Em visita ao Navio-Hospital, governador agradece à tripulação pelos serviços prestados no Juruá

Eliel Mesquita

Com a meta de atender 20 mil ribeirinhos no Vale do Juruá, as equipes que prestam assistência hospitalar no Navio-Hospital Dr. Montenegro, que está atracado em Cruzeiro do Sul, receberam a visita do governador Gladson Cameli, na manhã deste sábado, 12.

Cameli lembrou que o navio-fluvial há duas décadas faz enorme diferença na vida de ribeirinhos da região do Juruá. Foto: Marcos Santos/Secom.

Em uma conversa saudosista, o governador lembrou que a vinda da missão ao Acre foi iniciada na gestão do ex-governador Orleir Cameli, e agradeceu à tripulação pelos serviços que há duas décadas operam enorme diferença na vida de moradores de algumas das regiões mais distantes do Estado.

O chefe de estado também destacou a importância das missões, que em sua 22ª edição, chega ao Juruá para atender ribeirinhos com consultas médicas e odontológicas, cirurgias de pequeno porte, exames clínicos, laboratoriais, pré-natais mamografias, raio-X, além de palestras educativas, distribuição de medicamentos e atenção farmacêutica.

Governo lembrou dos esforços para que o navio viesse para região. Foto: Marcos Santos/Secom

“Como cidadão e bom acreano, eu não poderia deixar de agradecer a esses guerreiros que, em mais um ano, estão aqui salvando vidas. É um trabalho árduo, mas recompensado com a gratidão do povo, que é quem mais precisa. São com ações como essa que aproximamos o cidadão do Estado, cumprindo o que consta na constituição. Minhas palavras são de gratidão”, externou o governador.

Também se fizeram presente ao encontro a coordenadora regional da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), Catiana Rodrigues; o gestor da Casa Civil, Rômulo Grandidier; o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nicolau Júnior; membros de pastas e autarquias do governo e autoridades militares locais.

Governador em visita à área externa do navio. Foto: Marcos Santos/Secom.

Catiana Rodrigues destacou os esforços da titular da Sesacre, Paula Mariano, para garantir a vinda do navio à região e reforçou o apoio logístico dado à tripulação. “Todo ano, colocamos nossa estrutura à disposição para atender as solicitações das equipes do navio. Os atendimentos se concretizam graças à união das partes envolvidas”, lembrou.

Previstos para se encerrarem em maio, os atendimentos da Operação Acre 2022 também chegarão aos ribeirinhos de Rodrigues Alves, Porto Walter, Marechal Thaumaturgo e Mâncio Lima.

Em quase um mês, mais de mil atendimentos foram realizados pela equipe médica do navio. Foto: Marcos Santos/Secom

O comandante da Flotilha do Amazonas, Marcelo Nascimento, honrou a presença do governador, presenteando-lhe com boné e bolacha comemorativa da Marinha. De acordo com o chefe da tripulação,  já foram realizados mais de mil atendimentos desde o início da missão, em 4 de fevereiro.

O Navio-Hospital

Transferido por contrato de cessão entre a Marinha do Brasil e o Governo do Acre, o navio de assistência hospitalar (NAsH) Dr. Montenegro é composto 22 oficiais, 63 praças e uma equipe de saúde formada por 30 militares. Seu nome é uma homenagem ao médico acreano Manoel Braga Montenegro, nascido em 14 de março de 1927, à cabeceira do Rio Liberdade, distante 80 km de Cruzeiro do Sul.  Filho de cearenses, a vida do profissional foi marcada pelo comprometimento e dedicação.

Gestor reafirmou o compromisso de possibilitar as equipes realizando a missão. Foto: Marcos Santos/Secom.

Em 1997, a gestão estadual realizou a missão inaugural, com viagem de quatro meses pelo Rio Envira. A partir de então, a parceria vem quebrando barreiras impostas pelo isolamento e tornando mais digna a vida de ribeirinhos na região do Juruá.

Por Portal da Navegação, via NOTICIAS DO ACRE.

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next