CONVÉS PRINCIPAL – Projeto de arquitetura do museu marítimo do Brasil

Vai se tornando realidade o futuro “Museu Marítimo do Brasil”. Sua construção acontecerá no “Espaço Cultural da Marinha”, próximo da Praça XV, na área portuária do Rio de Janeiro.
No último dia 09 de Julho, a Marinha do Brasil divulgou o vencedor do projeto feito através do Concurso de Arquitetura do para o Museu Marítimo do Brasil, que também tem as parcerias do “Departamento Cultural do Abrigo do Marinheiro” (DCAMN) e o “Departamento do Rio de Janeiro do Instituto de Arquitetos do Brasil” (IAB/RJ).
O grupo ganhador do concurso foi a equipe conjunta entre Messias / Rivas Arquitetos, de São Paulo, e Bem-Avid Studio, com base em Córdoba – Argentina. O responsável técnico é o arquiteto e urbanista Rodrigo Quintella.
O novo museu terá como objetivo o de levar conhecimento sobre a história marítima que está intrinsecamente ligada à formação do nosso país, desde a época do descobrimento. A matéria pode ser acompanhada no link: https://www.defesaemfoco.com.br/marinha-define-projeto-arquitetonico-do-museu-maritimo-do-brasil/

Tragédia na costa do Japão

Na última semana, tivemos acessos nas redes sociais sobre o navio “Crimson Polaris”, de bandeira panamenha, que encalhou e se partiu em dois no norte do Japão. Por graças não houve vítimas fatais e a poluição ambiental está sendo controlada, segundo a Autoridade Marítima Japonesa.

Aniversariantes

Aniversariou no último dia 10 de Agosto, o nosso ilustre amigo e colega, Sr. Marcio Viller Preissler, Oficial de Máquinas da turma “Ayrton Senna da Silva” do CIABA. Atualmente trabalha no Departamento de Navegação da “Vale”. Também é formado em Engenharia Mecânica com MBA em Gestão Empresarial e Mestrado em Administração.
Deus o proporcionou a oportunidade de sair do Rio de Janeiro, em 1994, com 20 anos, rumo à cidade de Belém do Pará, começando assim uma fase fantástica de sua vida ao ser Aluno da Efomm.
Emocionado, o amigo Preissler dirigiu as seguintes palavras: Gostaria de agradecer ao CLC Ricardo Monteiro, ao “Portal da Navegação” e ao “Luis Celso News” pela homenagem recebida desses grandes profissionais, amigo e acima de tudo um exemplo para o futuro da Marinha Mercante Brasileira.
Muitos de nós iniciamos histórias de vida, que perduram até hoje, passando por namoro, casamento e constituição de família. Muitas dificuldades para adaptação, potencializada pela falta de recursos na época, porém conseguimos transformar essa dificuldade em oportunidade.
Amigos para sempre, eu os possuo e digo que até hoje estamos no mesmo Canal 16, trocando experiências e se ajudando.
O conhecimento adquirido, não somente acadêmico, mas também de vida, foi fundamental para meu crescimento pessoal e profissional. Gostaria muito de passar esses conhecimentos aos Alunos da Efomm, pois temos o dever de transmitir nossas experiências para que a Marinha Mercante evolua.
Temos a obrigação de balizar e direcionar o mundo náutico em nosso país, com inovação, tecnologia e trabalho em equipe.
Agradeço de coração a todo apoio que tive da minha família, à Marinha do Brasil, professores, instrutores, Comandante, aos meus amigos da Efomm e a Deus por minhas conquistas e pela motivação em ajudar no que for preciso para um futuro melhor e promissor para nossa Marinha Mercante. Obrigado!
Este colunista e a equipe do “Convés Principal” parabenizam o nobre amigo e colega da época de EFOMM (1994 à 1997).

Aniversariou no último dia 15 de Agosto, o nosso ilustre amigo Capitão de Mar e Guerra Josué Fonseca Teixeira Júnior, atual Comandante do “Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar”.
Oficial da Armada de nossa briosa Marinha do Brasil, o Comandante Josué vem realizando excelente administração à frente de nossa “Universidade do Mar”, o CIABA, de tantas tradições, sendo formadora e aperfeiçoadora da mão de obra para a Marinha Mercante Brasileira.
Seu gerenciamento vem se destacando em um dos momentos mais marcantes da história da humanidade, principalmente em nossa época, da qual vivemos e lutamos contra o inimigo mortal e invisível da atualidade:
Covid-19.
Como todos os Oficiais Comandantes que passaram no CIABA, em breve o Comandante Josué estará transmitindo o Comando, provavelmente no início de 2022. Com certeza deixará saudades e um grande legado de amigos na imensa Hileia da Amazônia, Belém – A cidade das mangueiras.
Na foto, o colunista ao lado do CMG Josué no dia da sua assunção de Comando do Ciaba.
Este colunista e toda equipe deseja ao grande amigo Josué um feliz aniversário e que a felicidade, paz e saúde esteja sempre convosco, ao lado dos familiares.

