Estado entrega Terminal Hidroviário de Santana do Tapará, no Baixo Amazonas

Novo porto deve receber cerca de 2 mil usuários por mês e beneficiar 300 mil habitantes na região

Bruno Magno (CPH)

Um dos presentes recebidos pelo município de Santarém, no Baixo Amazonas, pelos seus 360 anos, completos nesta terça-feira (22), foi o Terminal Hidroviário de Passageiros de Santana do Tapará, distrito portuário da cidade. Construído às margens do rio Amazonas pela Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH), o novo porto deve receber cerca de 2 mil usuários por mês e beneficiar 300 mil habitantes da região. O governador do Estado, Helder Barbalho, participou da entrega desse importante equipamento público, que tem por objetivo melhorar o acesso ao distrito, cortado pela rodovia PA-255, cujo principal meio de entrada é o hidroviário.

“Nesta região os rios são as ruas e, por isso, nós priorizamos os terminais hidroviários para a entrada e saída das pessoas de forma segura, assim como para garantir o escoamento de produção. Entregar esse porto de Santana do Tapará no dia do aniversário de 360 anos de Santarém representa uma conquista importante, já que estamos entregando um local de qualidade para quem vem pelos rios e precisa acessar a Calha Norte, integrando o rio com o transporte rodoviário, e desenvolvendo essa região”, ressaltou o governado Helder Barbalho, que na oportunidade, visitou as dependência do novo porto construído pela CPH.

Infraestrutura

O novo terminal conta com cadeiras confortáveis para 20 lugares; televisão; sala para órgãos do Estado; bebedouro; ar-condicionado; lanchonete; guichês para vendas de passagens e banheiros masculino, feminino e portadores de necessidades especiais, além de Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

Já a obra naval compreende uma rampa metálica articulada de 50 metros, além de flutuante metálico coberto de cinco metros e sistema de amarração e fundeio para embarcações. O porto já possui outorga da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) para operar desde 2019. Orçado em um pouco mais de R$ 3,7 milhões, o terminal foi construído com recursos oriundos da Caixa Econômica Federal.

O presidente da CPH, Abraão Benassuly, participou da entrega do terminal hidroviário e destacou a importância do porto para região estratégica de Santarém. “Essa obra representa o progresso dessa região, já que por aqui passam muitos passageiros que vão para Óbidos, Alenquer, Prainha e Monte Alegre, então, além da carga, estamos proporcionando que essas pessoas cheguem às suas cidades. O novo porto representa conforto e segurança, os passageiros que por aqui passarem não precisarão mais ficar no sol ou chuva para chegar até as embarcações. É a sexta obra que o Governo do Estado entrega aqui nessa região e poder dar esse presente no dia do aniversário de Santarém representa o compromisso do Estado com esse povo”, disse.

Integração

Além do terminal de Santana do Tapará, na região do Baixo Amazonas, a CPH já entregou os terminais hidroviários de Terra Santa, Faro, Prainha, Curuá e Almeirim, e em breve, entregará o de Santarém, considerado um dos mais modernos do país. Os equipamentos são construídos com recursos da Caixa Econômica Federal e já foram outorgados pela Antaq, portanto, já possuem autorização para operar. Nesta mesma região, a CPH reconstrói os terminais de Óbidos e Monte Alegre, e já recebeu autorização para início das obras no porto de Alenquer.

Participaram da agenda ainda a primeira dama do Estado, Daniela Barbalho, o prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, o secretário de Governo do Oeste, Henderson Pinto, além de autoridades dos executivos Estadual e Municipal.

Por Portal da Navegação, via AGÊNCIA PARÁ.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next