Amazonas – Ramos consegue excluir AM da BR do Mar e evita peso no custo de vida

Ação do vice-presidente evitou perda de empregos e aumentos na energia e combustível nos municípios

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL), discursou em plenário para agradecer aos parlamentares que atenderam o seu apelo e deixaram de fora do projeto de lei do BR do Mar a navegação nos rios.
A medida visa a estimular a cabotagem costeira marítima, porém, o texto inicial previa as mesmas regras para o transporte fluvial. Se o projeto fosse aprovado como estava, segundo Ramos, haveria prejuízos à geração de empregos na construção naval e no custo de vida da população do interior do Amazonas.
“Esta é mais uma conquista nossa em defesa dos empregos, uma vez que o projeto previa a redução do adicional de frete do transporte de combustível. Isso geraria uma elevação nos preços e, em cascata, da energia e do custo de vida da população do interior, já que tudo que chega nos municípios vem pelos rios,” disse.
Ramos argumentou com seus pares sobre o impacto que o projeto traria aos municípios e que, por se tratar de BR do Mar, a navegação nos rios deveria merecer um projeto específico para o transporte fluvial, que seria discutido posteriormente.
“O povo do interior do Amazonas já paga um combustível a R$ 7,50 o litro e tem suas cidades atendidas com usinas termelétricas a diesel. Num momento de crise econômica e alta de inflação, não poderia ser mais prejudicado” afirmou.
O projeto BR do Mar segue agora à sanção presidencial.

Por Portal da Navegação, via BNC Amazonas

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next