CONVÉS PRINCIPAL – Marinha realiza cerimônia em homenagem aos marinheiros mortos na guerra.

O Capitão de Longo Curso Alvaro José de Almeida Júnior participou da Cerimônia de forma online com um belo discurso.

Como acontece todos os anos, a Marinha do Brasil realizou significativa Cerimônia em “Homenagem aos Marinheiros Mortos em Guerra”.

O evento aconteceu no Mausóleu do “Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial”, na cidade do Rio de Janeiro, em 21 de Julho, contando com as presenças do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos, do Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Alípio Jorge Rodrigues da Silva, do Comandante do 1º Distrito Naval, Vice-Almirante Eduardo Machado Vaz, do Diretor Técnico do “Centro dos Capitães da Marinha Mercante”, Capitão de Longo Curso Joselito Guerra de Andrade Câmara, membros do Almirantado, representantes das Forças Armadas e Forças de Segurança Pública, além de diversas autoridades civis e militares.

Representando a Marinha Mercante Brasileira, o Capitão de Longo Curso Alvaro José de Almeida Júnior, que em seu discurso, enalteceu as participações das duas marinhas durante as guerras já enfrentadas, saindo de formas invictas, porém com baixas significativas. Devido a situação epidemiológica, o Comandante Alvaro participou da Cerimônia de maneira online.

O Comandante da Marinha, Almirante Garnier exaltou as participações dos “corajosos marinheiros que a bordo dos navios da Marinha do Brasil e da Marinha Mercante, componentes do Poder Marítimo Brasileiro, tombaram na defesa da nação brasileira na luta pela liberdade. O legado desses homens do mar deve ser sempre lembrado, reverenciado e celebrado, permanecendo através dos tempos para seguirmos em frente, trabalhando juntos na defesa das nossas Instituições e da manutenção da soberania do nosso País”.

Em homenagem aos mortos da Marinha em guerra e ao som do canto fúnebre, o Comandante da Marinha e o Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira fizeram a aposição da coroa de flores da Marinha do Brasil. Em paralelo, o Comandante de Operações Navais e o Diretor Técnico do “Centro dos Capitães da Marinha Mercante” realizaram a aposição da coroa de flores da Marinha Mercante. Simultaneamente, a bordo do Aviso de Patrulha “Marlim”, fundeados nas proximidades do monumento, lançaram pétalas ao mar.

A Cerimônia foi encerrada com a “Canção dos Ex Combatentes da Segunda Guerra Mundial”, de autoria do Capitão de Longo Curso Francisco Cesar Monteiro Gondar. A Cerimônia pôde ser acompanhada pelo Canal da Marinha no facebook, através do link abaixo:

https://pt-br.facebook.com/marinhaoficial/videos/1631415773729696/

Estaleiro Atlântico Sul está em plena atividade realizando docagens de navios.

Estaleiro Atlântico Sul realizando docagem do MV “Log In Endurance”.

Localizado no Complexo Industrial de Suape, mais precisamente em Ipojuca – Pernambuco, o “Estaleiro Atlântico Sul” foi responsável pela construção de 10 navios da classe Suezmax e 5 navios da classe Panamax para a Transpetro, na época do “Programa de Modernização e Expansão da Frota” (PROMEF).

Este colunista esteve presente no acabamento final do último suezmax, o NT “Abdias Nascimento”, durante os meses de Julho, Agosto e meados de Setembro de 2017, quando então iniciou sua entrada no tráfego, podendo comprovar as instalações grandiosas desse berço da retomada da construção naval, que por ironia do destino, foi interrompido.

Para quem achava que o estaleiro fecharia suas portas, hoje está trabalhando com docagens de diversos navios, inclusive de bandeira brasileira como o “Flumar Brasil”.

Hoje, o MV “Log In Endurance” encontra-se no dique seco realizando sua docagem obrigatória conforme previsto em legislação. A foto mostra o navio já em fase final de pintura de acabamento, onde em breve deverá retornar ao tráfego e cumprirá suas novas missões.

Para a tripulação desejamos sucessos nesse novo retorno.

Homenagem aos 100 anos do nascimento do Almirante Eugênio Frazão

O “Instituto Histórico e Geográfico do Pará” (IHGP) realizará nesta sexta-feira (23/07), às 19:00 horas de Brasília, a Live em Homenagem aos 100 anos de nascimento do Almirante Eugênio Marques Rodrigues Frazão. O Oficial General foi o primeiro ocupante da cadeira de nº 40. O IHGP é uma instituição amazônica centenária.

Este colunista se fará presente na live. Recomendo a todos e contamos com vossa participação.

