NAVEGAÇÃO EM FOCO – CIABA recebe alunos da Escola Superior de Guerra

Vice-Almirante Valter e Vice-Almirante Rohwer em palestra no auditório do CIABA.

O Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (CIABA), que tem a frente o CMG Josué Fonseca Teixeira Júnior, recebeu, no dia 1º de setembro, a visita dos alunos do Curso de Altos Estudos em Defesa (CAED), do Campus Brasília da Escola Superior de Guerra (ESG), cujo o objetivo é consolidar a aprendizagem nas áreas de defesa, segurança e desenvolvimento nacional.
Na ocasião, foi proferida a palestra pelo Vice-Almirante Valter Citavicius Filho, Comandante do 4º Distrito Naval, sobre o tema “Segurança da Amazônia Oriental e as Operações Fluviais, sob a perspectiva da Marinha do Brasil”, para os alunos do CAED.
No CIABA, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer o Simulador de Navegação, que é uma ferramenta de grande importância para os discentes do curso de Náutica da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM). Em virtude da situação epidemiológica atual, o evento foi restrito e teve a participação apenas da Tripulação diretamente envolvida.

Novo Terminal de Uso Privado de Santana/AP

Localização dos novos terminais (TGLA – Terminal de Granel Líquido do Amapá e TGA – Terminal de Granéis do Amapá).

O Estado do Amapá, que hoje já embarca número expressivo de granéis sólidos no Porto da Companhia Docas de Santana, está se preparando para receber em um futuro próximo o primeiro Terminal de Uso Privado (TUP), que ficará localizado no Canal de Santana. A construção de dois novos Terminais foi autorizada no final de 2019 e se encontra na fase de simulações.
Serão dois terminais, um para Granéis Líquidos (TGLA), que ficará localizado mais ao norte, com cais para atracação e navios de porte até Panamax (228 metros de comprimento e 32 metros de boca), e um cais interno para balsas petroleiras. Já o Terminal de Granéis Sólidos (TGA) estará localizado mais a sul e vai possuir um cais para atracação de navios de porte até Post-Panamax (245 metros de comprimento e 40 metros de boca), e um cais interno para balsas de grãos.
O acesso aos terminais poderá ser feito pelos canais de Santana ou Oiapoque. Pelo Canal de Santana, será possível a navegação com calado carregado de 11,5 metros. Pelo Canal do Oiapoque, que possui profundidade mínima de 9 metros, o calado possível é de 7,90 metros, mais amplitude de maré (navio em lastro apenas).
A Região Norte, a cada ano, apresenta um crescimento no volume de cargas embarcadas. O Arco Amazônico, promissor para o escoamento da produção do agronegócio do Centro-Oeste, é o caminho mais curto para o Canal do Panamá, reduzindo a viagem para a China.

Mares & Rios

O Pará fez bonito no 1º Campeonato Virtual de Remo do Brasil, promovido pela BR4All Challenge. Ao todo, 18 estados participaram do desafio. Na categoria OC6 Feminino Rio 10km, a equipe da Marear ficou em primeiro lugar após cumprir o percurso em 1h03min05seg. No Masculino, a vitória foi da equipe Caruanas, com 47min55seg. Parabéns!

Mais uma oficial da Marinha Mercante é condecorada pela Marinha do Brasil. A Capitão de Longo Curso Daisy Lima da Silva foi agraciada com a medalha de “Amigo da Marinha”. A Capitão Daisy é comandante do navio conteineiro “Bartolomeu Dias”, da Empresa de Navegação Aliança.

O Comitê Técnico da Cooperativa Unipilot, que congrega os Práticos da ZP-1, com a devida autorização da Marinha do Brasil, concluiu os trabalhos da nova sondagem do canal do Curuá na Barra Norte do Rio Amazonas. As análises vão servir de base para o estudo de aumento de calado na Barra Norte e foram encaminhados à Autoridade Marítima para a devida aprovação.

O 4º Distrito Naval, sob comando do Vice-Almirante Valter Citavicius Filho promoveu, no dia 31 de agosto, o Fórum Permanente de Segurança do Tráfego Aquaviário da Amazônia Oriental (FSTAOR), em Belém. O objetivo foi debater assuntos relativos à segurança da navegação, ao tráfego aquaviário e à prevenção de acidentes com autoridades de órgãos estaduais e federais, sindicatos, membros da Praticagem e empresas de navegação.

Desde o dia 31 de agosto, aeronaves H225M da Marinha do Brasil (MB), do Exército Brasileiro (EB) e da Força Aérea Brasileira (FAB) participam da Operação “Poseidon 2021”, realizada na Costa Fluminense, onde operam conjuntamente a bordo do Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) “Atlântico”. A operação também conta com a participação da Fragata “Liberal” e das aeronaves SH-16, AH-11B, UH-12 e IH-6B, totalizando mais de mil militares das três Forças.

Durante a inauguração da nova sala do jornal “Canal 16 Jornalista Alyrio Sabbá”, tive a oportunidade de conhecer o aluno da EFOMM, Vinicius Fialho, filho do Prático da Bacia Amazônica, Ferdinando Fialho, oriundo da turma 1996.

A coluna deseja um bom domingo ao Prático Bosco que, mesmo distante, é nosso leitor fiel. Bosco é Prático do Porto de Rio Grande/RS e Diretor do Conselho Nacional de Praticagem (CONAPRA).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next