CONVÉS PRINCIPAL – 8º Encontro de Autoridades realizado na Câmara Municipal de Duque de Caxias (RJ) condecora Oficiais da Marinha Mercante

Cerimônia realizada na Câmara Municipal de Duque de Caxias.
Comendador Rodrigo Agostini presidiu o evento.
Autoridades Civis e Militares, além das presenças de sete emissoras de televisão, prestigiaram o evento.
O Vereador Alex Freitas recebeu a Medalha Policial Lei e Ordem da CLC Hildelene Bahia.
O CLC Francisco César Monteiro Gondar recebeu a Medalha Duque Caxiense.
Representantes da Marinha Mercante (CLC Hildelene e CLC Gondar) ao lado do Vereador Alex Freitas e Comendador Rodrigo Agostini.

Importante Cerimônia ocorreu na Câmara Municipal da cidade de Duque de Caxias, região metropolitana do Rio de Janeiro (RJ), no dia 24 de Novembro de 2021 com o “8º Encontro de Autoridades”, promovido pela “Associação Internacional dos Embaixadores da Paz” (AIEB-Brasil), tendo a presença do seu Presidente, Comendador Rodrigo Agostini.
O evento contou com sete redes do sistema de televisão e se destinou a entregas de horarias, comendas e moções, através de medalhas e certificados, para as personalidades civis e militares que tenham se destacados nos exercícios de suas funções e na manutenção da paz ao longo do ano de 2021.
Entre os agraciados estavam Vereadores de Duque de Caxias, representantes de Órgãos Públicos e Privados, Policiais Civis, Militares e Corpo de Bombeiro do Rio de Janeiro, e claro, Oficiais Comandantes da Marinha Mercante Brasileira.
A solenidade entregou as seguintes comendas: “Moção Heróis do Ano 2021”, Medalha de Mérito Tiradentes (ABFIP), Medalha de Mérito Policial Lei e Ordem, Medalha Duque Caxiense e Moção da Câmara Municipal.
Os agraciados da Marinha Mercante Brasileira foram o Capitão de Longo Curso Francisco César Monteiro Gondar, Capitã de Longo Curso Hildelene Lobato Bahia e o colunista Capitão de Longo Curso Ricardo Monteiro da Fonseca.
O Capitão de Longo Curso Francisco César Monteiro Gondar foi o único a receber a Medalha de Mérito Duque Caxiense, entregue pelo Vereador Alex Vieira e Comendador Rodrigo Agostini.
As Moções “Heróis do Ano 2021” foram entregues aos três Oficiais da Marinha Mercante. Além do CLC Gondar, também receberam a CLC Hildelene, representando também a classe feminina no mar e o colunista.
A Cerimônia deixou todos os presentes comovidos com os reconhecimentos de suas atividades, sendo o bom exemplo, a ordem, disciplina e o relacionamento com a sociedade os pontos de destaques dos agraciados. O colunista receberá a Moção, posteriormente, em Cerimônia a ser realizada no Rio de Janeiro.
A coluna envia um efusivo “Bravo Zulu” aos agraciados.

Pelo seu especial conteúdo, publicamos na íntegra a mensagem do Almirante Leal Ferreira

Almirante de Esquadra Leal Ferreira, no CIABA, quando ainda Comandante da Marinha, ao lado CLC Menezes.

