Navio que opera no Pará não pode seguir viagem

A embarcação que saiu de Vila do Conde, com parada no dia 29 de maio, em Macapá, terá que ficar fundeada em Fazendinha, no estado do Amapá. O destino é Porto Trombetas. O motivo: falta de ar condicionado.
O problema foi comunicado pela Cooperativa de Apoio e Logística aos Práticos da ZP1 (Unipilot) à Autoridade Marítima, e também ao Ministério Público do Trabalho, já que a tripulação do navio precisa descansar para não pôr em risco a segurança da navegação.
A viagem de Macapá a Trombetas leva cerca de 42 horas, período em que dois práticos se revezam na condução do navio em turnos de seis horas, repousando em camarotes. A tripulação no passadiço precisa executar os comandos de rumo e máquinas do prático.
– Em latitudes equatoriais, é impossível dormir ou descansar sem ar-condicionado no interior de uma estrutura metálica exposta ao sol o dia inteiro – explica o presidente do Conselho Nacional de Praticagem (Conapra), prático Ricardo Falcão, que trabalha na região. Parabenizando a Autoridade Marítima pela decisão de cumprir a Convenção sobre Trabalho Marítimo e o Ministério Público pelo apoio.
A norma internacional, ratificada pelo Brasil em decreto presidencial, assegura condições dignas de trabalho a bordo e exige que os navios dispunham de aparelhos de ar-condicionado em perfeitas condições de utilização.
A Capitania dos Portos no Amapá determinou que o navio HTC Delta fosse fundeado até o conserto do sistema de ar-condicionado.

CFAOC PRESTA APOIO À PREFEITURA DE MANAUS NA ESTRUTURAÇÃO DA PRIMEIRA FEIRA FLUTUANTE DO BRASIL

Capitão dos Portos da Amazônia Ocidental CMG Paulo Roberto de Oliveira Ferreira Junior participou da solenidade de inauguração da feira

A Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental (CFAOC),ao Comando do 9º Distrito Naval, prestou apoio à Prefeitura de Manaus (AM) na estruturação da 1ª Feira Flutuante do Brasil, que está abrigando os comerciantes da Feira da Manaus Moderna, atingida pela cheia do Rio Negro. A inauguração da feira ocorreu no dia 19 de maio e contou com a presença do Capitão dos Portos da Amazônia Ocidental CMG Paulo Roberto de Oliveira Ferreira Junior.
A nova estrutura tem capacidade para 212 feirantes e 288 consumidores. Manaus, assim como várias cidades da Amazônia, está vivendo a segunda maior cheia desde 1902. No dia 21 de maio, o rio atingiu a cota de 29,84 metros, 1,36 metros a mais em relação ao mês anterior.
A CFAOC orientou a Prefeitura na reclassificação da balsa, que serve de base para o empreendimento, para que fossem cumpridos os requisitos de segurança expressos na Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário (LESTA) e nas Normas da Autoridade Marítima (NORMAM).

Mares & Rios

O presidente da Amport, Flávio Acatauassú, velejou bonito na praia do Caripi, em Barcarena, no fim de semana. Acatauassú participou da 1º Etapa do Campeonato Paraense Classe Laser, categoria Master. Após a disputa de quatro regatas contra Marcos Mendes e Marcos Campos, ficou em 2º lugar geral. Ao todo, 21 atletas competiram no evento realizado pela Caripi Associação Eco Esportiva de Vela e Canoagem (CAECO). Parabéns!

A Presidente do TRE Pará, Desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento, segue dialogando com as Forças Armadas sobre as Eleições de 2022. Na última sexta-feira, foi recebida pelo Comandante do 4º Distrito Naval, o Vice Almirante Valter Citavicius Filho.

O CIABA está mais conectado com a sociedade. O Grupo de Atendimento ao Público (GAP) pode, agora, se comunicar com o cidadão através de aplicativos como WhatsApp, Telegrama e Signal, e obter informações sobre os serviços oferecidos pelo Centro de Instrução. Basta salvar na agenda o número (91) 99253-7066.

A Diretora do Hospital Naval de Belém (HNBe), CMG (Médica) Mônica Medeiros Luna, foi agraciada com a Medalha Exército Brasileiro. A honraria é um reconhecimento ao trabalho realizado durante a pandemia do novo Coronavírus. O evento ocorreu no próprio HGeBe. A Dra. Luna também vai receber, no 11 de Junho, a Medalha do Mérito Naval.

No primeiro dia de campanha interna, a Companhia das Docas do Pará (CDP) vacinou contra a Covid-19 mais de 150 colaboradores com a primeira dose da AstraZeneca/Oxford . A vacinação iniciou pelo Edifício Sede e complexos portuários de Belém (Porto de Belém e terminais de Miramar e Outeiro). A ação está sendo realizada em parceria com o Governo Federal e o Ministério da Saúde.

O saldo da balança comercial brasileira, em 2020, apresentou um superávit de US $50.9 bilhões, um crescimento de 7% em relação a 2019. O Estado do Pará fechou 2020 com um saldo positivo de US $19.3 bilhões, mantendo assim como no ano anterior o primeiro lugar no ranking Nacional em saldo na balança, à frente dos outros Estados.

Encerramos parabenizando o professor Dr. João Elias Vidueira, do Instituto Federal do Pará (IFPA), que lançou o livro “Manual de Imagens para Deficientes”, na Universidade de São Paulo (USP). O Dr. Vidueira tem pós-doutoramento em Educação Inclusiva na The University of Queensland, na Austrália, e vem contribuindo para que pessoas com deficiência visual tenham igualdade de acesso ao conhecimento. (LOP)

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next