CONVÉS PRINCIPAL – Coluna chega na sua 100ª Edição.

Considero um marco pessoal: a coluna chega na sua 100ª edição, exato momento navegando em águas internacionais, cumprindo programação de uma empresa estatal com destino à Europa. Contarei um pouco dessa história.
A ideia de escrever textos, em forma de informativos, surgiu no ano de 2015, quando acompanhava a construção do gaseiro NT “Oscar Niemeyer” no estaleiro “Vard-Promar”, que ficava na Ilha da Conceição, em Niterói (RJ). No dia 20 de Maio era lançada a 1ª Edição do “Infoscar”, contando a trajetória desse navio e sua tripulação. Exatamente dois anos depois, em 29 de Maio de 217, foi lançada a última edição número 80, em virtude da saída da embarcação.
Com a ida para o estaleiro “EAS”, em Ipojuca (PE), para acompanhamento de acabamento final NT “Abdias Nascimento”, tive a mesma ideia: criação do informativo “Gigante do Mar”, tendo sua primeira edição lançada em 27 de Agosto de 2017. O informativo trouxe noticias desse navio.
Durante o ano de 2018, em virtude de uma transferência de navio, o “Gigante do Mar” foi interrompido na sua 14ª Edição em 25 de Fevereiro. Já no NT “Milton Santos”, outro foi criado: o “Mensagem do Mar” que teve o total de 5 edições, sendo a primeira lançada em 02 de Março e a última em 14 de Maio.
No mesmo ano, com o retorno ao NT “Abdias Nascimento”, o “Gigante do Mar” continuou com sua 15ª Edição em 05 de Agosto.
Infelizmente, alguns “grandes” gerentes da época, que muitos aplaudiram o informativo no início, passaram a realizar uma série de ataques, o que levou ao desgaste do escritor. Em uma tomada de decisão, decidi por finalizar em 1º de Dezembro de 2019 com a 2ª parte da 65ª Edição, não mais escrevendo.
O tempo passou. Lia muito e divulgava a coluna do nosso grande amigo e mestre Alyrio Sabbá, em alguns casos por mais de duas vezes. Nunca passava nos meus pensamentos que pudesse escrever uma coluna, pois o trauma, causado pelos gerentes, desmotivaram-me. Hoje, eles não estão mais na empresa, para felicidades da grande maioria.
Com a partida de nosso amigo, em 07 de Abril de 2021, veio as saudades da sua coluna. Por ironia do destino, sua última edição, lançada no dia 21 de Março de 2021, teve como matéria principal a mensagem de bordo do NT “João Cândido”, com foto ao seu lado. Essa mesma foto está no início dessa matéria.
O amigo Luiz Omar Pinheiro herdou a coluna no jornal “O Liberal” passando a se chamar “Navegação em Foco”. O fotógrafo Luiz Celso abriu o seu site “LCNews” com as mais variadas notícias.
Decidi então voltar a escrever, abrindo uma coluna, que no início, somente foi lançada nos grupos de watsapps, levando o nome de “Coluna Ricardo Monteiro”. Sua 1ª edição foi lançada 18 de Junho de 2021, com a mesma foto da última coluna do Alyrio Sabbá, fazendo uma homenagem ao mestre.
O fotógrafo Luis Celso, recebendo a coluna, fez convite para postar em seu site. Imediatamente aceito, a 17ª Edição de 30 de Julho de 2021 foi a primeira a fazer parte do “LCNews”.
Posteriormente veio o convite do “Portal da Navegação”, através do seu Editor-Chefe Edson Sabbá, filho do nosso querido Alyrio Sabbá, para fazer parte como colunista. Com muita felicidade, aceitei o convite, sendo o sonho realizado em participar do site em que sou fã desde 2013. A 36ª Edição, rebatizada para Coluna “Convés Principal” foi a primeira lançada no Portal, em 13 de Setembro de 2021.
Houve tentativas de alguns colegas de trabalho em tentarem persuadir o colunista a não mais escrever a coluna. Ao contrário do que aconteceu no NT “Abdias Nascimento”, não deixei a intimidação prevalecer. Continuei em frente.
Hoje, com muita alegria, entusiasmo e determinação, da mesma forma que Comando um grande navio, a coluna “Convés Principal” chega na sua 100 Edição, levando notícias de nosso setor e de outras instituições.