Manifesto o enorme orgulho de ver o novo planetário do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar ser batizado com o nome do meu pai, Almirante Luiz Leal Ferreira. À Marinha do Brasil, na pessoa do Comandante de Operações Navais, que preside essa cerimônia, Almirante Alípio Jorge Rodrigues da Silva, do Comandante do Quarto Distrito Naval, Almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa, do ex-Comandante, Almirante Valter Citavicius Filho, e do Comandante do CIABA, Comandante Josué Fonseca Teixeira Junior, bem como ao meu amigo CLC José Menezes Filho, figura exemplar de homem do mar, aos estimados Práticos e a todos os envolvidos na feliz iniciativa, os profundos e sinceros agradecimentos de toda a família: sua esposa Lygia, seus filhos, netos e bisnetos.
O Almirante Luiz Leal Ferreira comandou o Quarto Distrito Naval por quase três anos, entre 1980 e 1983, e sempre manifestou que essa foi uma das mais empolgantes e gratificantes fases de sua carreira. Durante seu Comando, e em consonância com sua enorme convicção na importância da educação na construção de um país mais próspero e justo, muito especialmente nos aspectos inerentes ao Poder Marítimo, dedicou especial atenção ao aperfeiçoamento e fortalecimento do CIABA.
Marinheiro por excelência, era um grande apaixonado pela navegação astronômica. Estudava-a, primeiro como uma ferramenta imprescindível à sua profissão, depois, com o avançar da carreira, como um agradável hobby. Dizia sempre que a nossa vocação é fascinantemente bela, porque é arte, é ciência, é crescente amor. Não podia imaginar que o GPS pareceu eliminar a necessidade da navegação pelos astros, para depois os hackers e a guerra cibernética ressuscitarem-na como único processo totalmente seguro e independente de estabelecer a posição no mar.
Alunos e Alunas do CIABA, o Planetário ora inaugurado vai preencher uma importante lacuna na sua formação, não só como assessório de ensino imprescindível, mas também como elemento motivador para desvendar os segredos da profissão que escolheram. Tenho certeza que saberão tirar o máximo proveito de todas as potencialidades que ele oferece. Formulo os votos que os senhores e senhoras sejam sempre muito felizes e realizados como Oficiais da Marinha Mercante.
Por fim, aproveito o momento para manifestar a todos os presentes os desejos de um Feliz Natal e Próspero 2022. Que a estrela de Belém nos guie por singraduras sempre seguras.
Eduardo Leal Ferreira
Almirante de Esquadra RM1

CIABA inaugura nova sala para os Alunos da EFOMM

Descerramento da Placa de Inauguração da Sala “Nortepilot”.
Público presente na inauguração da Sala de Aula “Nortepilot”.

No dia 06 de Dezembro, uma nova sala de aula foi inaugurada no “Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar” (CIABA), nossa “Universidade do Mar”.
Com o nome de “Nortepilot”, o Projeto Sala de Aula Padrão tem como propósito apoiar a infraestrutura de ensino destinada à formação dos futuros Oficiais da Marinha Mercante.
O espaço revitalizado teve a parceria da empresa de Praticagem “Nortepilot”, representada pelo Sócio-Fundador, Sr. Luiz Omar Pinheiro, colunista do jornal “O Liberal” e do “Portal da Navegação”.
O evento ainda contou com as presenças do Almirante de Esquadra Leonardo Puntel (Ministro do Superior Tribunal Militar), do Vice-Almirante Sergio Renato Berna Salgueirinho (Diretor de portos e Costas) e de representantes do Corpo Docentes, do Corpo Discente e da Tripulação do CIABA.
Em virtude da situação epidemiológica atual, o evento foi restrito e teve a participação apenas do pessoal diretamente envolvido. (Colaboração e fotos: Assessoria de Comunicação Social – CIABA).

Navegando

Por ser rara a presença do Comandante da Marinha presidindo a formatura dos Alunos do CIABA, os formandos de 2017 se sentiram muito honrados por terem o Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, filho do saudoso Almirante de Esquadra Luiz Leal Ferreira, os prestigiado na solenidade de Declaração de Praticantes daquele ano.

Um dos textos que o nosso mestre jornalista Alyrio Sabbá citava em sua coluna, que representa uma grande verdade, vinha do saudoso Rômulo Maiorana que dizia: “os ingratos têm pelo menos uma qualidade, depois de servidos ele desaparecem”.

