CONVÉS PRINCIPAL – Embaixador da IMO no Brasil é condecorado com medalhas de Ordens do Mérito

O nosso grande amigo Capitão de Longo Curso e Comodoro da Marinha Mercante Brasileira Francisco César Monteiro Gondar recentemente recebeu duas condecorações e um diploma de amigo, por tudo de bom que vem fazendo. Ele que também é Embaixador da IMO no Brasil.

Algumas condecorações foram outorgadas em anos anteriores, porém devido a pandemia que vivemos em épocas difíceis, somente agora o Comodoro pôde receber, enviado via postal.

A primeira homenagem dada ao CLC Gondar foi o Título de “Amigo da Banda de Música da Brigada Niederauer” em 18 de Novembro de 2019, outorgada pela Banda de Música da Companhia de Comando da 6ª Brigada de Infantaria Blindada do Exército Brasileiro, sediada em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, em reconhecimento às manifestações de amizade, apoio inestimável e divulgação da Arte Musical Militar.

Em 12 de Fevereiro de 2020, pelo incondicional apoio à cultura militar, o Comodoro recebeu da “Academia de Medalhística Cívico Militar do Brasil” a “Medalha Ordem do Mérito do Músico Militar”, na cidade de Cascavel,

O Comandante Gondar participa todos os anos de seminários promovidos em diversas capitais do Brasil. Suas palestras abordam o sobre a participação da Marinha Mercante nos conflitos mundiais.

A “Canção dos Ex Combatentes da Marinha”, de sua autoria são executada em eventos da Marinha do Brasil e outras instituições.

Por ocasião de seminário realizado em Porto Alegre, o Regente da “Banda de Música Brigada Niederauer” se admirou da bela canção, passando a executar regularmente.

O regente da banda, Capitão Passos, conheceu as demais composições do Comandante Gondar, entre eles o Hino da Marinha Mercante e cinco dobrados em homenagem aos Almirantes de Esquadra da Marinha do Brasil, que os homologou na “Academia de Música Militar”.

Por indicação do Capitão Passos, foi concedida ao Comodoro a “Medalha Ordem do Mérito Músico Militar”.

Em 17 de Fevereiro de 2021, na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, foi a vez da “Associação Brasileira de Integrantes do Batalhão Suez – RS”, conceder a “Medalha Legionário da Paz”.

A Associação é formada por militares que na década de 57 a 67 cumpriram a mais longa missão do Exército Brasileiro no Exterior em zona de guerra no Oriente Médio Faixa de Gaza na fronteira do Egito e Israel.

A referida outorga tem como objetivo distinguir Integrantes e Ex Integrantes das Forças de Paz das Nações Unidas, observadores militares ou civis do Brasil a serviços da ONU no exterior, militares das Forças Armadas Nacionais ou Internacionais, Forças Públicas, Bombeiros Militar, Força Nacional Brasileira, Autoridades Civis e Eclesiásticas, pessoas que de alguma forma tenham contribuído para elevar o histórico do Batalhão Suez, bem como aqueles que de destacaram por suas ações no Brasil ou em outros países, e ainda as instituições que tenham promovido os princípios da ética, da moral e dos bons costumes.

Com base na Portaria Nº 004 de 02 de Junho de 2006, a Medalha foi concedida ao CLC Francisco Cesar Monteiro Gondar por ter elevada a preservação da paz na humanidade.

Marinha do Brasil abre concurso para nível superior

A Marinha do Brasil está com concursos abertos aos seus diversos corpos e quadros de nível superior. São oferecidas 81 vagas no total para a carreira do Oficialato, com alguns podendo chegar ao posto de Vice Almirante. As inscrições vão do dia 19 de Julho a 15 de Agosto de 2021, conforme editais lançados no site da marinha no link

(https://www.inscricao.marinha.mil.br/marinha/concursos_marinha.jsp).

Para o Quadro de Capelães Navais será oferecido 1 uma vaga para o candidato Sacerdote da Igreja Católica. A inscrição se encerra em 31 de Julho de 2021.

Para o Corpo de Engenheiros serão 25 vagas para as mais diversas áreas, com inscrição até 31 de Julho de 2021.

Para o Corpo de Saúde da Marinha são oferecidas 28 vagas, sendo 16 somente para médicos. As inscrições podem ser feitas até 15 de Agosto de 2021.

Para os Quadros Complementares da Armada (3), de Fuzileiros Navais (5) e de Intendentes da Marinha (3) são oferecidas 11 vagas nas mais diversas áreas. As inscrições se encerram em 31 de Julho de 2021.

