NAVEGAÇÃO EM FOCO – Marinha anuncia a melhor oferta para construção do novo Navio de Apoio Antártico

A Marinha do Brasil anunciou no início do mês, o Estaleiro Jurong Aracruz/ SEMBCORP como melhor oferta para construir o novo Navio de Apoio Antártico (NApAnt).
O anúncio da seleção foi feito durante cerimônia realizada bordo do Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) “Atlântico”, com a presença do Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro. “É um dia marcante para todos nós com o anúncio da construção desse navio. Um sinal de respeito e reconhecimento aos nossos estaleiros brasileiros”, afirmou Bolsonaro.
O Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos, destacou que a construção do navio vai gerar centenas de empregos diretos e milhares de indiretos a partir do ano que vem, quando o acordo será assinado.
A construção do NApAnt, que será conduzida pela Empresa Gerencial de Projetos Navais (EMGEPRON), proporcionará incentivo ao desenvolvimento tecnológico e à indústria naval brasileira.
A substituição do Navio de Apoio Oceanográfico “Ary Rongel” potencializa a pesquisa científica e fortalece a presença estratégica do País no Continente Gelado, uma fronteira de conhecimento e potenciais riquezas para futuras gerações.
Tarefas – O novo navio dará apoio logístico ao Programa Antártico Brasileiro (Proantar), por meio do transporte de pessoal e material para a Estação Antártica “Comandante Ferraz” .Também fará transporte de pesquisadores e equipamentos científicos para determinados sítios do continente gelado, onde são necessárias as pesquisas do programa científico nacional. E também coletará dados ambientais em prol da segurança da navegação no Oceano Antártico.

DEV pode ressurgir com a mineração do Amapá

Instalações da DEV, no município de Santana, no Amapá.

Instalou-se na cidade de Santana, no Amapá, a empresa DEV Mineração, uma trading formada pela Cadence Minerals e Indosyno Ferrous, que está em Recuperação Judicial de todos os passivos da antiga ZAMIN Mineração e Anglo Ferrous. Esta retomada teve início em abril deste ano e já foram realizados 10 carregamentos de aproximadamente 50 mil toneladas cada.
Estes carregamentos foram realizados nos píeres das Docas de Santana. A operação portuária é da Serveport, empresa essa que está contribuindo para o ressurgimento da exportação de minério no Amapá.
Ainda há a expectativa de reconstrução da estrada de ferro e construção de um novo porto para escoamento de minério de ferro a partir de janeiro de 2022. A localização deste porto deverá ser onde era o antigo porto da ICOMI.
Vale ressaltar que a retomada desse projeto beneficia direta e indiretamente 2000 famílias nos municípios de Santana, Macapá e Pedra Branca de Amapari e gera lucros não só pra essas cidades, mas receita para o Estado do Amapá.

Diploma – Amigos da Capitania de Macapá

Prático Marcelo Salgado, CF Kaysel Capitão dos Portos de Macapá e Guilherme Teixeira assessor da Pará River.

O Prático Marcelo Salgado, o “Príncipe dos Práticos”, está a todo vapor após o retorno das férias. Presidente da Pará River, empresa de Praticagem da ZP-3, viajou para Macapá, onde participou de ciclos de palestras na Universidade Federal do Amapá. Na Capitania dos Portos do Amapá, foi recebido pelo Capitão dos Portos, Capitão de Fragata Kaysel, e juntamente com assessor da diretoria, Guilherme Teixeira, receberam o diploma de amigos da Capitania de Macapá.

Mares & Rios

Já é expressivo o número de navios da Petrobrás em viagem de longo curso. Principalmente na linha do Oriente. Agora no início do mês de outubro, a empresa estava com sete navios em viagem. É a nossa Marinha Mercante voltando a ocupar seu espaço, gerando novos empregos aos marítimos brasileiros.

Já está em fase de implantação o sistema do marine traffic satellite, da Cooperativa Unipilot, em Fazendinha. O equipamento irá auxiliar a navegação no trecho da Barra Norte do Rio Amazonas, monitorada pela atalaia de Macapá.

Os palestrantes do XXI CEPE da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG) na semana passada foram o Coronel Landim, Comandante do 2º Batalhão de Infantaria de Selva (2º BIS) e o Dr. Antonio Claudio Fernando Farias, presencialmente. Também participou do evento, de forma virtual, o Major Brigadeiro do Ar Ricardo.

O Porto de Santarém, que hoje é responsável por um número expressivo de embarque de grãos, é sem dúvidas, um dos principais Portos do Arco Amazônico e está sendo responsável pelo grande desenvolvimento da Região do Baixo Amazonas (LOP).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next