CONVÉS PRINCIPAL – Centro dos Capitães ministra palestra sobre Marinha Mercante na “Escola de Guerra Naval”

CLC Câmara palestrando sobre Marinha Mercante na EGN.

Na quarta-feira (02) o “Centro dos Capitães da Marinha da Mercante” (CCMM) ministrou importante palestra para a Turma C-PEM 2022 (Curso de Política e Estratégias Marítimas) da “Escola de Guerra Naval” (EGN).
Representados pelos Capitães de Longo Curso Plínio Calenzo (1º Vice-Presidente) e Joselito Câmara (2º Vice-Presidente), o tema abordado foi sobre a Marinha Mercante.
Atualmente nessa Turma, dois grandes amigos do colunista fazem parte: o Capitão de Mar e Guerra Josué Fonseca Teixeira Júnior, que recentemente comandou o CIABA, e o Capitão de mar e Guerra (IM) Luiz Claudio Otranto Alves, que foi Diretor do CeIMBe.
A Turma é composta por 17 Capitães de Mar e Guerra do Corpo da Armada (CA), 4 Capitães de Mar e Guerra do Corpo de Intendentes (IM), 6 Capitães de Mar e Guerra do Corpo de Fuzileiros Navais (FN), 7 Capitães de Mar e Guerra médicos, 1 Coronel do Exército Brasileiro, 1 Coronel da Força Aérea Brasileira, 1 Capitão de Longo Curso da Marinha Mercante, 1 Policial Federal e 1 Servidor Civil da Marinha do Brasil, totalizando 38 Alunos.
O Diretor da EGN é o Contra-Almirante João Alberto de Araújo Lampert. O Coordenador do C-PEM é o Capitão de Mar e Guerra Alexandre Motta de Sousa.
Bom curso aos Alunos!

Relembrando a comemoração dos 10 Anos da Formatura da Primeira Turma de Mulheres do CIABA

CLC Álvaro Almeida, CC (T) Vitória Régia, CLC Gondar e CLC Hildelene.
Primeira Turma de Mulheres (2000) ao lado de representantes do CCMM e do Sindmar.

Na viagem do tempo da Marinha Mercante relembramos os 10 Anos em que a primeira turma de mulheres se formou na “Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante” (EFOMM) do “Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar” (CIABA).
O evento realizado em 2010 contou com as presenças do Capitão de Longo Curso Alvaro José de Almeida Júnior, Presidente do CCMM, e do Capitão de Longo Curso Francisco César Monteiro Gondar, além de diversas autoridades civis e militares. (Fotos: Luis Celso).

Normam-30 permite treinamento em simuladores para Praticantes do “Prest”

Simuladores certificados complementarão os dias de embarques dos Praticantes.

Isso mesmo. Haverá uma equivalência de dias de simulador com os dias de embarque para Praticantes que já estejam realizando o “Prest”. A própria Normam-30, da “Diretoria de Portos e Costas” (DPC), baseando-se em Regras da Convenção STCW-78, como emendada, estipula o seguinte:
05 dias de simulador corresponde a 15 dias de embarque.
10 dias de simulador corresponde a 30 dias de embarque.
15 dias de simulador corresponde a 60 dias de embarque.
Os simuladores deverão ser certificados por uma Sociedade Classificadora reconhecida pela “International Association of Classification Societies – IACS” e complementará os tempos de embarques dos Praticantes Oficiais de Náutica e de Máquinas.

Marinha realiza inspeção e manutenção de auxílios à navegação no Rio Pará

Navio Balizador “Denébola” próximo ao farolete “Boiuçu”.

No período de 21 de Janeiro à 1º de Fevereiro, o “Centro de Hidrografia e Navegação do Norte” (CHN-4) realizou inspeção e manutenção dos auxílios à navegação, no total de oito.
Foi utilizado o Aviso Balizador “Denébola” (nome dado à uma estrela) na ação no Rio Pará, bem como na região dos Estreitos, com o objetivo de incrementar a segurança da navegação.
O CHN-4 vem elevando seu índice de eficácias para mais de 20% com o restabelecimento de sinais fixos e flutuantes. (Foto e colaboração: CHN-4).

