Terminal Hidroviário de Santarém será administrado pelo município; visita técnica é realizada

O Terminal de Santarém vai atender mais de 310 mil pessoas da região do Baixo Amazonas e Calha Norte.

Andria Almeida

A obra do Terminal Hidroviário de Santarém, oeste do estado, está na fase final da construção. O espaço vai ser administrado pelo município de Santarém, a decisão foi tomada em uma acordo firmado em 2021 com o Governo do Estado. Hoje, 4 de dezembro, houve uma visita técnica feita pelo prefeito Nélio Aguiar, secretários, coordenadora da Divisão de Portos e engenheiros.

“Em março do ano passado nós conversamos com o governador Helder e tomamos a decisão de assumir a operação do terminal, na verdade vamos unificar as operações do DER e do Terminal Hidroviário”, afirmou Nélio.

O acesso ao terminal é pelo bairro da Prainha, e esse acesso tem sido motivo de reclamações por conta da falta de infraestrutura de algumas vias. No entanto, existe promessa de melhoria nas ruas em torno do empreendimento público, em afirmação feita pelo prefeito da cidade. O terminal deve ajudar ainda no fluxo no porto do DER.

O transporte fluvial é um dos principais meios utilizados na região e considerado o porto mais moderno do Brasil. O objetivo é atender mais de 310 mil habitantes da região do Baixo Amazonas e Calha Norte. O local já possui autorização da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) para operar na região do Baixo Amazonas desde 2019.

Estrutura

O espaço terá 3.600 metros quadrados de área construída, 16 guichês para venda de bilhetes, guarda-volumes, sistema de climatização, banheiros masculino, feminino e para pessoas com deficiência, farmácia, três lanchonetes, restaurante, carrinhos para bagagens e cadeiras de rodas. A sala de espera vai contar com 1.205 cadeiras e rede wi-fi gratuita.

Haverá, ainda, espaços para instalação de lojas e quiosques, e salas para órgãos de Segurança e Justiça, como Polícia Militar, Conselho Tutelar e Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos do Pará (Arcon). Já o terminal de cargas terá um galpão com mais de seis mil metros quadrados para abrigar os utensílios dos passageiros.

Para auxiliar no embarque e desembarque de passageiros, o espaço terá rampa metálica biarticulada, passarela coberta em concreto e flutuante com oito fingers, para atraque das embarcações. Na área externa, vai dispor de estacionamento com 5.800 metros quadrados e vagas para carros, motocicletas e bicicletas, além de pontos para táxis e ônibus. A construção do terminal também representa a criação de postos de trabalhos, com a geração de 700 empregos diretos e 150 indiretos na região.

Por Portal da Navegação, via Agência Santarém.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next