CONVÉS PRINCIPAL – Oficial Superior na reserva se torna Veterano da Marinha do Brasil

Capitão de Mar e Guerra José Alexandre Santiago da Silva

O ilustre Capitão de Mar e Guerra José Alexandre Santiago da Silva, hoje na reserva de nossa briosa Marinha do Brasil, tem muito que comemorar.
No dia 25 de Outubro, oficialmente se tornou um “Veterano” da nossa briosa força de mar, após dedicação a uma carreira brilhante que trilhou ao longo de sua trajetória.
O Comandante Santiago exerceu diversos cargos e funções durante seu Oficialato, sendo a de “Capitão dos Portos da Amazônia Oriental” (CPAOR) uma de maiores destaques, onde essa região é considerada das mais movimentadas no país, uma vez que “os rios são as estradas naturais”.
Hoje, o Comandante presta relevantes serviços na empresa “Megalogísitica”, situada em nossa capital Belém. Inclusive interagiu com nossa “Universidade do Mar”, coordenando visitas dos Alunos da EFOMM aos navios que demandam o porto de Vila do Conde, no Pará.
Conhecido como “Gigante” pelo nosso querido mestre jornalista “Alyrio Sabbá”, por sua elevada estatura, seu profissionalismo e sua fina educação são características marcantes, onde o colunista pode endossar, tendo a amizade até o presente.
Ao grande amigo, desejamos sucessos contínuos nessa nova etapa de sua vida, agradecendo por ter servido e protegido o nosso país.
Que a proteção do Todo Poderosos esteja com vossa família.

Dia do Professor é comemorado no CIABA com inauguração especial

Descerramento da placa de inauguração da Sala de Pesquisa do Corpo Docente do CIABA

A nossa “Universidade do Mar” que é o “Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar”, além de formador e aperfeiçoador da mão de obra para a Marinha Mercante Brasileira, também vem se destacando como grande reconhecedora dos seus profissionais, que trabalham em prol da nação.
No último dia 18 de Outubro, uma categoria desses exemplares profissionais recebeu importante homenagem pelo seu Comandante, Capitão de Mar e Guerra Josué Fonseca Teixeira Júnior e sua Tripulação: o Dia do Professor.
Os professores e Mestres sempre têm participado e colaborado de maneira ampla para o cumprimento da missão do Centro, por isso a homenagem foi de grande magnitude, servindo para motivar e reconhecer àqueles que se empenham em transmitir os conhecimentos às futuras gerações.
O evento também promoveu o “1º Concurso de Redação – Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”, através da Superintendência de Ensino, com o tema ”Na jornada de ensinar e aprender, professores escrevem o futuro”. Três alunos que tiveram as melhores redações e receberam premiações, conforme critérios estabelecidos.
Professores e Instrutores que se destacaram no período compreendido entre Outubro de 2020 à Outubro de 2021 também foram premiados nas seguintes categorias: Professor do Magistério Superior Professor do Magistério Militar Naval e Instrutor da Femar.
In memorian, o professor Paulo Vítor Zigmantas e a professora Silvia Mourão Cavalcante, ambos falecidos nesse ano, foram homenageados pelo legado de abnegação pela carreira e compromisso com o discente. Sem dúvidas uma das mais belas homenagens prestadas pelo Centro.
A Superintendência de Ensino do CIABA ganhou mais um belo espaço: a Sala de Pesquisa do Corpo Docente “Professor Paulo Vítor de Matos Zigmantas”
O evento contou com as participações do Corpo Docente, Corpo Discente, e da Tripulação do CIABA. Em virtude da situação epidemiológica atual, o evento foi restrito e teve a participação apenas do pessoal diretamente envolvido.

Navegando

O professor Miralha, que noticiamos na última edição, na verdade hoje se encontra aposentado, após ter formado várias gerações de mercantes. Que possa aproveitar junto a seus entes familiares. Com certeza deve sentir falta das grandes navegações.

No primeiro dia do mês de novembro, o colunista e sua tripulação estarão chegando no porto de Angra dos Reis (RJ), após cumprir uma extensa viagem até Singapura e Malásia. Foram um pouco mais de três meses e o navio cumpriu suas missões de navegações e operações. Os valorosos homens do mar que estiveram ao meu Comando estão de parabéns. Repouso merecido pela frente.

Agradável conversa sempre com o Capitão de Mar e Guerra Josué Fonseca Teixeira Júnior, que comanda o CIABA. Ele sempre lê a coluna, enviando comentários e elogios pelas matérias que são publicadas. Essas palavras, sem dúvida, meu amigo, ajudam-nos a sempre seguir no caminho certo de melhoria contínua.

