EM VILA DO CONDE: Depois de mais de cinco anos que naufragou no porto de Vila do Conde o navio “HAIDAR” encontra-se submerso encalhado

Encontra submerso e encalhado no Píer do Cais do porto de Vila do Conde, o navio-boiadeiro “HAIDAR”, depois de mais de cinco anos do seu naufrágio, que sacrificou cinco mil cabeças de gado, que se destinavam ao exterior. A foto do arquivo da coluna recorda o dia em que ocorreu o acidente com este navio-boiadeiro.
A operação de reflutuação do mesmo segue todas as recomendações da Marinha, bem como de outros órgãos ligados ao assunto, sendo a SUPERPESA Companhia de Transportes Especiais e Intermodais, responsável pela operação.
A gestão da obra está a cargo da Diretoria de Infraestrutura Aquaviária (DAQ) do DNIT, tendo apoio da sua Superintendência Regional que funciona em nosso Estado.

Manaus e Santarém com maior número de embarcações de madeira.

A praça de Santarém no Pará e de Manaus no Amazonas, apresentou hoje o maior número de embarcações fluviais de madeira de cargas e passageiros. Enquanto isso na praça de Belém o número delas já diminuiu consideravelmente, dando lugar aos “ferry-boats” e aos catamarãs.
Em Manaus, inclusive, uma delas com capacidade para cerca de 350 passageiros, alguns anos atrás, chegou a ser classificada pelo RBNA, que mantinha representação tanto em Manaus como em Belém.
Hoje ainda um bom número delas operam comercialmente para os altos rios da Amazônia Ocidental, porém a construção do tipo, está pouco a pouco encerrando, mesmo por falta de madeira especial.

Cabotagem brasileira é hoje liderada por apenas três empresas

Hoje no Brasil a cabotagem de contêineres se concentra em apenas três empresas de navegação. São elas: a ALIANÇA, MERCOSUL LINES e LOG IN, sendo elas no momento as maiores concorrentes do modal rodoviário, se as empresas de navegação que serão importadas, conforme manda o Programa BR do MAR, não tiverem um bom nível de atrair cargas do rodoviário, não será grande concorrente, segundo os entendidos.
A ALIANÇA e a MERCOSUL LINES atendem a costa brasileira, a primeira até Manaus com escala regular no porto de Vila do Conde, com contêineres, inclusive, em trânsito para Macapá, utilizando o transporte fluvial nesse percurso, sem nenhum problema.

FENAPRATICOS em fase de muito dinamismo em defesa da cabotagem em todo Brasil

A Federação Nacional dos Práticos – FENAPRATICOS, com a investidura do Comandante/Prático Gustavo Martins na presidência, tomou um impulso muito grande, hoje reunindo diversos Sindicatos Representativos da categoria, que aliada ao CONAPRA – Conselho Nacional de Praticagem, vem defendendo cada vez mais os interesses da Praticagem, tanto de Porto como de Singradura.
O Comandante/Prático Gustavo Martins, que marcou a sua passagem pela presidência do CONAPRA com um extraordinário trabalho, para quem não sabe, é Oficial Superior – CMG da Reserva da Marinha, de grande prestígio, inclusive junto aos altos escalões da nossa Armada.

Novo presidente da SOAMAR-Belém chegou na função imbuído dos melhores propósitos

O novo presidente da SOAMAR-Belém, armador empresário Relton Osvaldo Pinto, chegou à presidência dessa entidade que congrega os soamarinos de Belém imbuído dos melhores propósitos, tendo inclusive como meta principal trabalhar para dar início futuramente a construção da sede social própria, já que o terreno foi doado pelo Comando do 4° Distrito Naval, com a sua planta levando a assinatura do consagrado Arquiteto paraense, por sinal Amigo da Marinha, dr. Aurélio Meira.
Com certeza o presidente Relton contará com apoio do vice-almirante Valter Citavicius Filho, presidente do Conselho Superior da referida entidade, bem como de toda diretoria, com a mais absoluta certeza.

BEIRA DO CAIS

Na verdade, as cidades de Soure e Salvaterra, no Marajó, sempre foram prestigiadas com confortáveis e luxuosas embarcações fluviais. Além do navio “Presidente Vargas 2”, hoje conta com um super-Ferry-Boat, o “São Gabriel”, com capacidade para mais de 1.000 pessoas, muito bem instaladas, de propriedade da HENVIL.

Entidades representativas da navegação marítima, especialmente do Rio de Janeiro, continuam defendendo a Marinha Mercante Brasileira, não aceitando profissionais estrangeiros nos navios de cabotagem que serão importados para operarem no Brasil. Justo.

Os boatos continuam correndo solto na “beira do cais”, de que tem gente importante no setor portuário “balançando”. De qualquer maneira, só resta aguardar. Mas hoje tudo é possível, tendo em vista o momento político, que continua tumultuado…

Há alguns anos passados, quando os serviços de Praticagem do Rio Amazonas eram comandados pela APBAM, existiam Práticos Preferencias. As empresas que optassem pelos mesmos pagariam um adicional, além da tarifa normal. Hoje isso não existe mais…

O nosso CIABA – Centro de Instrução “Almirante Braz de Aguiar”, do seu gênero, está na lista dos melhores do mundo, dotado dos mais sofisticados equipamentos, brevemente passará a contar também com um PLANETÁRIO. Muito bom.

Na “beira do cais” também existem comentários de que a contribuição de dependentes do PORTUS, que servem a CDP-Companhia Docas do Pará, irá duplicar. Sobre esse assunto, tem antigos servidores que não escondem a grande insatisfação.

O Portal da Navegação continua circulando diariamente por alguns navios mercantes brasileiros, levando também a coluna, como acontece em navios da TRANSPETRO, subsidiária de transportes marítimos da Petrobras.

O aumento no preço dos combustíveis está também trazendo problemas para o setor da navegação, já que as empresas estão, pelo menos no momento, impedidas de reajustar suas tarifas de cargas e passageiros. Isto é muito lamentável…

O Governo do Estado do Pará está mandando construir Terminais Fluviais em diversos municípios, porém na relação não aparece nenhum no baixo Tocantins. Ainda não foram lembrados Cametá, Mocajuba e Baião. Acreditamos que os mesmos ainda serão contemplados.

No próximo mês de março vários amigos ligados ao setor estarão aniversariando: Comandante-Prático Alex Luiz Sapucaia (Prático da Barra), Prático Marcelo Salgado (River Pilot), Apoliano Nascimento (Presidente do Sinpesca), Fábio Vasconcelos (Estaleiro Rio Maguari). Com o registro, nossos parabéns a todos.

O CONAPRA – Conselho Nacional de Praticagem caminha para 46 anos de relevantes serviços prestados em defesa dos Serviços de Praticagem, com sede no Rio de Janeiro, hoje a frente do mesmo o bom caráter Prático Ricardo Falcão. (AS).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next