Agradecimentos ao jornalista Catette Fonseca pela homenagem, em sua rede social, ao colunista e ao Capitão Mar e Guerra Robson Clair por ocasião da passagem do Dia do Marinheiro, comemorado em 13 de Dezembro.

O Capitão de Longo Curso Antônio José Filo Creão Garcia, que é um dos grandes mestres do CIABA, foi escolhido como “Professor Destaque 2021” pelos formandos da EFOMM. Escolha mais que merecida, onde várias gerações de mercantes, principalmente de Náutica, tiveram-no como professor.

No presente ano, que em breve estará findando, foram computados 273 incidentes SAR na área de responsabilidade do MRCC / Salvamar Brasil, com um índice de 76% de sobreviventes. O resultado representa o esforço contínuo da Marinha em prol da salvaguarda da vida humana no mar.

O Capitão de Longo Curso Marco Antônio Silva Carvalho e sua tripulação agora navegam no sul da África com destino a Singapura. Ele que não esquece os amigos de Belém. Inclusive guarda as fotos de lembranças para aqueles mais próximos. Boa viagem no Oceano Índico.

Em 16 de Novembro, um trabalho integrado foi iniciado entre o Centro de Coordenação de Salvamento Marítimo Brasileiro (MRCC – Salvamar Brasil) e Centro de Controle do Tráfego Marítimo (CCTRAM). Com certeza será um ganho para os tripulantes de embarcações na nossa costa e via interiores.

O Hospital Naval de Belém (HNBe) foi condecorado com a Medalha de Mérito Tamandaré no último dia 13 de Dezembro. A Capitã de Mar e Guerra Mônica Medeiros Luna, atual Diretora, com o dever cumprido, estará transmitindo o cargo em Janeiro do próximo ano. Parabéns, doutora, e a toda a tripulação do hospital.

O texto final da “BR do Mar”, aprovado na Câmara Federal, incluiu a renovação do Reporto por dois anos e exigência mínima de 2/3 de tripulantes brasileiros. Agora irá para sanção presidencial, onde acreditamos que não haverá problemas, uma vez que o PL original abrangia o que está escrito.

O Chefe de Máquinas Alberto Valterdes, que por longos anos esteve embarcado nos navios gaseiros de uma empresa estatal, agora desfruta de aposentadoria junto a sua família, já alguns anos, em Fortaleza (terra boa). O colunista teve a oportunidade de embarcar com o Chefe no NT “Grajaú” eNT “Guaporé”. Bons tempos eram aqueles.

O Capitão de Cabotagem Allan Moreira, Imediato do MV “Log In Endurance”, que ao lado da “Aliança Navegação”, atualmente são as melhores empresas de bandeira brasileira, esteve operando no porto de Pecém, no Ceará. O seu navio está se preparando para mais uma pernada.

Por falar em Aliança, a empresa construirá duas barcaças e dois empurradores no famoso Estaleiro Rio Maguari, em Belém (PA), com previsão de entrega em até três anos. Trinta vagas para tripulantes, que será 100% nacional, serão criadas. É a Aliança expandindo horizontes, enquanto algumas empresas de navegação vão definhando mais a cada dia.

A Marinha do Brasil, através da Diretoria de Portos e Costas, disponibilizou em seu site o “Programa de Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários” (PREPOM-2022). Para acessar e baixar o arquivo em pdf basta acessar o site da DPC.

Aos poucos o setor marítimo internacional vai respirando com a pandemia de Covid-19. Apesar de ser um dos setores que não interromperam suas atividades, o mesmo não aconteceu com os navios de cruzeiros. O Rio de Janeiro voltou a receber os navios de passageiros. Vinte e cinco navios ainda são esperados com aproximadamente 170 mil pessoas.

O colunista, pensando em férias para as matérias da coluna durante as festas de final do ano, devido a quantidade de informações recebidas e pelo grande número de acessos, prosseguirá com a virada do ano levando as notícias do nosso setor. Agradeço aos leitores e conclamo a participar sempre do “Convés Principal”. (RM).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next