Ponto Estrela feito pelo colunista por ocasião do Crepúsculo Vespertino, onde determinamos a posição do navio exatamente às 19:31 horas do dia 25 de Outubro de 2021 foi compartilhada nas redes sociais. É um cálculo bonito, porém trabalhoso. Esperamos que tenha ajudado muito aqueles que estão na carreira de Oficial de Náutica, e em alguns casos, de Oficial de Máquinas, como foi o caso do nosso amigo Saymon Afonso, que mesmo sendo maquinista, aprendeu a bordo do Navio-Escola “Brasil”.

O Capelão Pastor Silas Fernandes Pereira, da 1ª Igreja Batista em Porto de Galinhas, no Estado de Pernambuco, recentemente esteve nos Estados Unidos, em missão honrosa. Ele que sempre está se inteirando dos assuntos de Marinha Mercante e Portuários. Foi de quem partiu a ideia de Capelania a Bordo, porém ainda não foi para frente devido muitos não acreditarem. Não custava nada tentar, vai que dá certo. Em minha opinião acredito que funcionaria.

O Capitão de Longo Curso Alvaro José de Almeida Júnior, Presidente do “Centro dos Capitães da Marinha Mercante”, está sempre atuando em prol das nossas marinhas. Na sua gestão foram criadas a Bandeira e o Hino da Marinha Mercante Brasileira. Isso também contou com as participações do Almirante de Esquadra (RM1) Eduardo Bacellar Leal Ferreira e do Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho.

A luta para que a Marinha Mercante Brasileira tenha um Navio-Escola para os estágios de Praticagem dos futuros Oficiais e adestramentos de várias funções da guarnição continua. O Comandante Álvaro iniciou a demanda que esperamos um dia se concretizar.

O Capitão de Mar e Guerra (RM1) Miranda esteve conversando muitos assuntos com o colunista durante o mês de Abril. Ele, quando na ativa, foi Capitão dos Portos do Estado da Bahia (CPBA). Atualmente exerce a função de inspetor de “Port State Control”, realizando inspeções e vistorias em navios de bandeira brasileira e internacionais. Ao amigo, deixo um grande abraço.

Várias empresas de apoios marítimos estão na espera de conseguirem novas contratações até o final do corrente ano. Muitas precisaram se adequar as solicitações dos clientes. Pra variar, ainda veio a pandemia do Covid-19, que elevaram os custos. Como bem dizemos: a Marinha Mercante não parou, mesmo tendo a perda de muitos colegas. Que Deus os receba de braços abertos. Cumpriram sua missão nesse mundo.

O “Instituto Histórico e Geográfico do Pará” (IHGP) estará realizando nessa data, a partir das 19 horas, a live em homenagem aos 100 anos de nascimento de Eládio Corrêa Lobato, Escritor Miriense, Terceiro Ocupante da Cadeira Nº 19 do IHGP. Recomendo a palestra. Segue o link:
https://www.youtube.com/watch?v=tHSz-FYo-5o

A família Sabbá tem grande tradição na Marinha Mercante. O 2º Oficial de Náutica Roberto Benedito Nunes Sabbá viajou com o colunista, quando no comando do gaseiro “Guaporé”. Fazíamos muita navegação astronômica, que era um dos seus fortes. Juntamente com a Imediata Ludmilla, Chefe de Máquinas Aluizio e o Sub-Chefe de Máquinas Rodrigo, a frente de uma grande tripulação, o navio com quase 30 anos era considerado um dos melhores da frota. E não fui eu quem disse. Foi o “UK P&I Club”.

Vários filhos de Oficiais da Marinha Guerra ingressaram na carreira da Marinha Mercante. Na turma que se formará em dezembro, o filho do Capitão de Mar e Guerra Santiago estará presente. As ansiedades dos papais e mamães devem estar mais acentuadas do que a dos formandos. Tudo dará certo e em breve estarão recebendo a tão sonhada platinas de Praticantes nos seus ombros.

Vai chegando ao fim mais um embarque do colunista. Graças ao bom Deus navegamos com tranquilidade, operamos com eficiência e no momento retornamos para nossa Pátria Amada Brasil. Mesmo atarefado com várias demandas a bordo, cumprimos nossa missão de publicar a coluna, feita durante o período de repouso. E olha que teve gente que foi contra isso. Só não tiveram a coragem de dizer. Mas é uma outra história que depois contarei com o devido momento. (RM).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next