Barco superlotado com 1,6 mil pessoas é apreendido em Belém

A embarcação tinha capacidade para apenas 600 pessoas e estava no Porto Seguro quando foi constatada a irregularidade

Superlotação foi constatada ainda no porto

O mês pode ser de férias, mas mesmo em um período de curtição é preciso tomar todos os cuidados necessários para evitar a propagação do novo coronavírus no território paraense, como aplicar o distanciamento social e fazer uso das máscaras e do álcool em gel. Para isso ocorrer, aglomerações nem pensar.

Infelizmente, nem sempre medidas como essas costumam ser respeitadas. Na manhã deste domingo (11), uma embarcação com mais de 1,6 mil pessoas, que seguia para uma festa na Ilha do Combu, foi apreendida depois de ter desobedecido os termos atuais do decreto estadual 800/2020.

A embarcação, do tipo balsa, muito utilizada na região para os populares “passeios-fluviais” tinha capacidade para 600 pessoas, mas quando foi abordada antes de partir do Porto Seguro, foi constatado que havia 1.658 pessoas, muito acima do permitido. O dono da embarcação foi notificado por superlotação e a Delegacia de Polícia Fluvial (DPFlu) instaurou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO por desobediência, já que não havia autorização para o evento.

A ação policial é resultado da Operação Verão que, além de coibir e prevenir os crimes neste período, também fiscaliza o cumprimento do decreto estadual de restrições impostas pela pandemia de covid-19.

Por Portal da Navegação, via DOL.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next