Navegando

A Coluna agora faz parte do site “Portal da Navegação” com o nome “Convés Principal”, onde postaremos notícias de nosso setor aquaviário, seja marítimo, fluvial ou lacustre, sempre tendo compromisso com a verdade.

O Capitão de Longo Curso Alvaro José de Almeida Júnior, em contato com este colunista, afirmou que está verificando junto aos órgãos responsáveis para inserir a Bandeira da Marinha Mercante no “Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial”, também conhecido como “Monumento aos Pracinhas”, localizado no Rio de Janeiro.

Como se sabe, a Marinha Mercante Brasileira teve muitas baixas durante a Segunda Guerra Mundial, onde 32 navios mercantes foram torpedeados por submarinos alemães, alguns na nossa própria costa.

Durante a Segunda Guerra Mundial, no dia 05 de Maio de 1941, comboios da Marinha Real foram escoltados ao levar tropas britânicas do Egito para a Grécia. No dia seguinte, a Luftwaffe bloqueou o Canal de Suez com minas durante três semanas.

Segundo noticia a revista “Portos e Navios”, a navegação global anunciou um evento intersetorial a ser realizado durante a CPO26, reunindo líderes em navegação, energia, política e finanças para discutir os esforços de descarbonização marítima. O “Shaping the Future of Shipping” será realizado em Glasgow, Escócia, em 06 de Novembro.

Muitas pessoas ao invés de tomarem como exemplo os méritos dos colegas e tentarem alcançar esses objetivos, preferem ter inveja e atacar até causar estragos. Porém, esqueceram de que tudo que fazemos é uma via de mão dupla, toda ação tem uma reação, toda causa tem consequência e por aí vai.

Do Livro “Este barco também é seu” do CMG Abrashoff: “O líder jamais consegue o que quer ordenando simplesmente que aquilo seja feito. A liderança de verdade deve ser conquistada pelo exemplo, não por preceitos”.

O nossos parabéns ao 1º Oficial de Máquinas da Marinha Mercante Saymon José Ferreira Afonso. Ele fez a Viagem de Ouro dos Guardas Marinhas em 2006, após finalizar sua Praticagem, por ter sido o primeiro colocado de sua turma no CIABA. O colunista teve a oportunidade de viajar com ele a bordo do gaseiro “NT “Grajaú”, quando estava na função de Imediato.

Praticagem instalará boias para melhorar previsão das marés na Barra Norte. Objetivo da categoria é que equipamentos gerem informações mais precisas que ajudem na previsão das janelas de maré.

A “CBO” inova no mercado offshore. Grupo adquiriu embarcação de apoio marítimo preparado para propulsão hibrida, construído no estaleiro da China. Previsão é que a “CBO Energy”, com seu “PSV 5000”, chegue ao Brasil até o final do ano. Estaremos aguardando.

O Capitão de Mar e Guerra Josué Fonseca Teixeira Júnior vem realizando um excelente Comando à frente de nossa “Universidade do Mar”, o CIABA, berço de formações de líderes e mão de obra para a Marinha Mercante Brasileira. Ao seu lado está um corpo de oficiais e guarnição de alto nível nos diversos setores dessa instituição de renome.

Também não podemos deixar de citar os funcionários civis que muito contribuem de maneira grandiosa para levar o conhecimento para aqueles que passam pelos bancos escolares do CIABA.

Os Alunos da “Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante” (EFOMM) do “Centro de Instrução Almirante Graça Aranha” (CIAGA) realizaram o “Mercantex” a bordo do Navio Doca Multipropósito (Ndm) Bahia. O Comandante da instituição, Contra Almirante Paulo Vecchi Ruiz Cardoso Silva esteve a bordo realizando a pernada do Rio de Janeiro para Santos. Voltaremos com mais notícias posteriormente.

A Força Aérea Brasileira realizou importante Cerimônia na terça-feira (20) quando comemorou o 148º Aniversário de Santos Dumont, Patrono da Aeronáutica. Para marcar a data, 195 personalidades civis e militares foram agraciadas com a “Medalha de Mérito Santos Dumont”. A solenidade ocorreu na Ala1, em Brasília.

Lembramos que a FAB participa do patrulhamento de nossa área econômica no mar, através de suas aeronaves, identificando os navios mercantes e embarcações diversas que navegam em nossa costa. Soma-se a isso também os serviços de busca e salvamento quando solicitados.

Na década de 2000, quando de serviços de quarto, este colunista recebeu um chamado de um navio mercante com tripulante desaparecido a bordo. A Força Aérea Brasileira imediatamente enviou uma aeronave e coordenou as buscas juntos com os navios marcantes. Infelizmente na época não achamos o náufrago. Agradecemos os Oficiais da FAB que auxiliou nessa faina. (RM)

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next