NAVEGAÇÃO EM FOCO – Com adaptações, Esquadrilha da Fumaça homenageia Nossa Senhora de Nazaré

Com as procissões oficiais suspensas por causa da pandemia, a Esquadrilha da Fumaça prestou homenagens à Nossa Senhora de Nazaré de forma adaptada. Sem o tradicional show de acrobacias para evitar aglomerações em solo, a Esquadrilha teve passagem sobre pontos importantes do Círio, como a Basílica Santuário e a Catedral Metropolitana, e depois retornou ao aeroporto, ontem à tarde.
Neste domingo, haverá a missa na Catedral, às 07h, e logo depois, mais uma homenagem da Esquadrilha da Fumaça, com sobrevoo da Imagem Peregrina sobre a Região Metropolitana de Belém. Mas, certamente, muitos católicos estarão nas ruas em caminhada.
Esta programação foi uma iniciativa da Diretoria da Festa do Círio de Nazaré e contou com o apoio do 1º Comando Aéreo Norte (1º COMAR), que tem como Comandante o Major Brigadeiro do Ar Maurício Medeiros. Todas as providências foram tomadas para que a Esquadrilha da Fumaça pudesse fazer esta homenagem à Nossa Senhora. Os membros da esquadrilha chegaram a Belém na sexta-feira, 7, e foram recepcionados na base aérea de Val-de-Cans.

Esquadrão VF-1 completa 23 anos de criação

Em 29 de julho de 1996, o então Ministro de Estado da Marinha encaminhou ao Excelentíssimo Senhor Presidente da República, a carta de exposição de motivos n° 091/96 onde, com base na edição da Lei Complementar n° 069/91, que dispõe sobre o preparo e o emprego das Forças Armadas, participou que a Marinha havia iniciado seus esforços para a correção da grande deficiência com que convivia a Esquadra com a falta de uma arma de interceptação e ataque.
Assim, o 1º Esquadrão de Aviões de Interceptação e Ataque (VF-1) foi criado pela Portaria Ministerial nº 256, de 2 de outubro de 1998, contando com vinte e três aeronaves A-4KU e TA-4-KU, sendo ativado na mesma data, durante as comemorações pelos 82 anos da Aviação Naval. Atualmente está sob o comando do Comandante do Esquadrão VF-1 Capitão de Fragata Eduardo Luís Guimarães de Moura.
Em 30 de abril de 1998, foi assinado um “Purchase Agreement” entre a MB e o Governo do Kuwait para a obtenção de 20 aeronaves tipo A-4KU monoplace e 3 TA-4KU biplace.
Os aviões e todo o seu material chegaram ao Brasil no dia 5 de setembro de 1998, no Porto do Forno, em Arraial do Cabo/RJ, de onde foram levados para a Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia (BAeNSPA).
No 1º Esquadrão de Aviões de Interceptação e Ataque (VF-1) os jatos A-4KU Skyhawk foram designados como AF-1 Falcão (monoposto) e AF-1A Falcão (biposto). Durante a feira de defesa LAAD 2009 foi assinado um contrato entre a MB e a EMBRAER para modernização de 12 aeronaves, sendo 9 A-4KU Skyhawk (AF-1) e 03 TA-4 Skyhawk (AF-1A), visando manter as aeronaves operacionais até 2025. Posteriormente, por razões orçamentárias, o número de aeronaves modernizadas foi reduzido para 6 unidades.
Após a modernização, os jatos receberam as designações AF-1B Falcão (monoposto) e AF-1C Falcão (biposto). Os primeiros pousos de jatos AF-1 pilotados por brasileiros a bordo do NAeL Minas Gerais ocorrem em 18 de janeiro de 2001. Em 30 de julho de 2001 ocorreu o primeiro pouso de AF-1 a bordo do NAe São Paulo. Após a desativação do NAe São Paulo em 2018, o Esquadrão VF-1 passou a operar somente a partir de bases terrestres.

Homenagem

Há 10 anos, a Kite Romaria leva velejadores de Icoaraci até Belém.

Ontem à tarde, Nossa Senhora de Nazaré foi homenageada pelos amantes do kite surf. Cerca de 40 velejadores saíram da orla de Icoaraci e foram até o Ver-o-Rio, como acontece há 10 anos. São aproximadamente 16 km de percurso. Francisco Neto, o “Chicão” é quem organiza a kite romaria.

Mares & Rios

O Comandante Darlei Pinheiro, delegado do SINDMAR, em Belém, e Diretor de Relações Internacionais da FNTTAA, entende que a Resolução do CNIG 42 é fundamental para manter alguns empregos para marítimos nas navegações de cabotagem e apoio marítimo. Na região Amazônica, a Superintendência Regional do Trabalho no Pará é responsável por fiscalizar as embarcações estrangeiras com o propósito de verificar se a RN-42 está sendo cumprida.

O Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, esteve a bordo da Fragata Liberal, juntamente com o Comandante da Marinha Almirante de Esquadra Almir Garnier e do Comandante de Operações Navais Almirante de Esquadra Alípio Jorge para acompanhar o exercício naval de tiros de canhão em alvo.

O BRally se aproxima do dia de partida. Até este domingo, 15 barcos a vela já haviam garantido presença na flotilha que vai de Soure, no arquipélago do Marajó, até a Vila de Alter do Chão, em Santarém, subindo por mais de 20 dias o Rio Mar Amazonas. O evento promete apresentar aos velejadores de várias regiões do Brasil o que há de melhor em experiência na Amazônia. A aventura começa no dia 26 de outubro. Ainda dá tempo de participar!

Hoje, quem está completando idade nova é a Roza Rebelo, da Empresa Amazon Dry Port. Primeiro e único Porto Seco da Amazônia Ocidental com completa e moderna infra-estrutura para a realização dos serviços de recepção, manuseio, armazenagem, movimentação, transporte, despacho aduaneiro e entrega de cargas destinadas à exportação e importação.

Este ano não foi possível acompanhar a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré no tradicional Círio Fluvial. Mesmo assim, é tempo de desejar feliz Círio aos nossos leitores! Que em 2022, possamos estar nos rios e nas ruas formando um mar de gente com segurança e amor! Viva Nossa Senhora de Nazaré! (LOP).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next