Navegando

A bordo do NT “André Rebouças” encontram-se quatro Praticantes Oficiais, dois homens e duas mulheres, sendo três de Náutica, todos do CIAGA, e uma de Máquinas, do CIABA. Já participaram do primeiro treinamento sob o Comando deste colunista, que consistiu no disparo do Lança-Retinida.

O Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho na verdade é RM1 da Marinha, e não RM2 como noticiamos. Sua fina educação é de tão elevado prestígio que agradeceu a nota publicada da sua última palestra e explicou a diferença das siglas de reservistas da Marinha, que até então era desconhecida para este colunista. Mais um aprendizado do amigo. Conte conosco.

Outro Oficial da Reserva da Marinha que também agradeceu a nota publicada foi o grande amigo Capitão de Mar e Guerra (RM1) Aristide de Carvalho Neto, que foi um dos grandes Capitães dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR). Como ele retribuiu: “navio de alma forte”.

Em breve dois navios suezmax da Transpetro estarão chegando ao Brasil, procedentes de Cingapura: o NT “Henrique Dias” com o Comandante Marco Antônio Carvalho e o NT “João Cândido” com o Comandante Altair Telles. Como diz a canção “Cisne Branco”: Quanta alegria nos traz a volta, à nossa Pátria do coração. Felicidades aos colegas nesse

Sem dúvida nenhuma, uma das grandes batalhas naval da história foi a de Midway, na Segunda Guerra Mundial. Nela as grandes marinhas dos Estados Unidos e do Japão se enfrentaram num combate intenso que já gerou alguns filmes de Hollywood. Duas Forças Tarefas Americanas foram enviados com os três porta-aviões: Força Tarefa 16 com o “Enterprise” e “Hornet” e Força Tarefa 17 com “Yorktown”.

No dia 04 de Junho de 1942, nessa batalha, os porta-aviões japoneses, Soryu e Kaga foram afundados, enquanto que o Yorktown ficou danificado. No dia 05 de Junho, mais três cargueiros japoneses foram afundados, além de Akagi e Hiryu, este último já danificado no dia anterior. Enfim, em 07 de junho, o porta-aviões americano Yorktown afunda, onde no dia anterior foi atingido por torpedo de submarino japonês.

Sempre boas as conversas com o Capitão de Longo Curso Alvaro José de Almeida Júnior, atual Presidente do “Centro dos Capitães da Marinha Mercante”. Sempre atualizado com o nosso setor, esteve recentemente com o Presidente da Petrobrás, o General da Reserva do Exército Joaquim Silva e Luna, que recebeu o exemplar do livro “O mar como destino” que conta a história do Comandante Alvaro.

Também esteve na visita o 1º Vice-Presidente do CCMM, Capitão de Longo Curso Plínio Calenzo. É a nossa Marinha Mercante Brasileira se fazendo presente diante da maior estatal do país.

Para o país, é importante se ter uma Marinha Mercante forte e coesa. Infelizmente muitos colegas marítimos acham isso o contrário, pois preferem trabalhar com mão de obra estrangeira. O pior de tudo é que falam isso
abertamente aos marítimos brasileiros. Conforme o que aprendemos na época de escola: “Temos como princípio a ordem, como meio o saber e como o fim o progresso”. Falta o “saber” para quem prefere os de fora.

A “Operação Samaúma” não está dando refresco para aqueles que gostam de destruir o ambiente. Visando a garantia da lei e da ordem, está ocorrendo nas regiões de Altamira, Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso, São Félix do Xingu e Trairão, com previsão de término para o final do mês de Agosto e envolve militares do Comando Conjunto Norte.

A coluna “Convés Principal” está sendo feita a bordo do NT “André Rebouças” que atualmente se encontra em águas nacionais. Em breve passará a ser transmitida de águas internacionais, bem como dos países do oriente, dependendo da próxima escala.

O abraço especial do colunista vai para o Coronel da Reserva da Polícia Militar do Estado do Pará Godinho e sua família, a quem o colunista pôde, por várias vezes, teve o privilégio de encontrar durante o último repouso em Belém. O Coronel, mesmo na reserva, continua firme e forte, sempre defendendo o cidadão de bem. (RM).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next