Distrito Naval assina protocolo para implantação de sistema na barra norte do rio Amazonas em Belém

O sistema integrado de coleta e processamento de dados calcula o quanto um navio pode aumentar o seu volume submerso

Na tarde desta terça-feira, 8, a partir das 14h, no 4º Distrito Naval, na Praça Carneiro da Rocha, no bairro da Cidade Velha, Belém, a Cooperativa de Apoio e Logística aos Práticos da Zona de Praticagem 1 (Unipilot) e o Comando do 4º Distrito Naval assinam um protocolo visando à implantação de um sistema de calado dinâmico na barra norte do Rio Amazonas.
O sistema integrado de coleta e processamento de dados calcula o quanto um navio pode aumentar o seu volume submerso, sem risco de encalhe, considerando informações como os intervalos de maré, entre outras. Esse dado é fundamental para ampliar o carregamento das embarcações, já que a barra norte é um trecho raso e lamoso na foz do Rio Amazonas, que delimita o calado (parte submersa) de todos os navios na Bacia Amazônica.
Até o fim do mês, será instalada a primeira de três boias que vão alimentar o sistema com dados de correntes, altura de maré e densidade da água.
O projeto favorece o agronegócio, que exporta pelo chamado Arco Norte e o governo federal, além dos estados do Pará, Amapá e Amazonas, que se beneficiam do aumento da arrecadação de impostos por embarcação e do potencial para atrair novos terminais portuários, indústrias e gerar empregos.

Por Portal da Navegação, via Roma News.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next