada, ainda não teve o desfecho final pelo Tribunal Marítimo, que sempre primou pelas suas decisões, ou seja, dentro do direito.
Aliás, o colunista teve a grata satisfação de receber atencioso telefonema do ilustre presidente desta CORTE, nosso grande amigo Almirante Lima Filho, que agradeceu as notas publicadas na coluna focadas para o Tribunal Marítimo.
Na foto o Almirante Lima Filho com o colunista quando de uma das suas visitas a Belém. (Foto: Luiz Celso).

PRATICANTES-OFICIAIS oriundos do CIAGA e do CIABA aguardando embarque

Hoje perto de 300 Praticantes-Oficiais da Marinha Mercante, estão aguardando para realizar o estágio final a bordo dos navios mercantes brasileiros, durante um ano, para a devida obtenção da Carta de 2° Oficial de Náutica e 2° Oficial de Máquinas, para poderem desempenhar as devidas funções.
A única empresa de navegação de cabotagem e longo curso que poderia absorver o maior número deles, que é a TRANSPETRO, lamentavelmente não está fazendo, segundo informações chegadas à coluna, tendo inclusive navio dessa empresa realizando viagem internacional, sem nenhum Praticante a bordo. Até quando?

Ainda a Premiação no encerramento do PSNA/2020 pela CPAOR

Das empresas de navegação fluviais de grande tradição, que prestaram relevantes serviços em 2020, nenhuma delas foi premiada quando do encerramento do Programa de Segurança da Navegação da Amazônia – PSNA/2020, tanto de cargas como de passageiros, isto jamais aconteceu. Que Comissão foi essa, já que o PSNA foi instituído com a finalidade de premiar as empresas de navegação fluvial que mais se destacaram durante o Ano no cumprimento das recomendações dessa importante OM da nossa gloriosa Marinha.
Nada contra a premiação de outros segmentos, porque naturalmente se fizeram merecedores, apenas um comentário. Com certeza neste 2021 poderá ser como sempre aconteceu nos anos anteriores.

BEIRA DO CAIS

Muita gente não sabe que o Brasil se consolidou como o principal exportador mundial de proteínas. Isto é muito bom.

O Barco-Hospital “Papa Francisco”, mais um trabalho do Governo Helder Barbalho em atividades em Óbidos.

Em toda a história do CIABA, o menor número de jovens que entraram para cursar Náutica e Máquinas foi este ano.

O SINDARPA sempre colaborando com as boas causas, portanto nota-10 para o seu jovem e dinâmico presidente Dr. Breno Dias.

Depois de 20 anos a EFOMM do CIABA tem uma Comandante-Aluna. É isto mesmo. As mulheres se destacam cada vez mais.

Por falar em CIABA, ainda neste trimestre poderá ser inaugurado ali um Planetário para aulas de Navegação Astronômica.

O Comandante Josué Teixeira, que chegou na nossa Universidade do Mar com o pé-direito, está impossível, no bom sentido.

Uma boa notícia, o Barco “Jornalista ALYRIO SABBÁ”, depois de uma total repaginação, estará futuramente de volta às Regatas.

Aliás, esse barco foi lançado num dia de festa no CIABA, era Comandante do 4° DN o meu amigo Almirante Marcus Vinícius.

Dos cinquenta alunos que entraram neste ano para cursar a EFOMM-CIABA tem quatro africanos, como sempre acontece.

Tem algumas empresas de navegação fluvial que precisam prestigiar melhor o SINDARPA, hoje em fase de muito dinamismo.

Muita gente não sabe, mas o atual presidente da SOAMAR-Brasil, no momento sediada em São Luís-MA, além de empresário é Oficial Mercante.

Trata-se do amigo Orson Feres, por sinal muito estimado nos meios navais, empresário do setor marítimo de grande conceito.

O movimento de contêineres em Manaus é bastante significativo, operados na rota da cabotagem pelas empresas Aliança e Mercosul Lines.

O movimento no porto de Vila do Conde teve um aumento considerável de navios na atual administração. Coincidência, ou não?

Muito elogiado o trabalho de Abraão Benassuly a frente da CPH-Companhia Portos e Hidrovias, órgão do Governo do Estado do Pará.

O mega estaleiro RIO MAGUARI já está com sua estrutura devidamente formalizada para construir qualquer tipo de embarcação. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next