Praticagem do Brasil lança marca adaptada a novos tempo

Não é fácil abandonar uma marca, especialmente uma que cumpriu tão bem o seu papel. Mas é preciso se renovar de tempos em tempos e se adaptar aos desafios modernos. E talvez o principal deles hoje seja ter uma boa performance visual em um mundo multiplataforma, dos pequenos dispositivos digitais aos grandes formatos. Por isso, o Conselho Nacional de Praticagem parou para revisitar o seu branding e o de seu logotipo Praticagem do Brasil, criado para ampliar o conhecimento do público sobre a atividade de conduzir os navios nos portos.

Foram meses de estudo do comportamento das marcas de entidades de praticagem no Brasil e no exterior, análise da nossa identidade e construção interna do novo posicionamento, por meio de reuniões com os conselheiros institucionais do Conselho Nacional de Praticagem. O resultado é um redesenho que agrega capacidade de representação, posicionamento assertivo dentro do segmento do shipping e linguagem gráfica adequada aos desafios da comunicação no século XXI.

Após ampla discussão, adotou-se o sistema de arquitetura de marcas, no qual a Praticagem do Brasil é a marca-mãe voltada ao público externo e endossa as submarcas do Conselho Nacional de Praticagem, que representa as entidades de praticagem no país; da Federação Nacional dos Práticos, que atua no âmbito trabalhista; e do futuro Instituto Praticagem do Brasil, voltado ao treinamento dos práticos. Essa estrutura gera transferência de reputação, maior recall e sinergia entre as organizações.

O símbolo remete à visão frontal da proa de um navio, envelopado pelas cores da bandeira Hotel, branca e vermelha, que sinaliza a presença de prático a bordo nas embarcações. As ondas trazem a ideia de movimento, eficiência e segurança das operações conduzidas pela praticagem. As formas geométricas puras e a simetria sugerem conceitos como racionalidade e precisão. Já a tipografia tem personalidade e causa impacto em diferentes dimensões.

– Inovamos para tornar mais clara a nossa comunicação em meio a inúmeros aparatos tecnológicos de divulgação. Procuramos criar identificação com o nosso público interno e nos conectar com as demais pessoas, sem perder de vista o posicionamento da eficiência e segurança das operações. Afinal, essa é a nossa missão: agilizar a movimentação portuária com proteção para a sociedade e o meio ambiente – explica o presidente do Conselho Nacional de Praticagem, prático Ricardo Falcão.

Por Portal da Navegação, via PRATICAGEM DO BRASIL.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next