40 mil estivadores podem deflagrar greve geral nos portos brasileiros nesta semana

O presidente do Sindicato dos Estivadores de Paranaguá (Sindestiva), Izaias Junior, convocou uma assembleia geral para as 13h desta segunda-feira (06/12) com o objetivo de aprovar indicativo de greve geral na categoria.

Os estivadores de todo o país se insurgem contra o Projeto de Lei 3.771/21, deputado federal Júlio Lopes (PP-RJ), que retira direitos dos trabalhadores portuários em geral, registrados e cadastrados legitimamente no OGMO (Órgão Gestor de Mão de Obra), trazendo possibilidade de contratação de trabalhador de fora do sistema legal –de maneira precarizada.

Segundo Izaias Junior, o PL do parlamentar fluminense pode colocar mais de 40 mil trabalhadores brasileiros na rua. Em Paranaguá e Pontal do Paraná, por exemplo, cerca de mil trabalhadores da estiva correm risco de perder o emprego se a proposta prosperar.

O presidente da Sindestiva afirma que o movimento paredista é nacional e tem articulação de outros 15 sindicatos por meio da Federação Nacional dos Estivadores (FNE).

Nesta terça (07/12) e quarta-feira (08/12), em Brasília, os dirigentes dessas entidades realizarão um encontro para deliberar sobre a greve geral nos portos.

A paralisação só não ocorrerá se o projeto de Júlio Lopes for retirado definitivamente de pauta, explicou o representante dos estivadores.

O PL 3.771/21 encontra-se na mesa diretora da Câmara (clique aqui para ler a íntegra).

Por Portal da Navegação, via Blog do Esmael.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next