RUMO CERTO

  • O Capitão de Longo Curso José Menezes Filho recebeu mensagens dos Alunos que estavam na foto ao seu lado em matéria sobre astronomia. Um dos citados erroneamente estava com nome Carvalho. Na verdade, trata-se do Aluno Silvestre. Corrigido.
  • O 2º Oficial de Máquinas Gilberto Fonseca Torres foi um dos tripulantes que cursou o ACOM (Acesso a Oficial de Máquinas) alguns anos atrás. Ele que veio de Suboficial na categoria de Condutor-Bombeador.
  • O Bombeador Márcio, a bordo do NT “André Rebouças” já com agenda cheia para seu repouso: cursos de CEBA e ESOP no CIAGA, além do Curso de Defesa Contra Faca, na Escola “Bukan de Krav Maga” em São Paulo.
  • O CIABA já se preparando para a Aula Inaugural dos Alunos do 1º Ano que recentemente terminaram a Adaptação. O Capitão de Corveta (T) Antônio Rodrigues da Silva Neto é o Superintendente de Ensino.
  • Os navios gaseiros que compõe a frota de uma empresa estatal, prestando serviços para a Petrobrás estão operando no porto de Miramar em Belém (PA). O Gerente do Terminal de Belém é o grande amigo Tiago.
  • Quando no Comando do NT “Oscar Niemeyer”, o Gerente Tiago visitava a embarcação e a tripulação, ao lado do saudoso Capitão de Longo Curso Vasconcelos.
  • Outro grande amigo, que visita o colunista a bordo é o Gerente Maia, do Terminal “Almirante Barroso” (TEBAR), no porto de São Sebastião (SP).
  • O Tebar sempre enviou representantes ao navio sob o Comando do colunista, por ocasião de eventos ou cerimônias, como a Sra. Sara. Ela esteve a bordo na comemoração do 1º Aniversário do NT “Abdias Nascimento”.
  • O Agente Wadson atua de maneira incansável nos portos de Salvador, Aratu e Madre de Deus (BA), atendendo grande demanda de navios.
  • O Capitão de Longo Curso João de Sousa Santos Neto, piauiense que usa sandálias “mocó” está meio sumido do mapa.

Navegando

Mais uma apreensão realizada pela Marinha do Brasil, através do Comando do 4º Distrito Naval. O Navio-Patrulha “Pampeiro”, subordinado ao “Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte” apreendeu o empurrador “Elson Camera”, juntamente com a balsa “Iracema” que estava com excesso de carga. Durante a inspeção, foi notada também a ausência de documentos da balsa e do empurrador.

A empresa “Norsul” vem expandindo seus horizontes. Segundo informações, estaria buscando a possibilidade de contratação de navio com até 88.000 DWT por durante um ano, com entrega no distrito de Fazendinha, em Macapá (AP). Só não se sabe se essa contratação já seria em adesão a “BR do Mar”.

O navio “Ayruoca”, que foi tema de nossa coluna, afundou em 1945 após colidir com outro navio perto da cidade de Nova York. Essa embarcação foi operada pelo Governo Brasileiro através da Companhia de Navegação “Lloyd Brasileiro”.

Para quem viveu uma época de falta de emprego alguns anos atrás, a Marinha Mercante volta a ter várias opções na área de Apoio Marítimo e nas empresas de navegação. Vários colegas que estavam desempregados e sem expectativas, agora escolhem as empresas que oferecem melhores condições.

Notícias chegam ao colunista que tem uma instituição de renome que ameaça seus funcionários com aplicação de punições caso não respondam os e-mails com prazos estipulados, diga-se de passagem, muitos curtos por sinal. Gerenciamento não é por aí. Sabemos que a demanda de mercado são muitas e complexas em alguns casos. A burocracia é pra ser usada a favor e não contra.

Segundo dados da Antaq, as navegações de Cabotagem e de Longo Curso tiveram crescimento de 5% em relação a 2020. O registro consta na movimentação de 288,3 milhões de toneladas na Cabotagem em 2021. Já no Longo Curso, mais da metade das exportações nacionais foram para a China. Já a navegação interior registrou queda de 6%.

Na quinta-feira (03) ocorreu a deliberação da 1ª regulamentação da “BR do Mar” pela Antaq. A agência discutiu a aprovação de artigo que trata das regras aplicáveis aos afretamentos de embarcações. Aguardaremos a divulgação do resultado.

O Diretor da Antaq, Sr. Adalberto Tokarski concluirá seu mandato no próximo dia 18 de Fevereiro, após aproximadamente 8 anos, onde está desde 2014. Em suas palavras: “Saio certo que vou ficar na história dessa agência”. Isso é uma certeza.

O nível do Rio Tocantins já baixou cerca de 2 metros. Mais de mil famílias que ainda continuam em abrigos já sentem esperança em voltar para casa tão logo seja possível. O risco ainda existe segundo a Defesa Civil de Marabá. Parabenizamos o Governo do Estado, Prefeitura e vários órgãos que ajudaram nos traslados dos moradores e continuam prestando a devida assistência.

O colunista já se prepara para assumir o Comando do NT “André Rebouças”. Após 2 anos em vários navios, será a primeira nessa década que retorna para a mesma embarcação. Juntamente com o Capitão de Longo Curso Luciano Rodrigues, a certeza de que um ótimo trabalho terá continuidade. (RM).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next