Os Informativos que foram de 2015 a 2019.

Túnel do Tempo – Grandes Expressões da Marinha Mercante Brasileira

Comandantes e Imediatos dos futuros maiores navios da Fronape.
Comandante Menezes e tripulação do NT “Araxá” recebendo SE Waldemir Oliveira.

Nessa edição trazemos grandes expressões da nossa gloriosa Marinha Mercante Brasileira, com fatos históricos marcantes.
A primeira foto, de 1972, mostra os Comandantes e Imediatos realizando curso realizado na Holanda sobre manobra de navio de grande porte. Esses Comandantes e Imediatos iriam receber os VLCC’s construídos no Japão. Dentre eles os Comandantes Ronaldo Cevidanes (José Bonifácio), José Carlos (Vidal de Negreiros) e João Batista (Cairu). Também presente o Imediato Kamisono, que foi do Vidal de Negreiros.
Na segunda foto, a visita do saudoso Waldemir Oliveira, Superintendente de Ensino do CIABA, ao NT “Araxá” quando em sua escala em Belém. O Capitão de Longo Curso José Menezes Filho e sua tripulação faziam as honras no Portaló para recebimento de autoridades.

Militares dos veleiros “Velas Latinoamerica 2022” participam de regata ecológica

Militares recolheram lixo da Baía de Guanabara durante a regata.

No dia 16 de Fevereiro ocorreu a regata ecológica nas águas da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro (RJ), onde 76 militares dos Navios-Veleiros se juntaram a 75 militares da Marinha do Brasil, contribuindo com o meio ambiente, já que durante o percurso foram recolhidos 283 quilos de lixo.
A regata fez parte das atividades da etapa do evento conhecido como “Velas Latinoamerica 2022”, que tem o veleiro “Cisne Branco” participando. (Foto e contribuição: Centro de Comunicação Social da Marinha).

Militares dos Navios-Veleiros “Velas Latinoamerica 2022” visitaram o Museu do Amanhã.

Vinte e oito militares das tripulações dos Navios-Veleiros atracados na Baía do Guanabara, no Rio de Janeiro (RJ), visitaram o “Museu do Amanhã”, em evento realizado no dia 17 de Fevereiro, conhecendo a arquitetura diferenciada e contato com as diversas exposições.
A visita é uma das oportunidades de fortalecer os laços de amizade ente as Marinhas participantes do “Velas Latinoamerica 2022”, bem como contribuir para o intercâmbio cultural.

RUMO CERTO.

  • O Capitão de Longo Curso Luis Otávio de Miranda e sua tripulação retornando ao Brasil após longa estadia na Europa, onde realizaram docagem do navio durante alguns meses.
  • Outro navio também chegando em breve ao Brasil é o do Comandante Marco Antônio Silva Panda Carvalho, procedente de Singapura. Ele estará passando o Comando de sua embarcação ao Capitão de Longo Curso Américo.
  • Um dos Práticos de extrema perícia técnica em manobrar navios nos portos de Belém e Vila do Conde é o amigo Marcelo Salgado. Com ele, segurança em primeiro lugar.
  • Relembrado pelo Chefe de Máquinas Magalhães nosso embarque, nessa mesma época, no NT “João Cândido”, onde tivemos uma tripulação que ajudou para que a viagem fosse de alegria e tranquila.
  • O Capitão de Longo Curso Alvaro José de Almeida Júnior é um verdadeiro gentleman. Sempre em contato com o colunista para cordial conversa. Ele é uma das grandes expressões da Marinha Mercante Brasileira na atualidade.
  • O Major Juniel da Polícia Militar do Pará curtiu férias em Belém ao lado de sua bela família. O encontro com o colunista não foi possível devido problemas na ponte de Outeiro. Mas não faltará oportunidade na volta.
  • O colunista receberá convite de uma famosa escola de Belém para debater sobre Marinha Mercante Brasileira, quando retornar à Cidade das Mangueiras. “Essa depois eu conto” (AS).
  • O Capitão de Longo Curso Everardo Carvalho de Paula esteve no porto de Belém com seu belo navio, cujo primeiro Comandante foi o colunista. Saudades da época do NT “Oscar Niemeyer”.
  • Encontro em Brasília de dois marítimos dos bons: o Imediato Allan Moreira, atualmente na Empresa “Log-In”, e o Condutor-Bombeador Mendessoh, curtindo sua aposentadoria.
  • O Chefe de Máquinas Sérgio Miranda Costeira feliz com o seu Paysandu no Campeonato Paraense, mesmo com o empate contra o Remo no último domingo.