Para o Quadro Técnico do Corpo Auxiliar da Marinha 16 vagas são disponíveis, também para diversas áreas, entre elas os formados em Ciências Náuticas, que são os Oficiais oriundos da “Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante” do CIAGA e do CIABA. No edital, estão inseridos na “Segurança do Tráfego Aquaviário” (2 vagas). As inscrições vão até 02 de Agosto de 2021.

Navegando

O Navio “Log In Endurance” da empresa de navegação “Log In”, que atualmente está realizando docagem no estaleiro “EAS” (Estaleiro Atlântico Sul) em breve estará retornando ao tráfego para trazer divisas ao país. A empresa vem aumentando sua frota e absorvendo boa quantidade de mão de obra. Muitos colegas do colunista atualmente trabalham na Log In.

Outra empresa no ramo de contêineres é a “Aliança Navegação” que também detém mão de obra nacional. Por essa empresa passaram “Grandes Expressões de nossa Marinha Mercante”, como dizia nosso saudoso amigo Alyrio Sabbá, tais quais citamos o Capitão de Longo Curso Alvaro José de Almeida Júnior, atual Presidente do Centro dos Capitães da Marinha Mercante (CCMM), e Capitão de Longo Curso Francisco Cesar Monteiro Gondar, atual Embaixador da IMO no Brasil. Os dois amigos deste colunista.

Agradeço atenciosa mensagem enviada pelo Capitão de Mar e Guerra André Martini Vieira, Capitão dos Portos da Amazônia Oriental, pela matéria divulgada sobre essa importante Organização Militar sob a jurisdição do Comando do 4º Distrito Naval. Para este colunista, sempre será uma honra ter bom relacionamento com a Marinha do Brasil, que é a Autoridade Marítima Brasileira.

Em conversa essa semana com o CLC Alvaro Almeida, muito falamos sobre o navio escola para a Marinha Mercante. O histórico nos revela que o Brasil já possuiu dois no passado: “Guanabara” e o “Alegrete”. O Comandante Alvaro, que “é uma das grandes expressões de nossa Marinha Mercante”, ainda não desistiu desse sonho. Tudo começa com um pensamento.

Conheço muitos que preferem ficar sentados em suas cadeiras, garantindo seus cargos e postos, em vez de agir e chamar a responsabilidade para unir a os colaboradores. Para quem faz isso, ficam as minhas lamentações. Sugiro não seguir o exemplo, pois a mesma maré que enche, ela também vaza. A dica está dada.

Segundo matéria noticiada no site “Portos e Navios”, garantias são proteções importantes para acidentes marítimos, conforme avalia o advogado Thiago Miller. Detenção do meganavio “Ever Given” após encalhe reforça a necessidade de se discutir a exigência de mais garantias após ocorrências na costa brasileira, principalmente quando envolverem operadores com frota pequena.

Durante a Segunda Guerra Mundial, em 05 de Novembro de 1940 o navio mercante armado “Jervis Bay” escoltando o comboio HX84, é afundado pelo alemão “Admiral Scheer” enquanto o comboio se espalha, perdendo apenas 5 dos 37 navios. Já no dia 25 de Dezembro de 1940, Incursor alemão “Almirante Happer” é interpelado pelo comboio das tropas britânicas no norte do Atlântico. Tendo afundado apenas um navio, ele retorna a Brest.

Chegou ao Brasil o NT “Marcílio Dias” da Transpetro, sob o Comando do Capitão de Longo Curso Renato Ramos Diniz, após longa viagem para Singapura, onde esta Unidade operou com excelência.

Também saiu de Malaca o NT “Henrique Dias” sob o Comando do Capitão de Longo Curso Marco Antônio Carvalho, seguindo direto para o Brasil. Aos dois Comandantes “Bravo Zulu” por conduzirem nossa Bandeira ao país longínquo de Cingapura.

No dia 16 de Julho de 2021 foram comemorados os 58 Anos da Fundação da ANVFEB (Associação Nacional dos Veteranos da FEB – Força Expedicionária Brasileira), criada no ano de 1953. Também foram celebrados os 45 Anos da Inauguração do Prédio da FEB (1976), com a presença do Presidente da República Ernesto Geisel, quando centenas de veteranos formaram ao longo da Rua das Marrecas.

O dia 16 de Julho é uma data de muitas comemorações para a FEB. Citamos a celebração dos 77 Anos do Desembarque da Força Expedicionária Brasileira na Itália, ocorrido no ano de 1944. Os pracinhas heroicamente lutaram contra as forças do Eixo, unindo-se a Estados Unidos, Inglaterra e França, além de outros países aliados. (RM)

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next