NAVEGAÇÃO EM FOCO – Fuzileiros Navais tem novo Comandante

CMG Abreu, CF Félix, Vice-Almirante Edgar, Vice-Almirante Renato e CF Luiz Carlos.

Em cerimônia realizada na última quinta-feira, o Capitão de Fragata Fuzileiro Luiz Carlos Custódio de Carvalho Junior assumiu o Comando do 2º Batalhão de Operações Ribeirinhas, em substituição ao também Capitão de Fragata Fuzileiro Fábio Félix Ribeiro, que deixa o comando após um ano à frente da Organização Militar.
A solenidade foi presidida pelo Vice-Almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa, Comandante do 4º Distrito Naval, e contou com a presença do Vice-Almirante Fuzileiro Renato Rangel, Comandante do Material de Fuzileiros Navais, autoridades locais e representantes do Exército, Força Aérea e Forças Auxiliares.
O novo Comandante Capitão de Fragata (F) Luiz Carlos Custódio de Carvalho Junior é Oficial de reconhecidas qualidades morais e competência profissional, ratificadas na passagem pela Seção de Inteligência do Comando do 4º Distrito Naval.

HABE recebe certificado da Fundação Hemopa

Juciara Farias, Gerente de Capacitação de Doadores do Hemopa, Coronel Médico Jorge Feijó e Vanessa Pimentel, Assistente Social.

Na manhã do dia 10 de fevereiro, o Coronel Médico Jorge Antonio Carvalho Feijó, Diretor do Hospital de Aeronáutica de Belém (HABE), recebeu o certificado “Relevante Participação para a Formação e Fortalecimento da doação de sangue na sociedade”. O reconhecimento comprova os frutos que o HABE tem colhido com parceria sólida entre militares da Guarnição de Aeronáutica de Belém e da Fundação HEMOPA.
Os excelentes resultados de campanhas de doação de sangue, além de contribuir com a reposição dos estoques, conscientizam a população para a importância deste gesto. De acordo com Paulo André Castelo Branco Bezerra, Presidente da Fundação HEMOPA, “A Fundação HEMOPA expressa o seu reconhecimento e gratidão pela reafirmação da parceria com o Hospital de Aeronáutica, na qual os seus conscritos demonstraram sensibilidade, empenho e mobilização com a doação de sangue e cadastro voluntário de doadores de medula óssea.”

Porto de Belém volta a fazer embarque do setor madeireiro

Navio Herbeira, carregado de madeira, operando no Porto de Belém.

Depois de quase dez anos, o Porto de Belém (Companhia Docas do Pará), voltou a fazer embarque de madeira. O navio Herbeira, de bandeira espanhola, carregou 3.500 m³ de madeira industrializada com destino aos portos de Roterdã e Honfleur, no Continente Europeu.
A operação portuária foi realizada pela Atlântica Matapi Multimodal, empresa paraense que atua nos portos do Pará, Amapá e Maranhão, que tem à frente o Presidente Relton Osvaldo Pinto. Relton analisou o potencial do mercado madeireiro paraense e, vendo as dificuldades que as indústrias do Pará vem enfrentando para escoar a produção, principalmente pela falta de contêineres, abriu uma linha partindo de Belém para atender aos mercados europeus.
A Matapi já está com o próximo embarque confirmado para o dia 22 de fevereiro, quando serão embarcados 4.000m³ no navio Sonreiras. Além da Europa, a Matapi está se preparando para atender o mercado norte-americano. É importante pontuar que a participação e apoio da Companhia Docas do Pará é importante na retomada de embarque de madeira.

Vice-Almirante Edgar Barbosa em Santarém

Capitão dos Portos de Santarém CF Fróes, Vice-Almirante Edgar, Comodoro do Iate Clube Eliésio Gama e Soamarino Alaércio Cardoso.

O Comandante do 4º Distrito Naval, Vice-Almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa, esteve na semana passada em Santarém, no Oeste do Pará, em visita institucional à Capitania Fluvial da cidade, a “Sentinela do Norte”. No domingo, participou de um jantar no Iate Clube com a participação de diversos parceiros da Marinha do Brasil. Entre os presentes, membros da SOAMAR (Santarém), Polícia Civil, Diretoria do Iate Clube e Receita Federal.

Mares & Rios

A Atlântica Mapati Multimodal, empresa 100% paraense, atua nos portos em operações portuárias, transporte, armazenamento e movimentação de cargas gerais (granéis e líquido), em parceria com o armador Francês Soreidon&Caribeam Line, empresa que atende os principais portos nas américas Norte e do Sul, além da Europa, Ásia e África.

A Cooperativa Unipilot, que congrega os Práticos da ZP-1, participou de dois processos de grande importância para a Região Norte. O primeiro, após o teste de viabilidade técnica realizado no simulador da Fundação “Homem do Mar”, irá sugerir à Autoridade Marítima o aumento de tamanho dos navios de 200 para 201,80 metros para operar no Porto da Jarí Celulose, no Rio Jari. Com isto, mais navios vão operar no porto e a comunidade da região se beneficiará com a criação de novos empregos diretos e indiretos.

O outro processo foi a assinatura do protocolo com a Marinha do Brasil visando a implantação do calado dinâmico na barra norte do Rio Amazonas, que vai possibilitar o aumento de calado (com segurança) e beneficiar o agronegócio, principal responsável pelo embarque de grãos nos portos do Arco Norte.

Amanhã, o Comando Militar do Norte, comandado pelo General de Exército João Chalella Junior, estará recebendo a visita do Comandante do Exército, General de Exército Paulo Sergio.

O Capitão de Longo Curso (CLC) Ricardo Monteiro assumiu, no dia 10, no porto de Angra dos Reis/RJ, o comando do N/T “André Rebouças”, em substituição ao também CLC Luciano Santos Rodrigues. O navio receberá uma carga de óleo cru e seguirá viagem para a Europa. (LOP).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next