NAVEGANDO

A Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais deu seu show a parte, como sempre é característico, no fim da tarde de sexta-feira (18), em frente ao Museu do Amanhã, na Praça Mauá, Rio de Janeiro (RJ). A atração, sempre receptiva pelo público, fez parte das atividades da etapa brasileira do “Velas Latinoamerica 2022”.

O Corpo de Fuzileiros Navais possui uma das maiores bandas marcial do mundo, composta por 150 integrantes. Pertence a Unidade estabelecida na Ilha das Cobras, recanto privilegiado da Baía da Guanabara. Enquanto executam dobrados militares e canções populares adaptadas, os músicos formam figuras e fazem evoluções. Seu grande diferencial é a presença das gaitas de fole.

A Força Aérea Brasileira também vem prestando apoio às vitimas das enchentes em Petrópolis. O DTCEA-PCO (Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Pico do Couto) empregou militares na ajuda de locomoção até os locais de difícil acesso com viaturas e pessoal. As Forças Armadas estão atuando sob coordenação do Comando Conjunto do Leste (CML).

Já a Marinha do Brasil ampliou a capacidade para atender a população dessa cidade. O Hospital de Campanha montado no SESI Petrópolis está ajudando o sistema de saúde local e trazendo alento a população em meio à tragédia.

Chega ao conhecimento da coluna que poderá haver um “apitaço” numa empresa com as mudanças que ocorrerão. Por questão de ética não mencionaremos pessoas ou nomes. Acredito que deva ser brincadeira. Porém se realmente acontecer é porque o negócio não ia bem e as mudanças trarão esperanças de novos horizontes.

A Força Aérea Brasileira no combate ao tráfico de drogas. No último sábado (19), por volta das 13:40 hs no estado do Amazonas, uma aeronave “PA-34 Seneca” foi abordada e escoltada por dois caças “A-29 Super Tucano” e um helicóptero “H-60 Black Hawk”, em conjunto com a Polícia Federal. A aeronave apreendida transportava 165 quilos de drogas ilícitas. As ações fazem parte da “Operação Ostium”.

O Carnaval vem se aproximando. Uma grande campanha educativa da Polícia Rodoviária Federal (PRF), independente se terá a festa momesca ou não, foi lançada com o objetivo de cumprir as leis para garantir trânsito seguro.

A Wilson Sons vem apostando no setor de apoio portuário no Arco Norte. O volume de manobras nos portos da região teve um crescimento expressivo em 2021, com perspectivas otimistas para os próximos anos. Diversos investimentos estão previstos para o setor portuário.

Chegou na última terça (23), ao Rio de Janeiro (RJ), a Expedição científica norueguesa denominada “Ocean One Expedition”. A embarcação “Statsraad Lehmkuhl” ficará atracada no píer Mauá, na Baía de Guanabara, dando início a etapa brasileira. A data de partida está prevista para 26 de Fevereiro.

O navio sob o Comando do colunista, com previsão de chegada no próximo domingo, navega no trecho compreendido entre Cabo Verde e Ilhas Canárias. Tripulação na ansiedade para operação no país que nos colonizou e da qual temos a língua materna. (RM).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next