NAVEGAÇÃO EM FOCO – Primeira boia é lançada no canal da Barra Norte

Posição da primeira boia no Canal do Curuçá, na Barra Norte do Rio Amazonas

Na próxima terça–feira, 8 de março, a Marinha do Brasil e a Cooperativa Unipilot, na qual congrega os Práticos da ZP-01, estarão realizando o lançamento da primeira Boia Meteoceanográfica (BMO), que faz parte da projeto OCEAN DATA AQUISITION SYSTEM (ODAS). O projeto consiste no lançamento de 3 bóias no Canal do Curuá e Arco Lamoso da Barra Norte da Foz do Rio Amazonas.
A primeira boia vai ser lançada na posição LAT 1ª 29’ 00” N e LONG 49º 00’00”W (ver mapa) e, durante as 24 horas do dia, coletará e transmitirá, via satélite, dados de velocidade de correntes, ondas e profundidades que serão utilizados para estudar as marés na implantação do calado dinâmico.
Lembrando que já está confirmado para o dia 16 de março a realização de um seminário onde será apresentado à comunidade marítima o Projeto do Calado Dinâmico no canal da Barra Norte. A organização será do 4º Distrito Naval, que tem como Comandante o Vice-Almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa.

A posse do Brigadeiro Medeiros

Tenente Brigadeiro do Ar Potiguara e Major Brigadeiro Medeiros passando em revista a tropa durante a solenidade.
Major Brigadeiro do Ar Maurício Medeiros e esposa Giovana, Thiago Pinto e Luiz Omar Pinheiro

A Força Aérea Brasileira (FAB) realizou, na última sexta-feira (4), a cerimônia militar de transmissão do cargo de Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), do Major Brigadeiro do Ar Maurício Augusto Silveira de Medeiros, em substituição ao Tenente Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara. A solenidade ocorreu na cidade de São José dos Campos/SP e foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica Tenente Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior.
Tenente Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara é natural da cidade de Cáceres/MT. Foi declarado Aspirante a Oficial Aviador da FAB em 12 de dezembro de 1984 e promovido ao posto de Tenente Brigadeiro do Ar em 25 de novembro de 2020. Possui mais de 4 mil horas de voo, sendo 1.800 horas na aviação de caça, 12 condecorações nacionais e duas internacionais, além do Destaque Operacional Ouro do então Comando-Geral de Operações Aéreas (COMGAR).
O Major Brigadeiro do Ar Maurício Medeiros é natural de Montes Claros/MG. Foi declarado Aspirante a Oficial Aviador da FAB em 12 de dezembro de 1986, e será promovido a Tenente Brigadeiro do Ar no final do mês de março deste ano. Por conta disso, ele ainda está assumindo o cargo de Diretor Geral do DCTA, no posto de Major Brigadeiro. Possui mais de 4.500 horas de voo e passou recentemente pelo o Comando do I COMAR.

Pesca em Cametá

Prefeito Victor Cassiano, de Cametá, marcando presença na comunidade Pindobal.

Na última terça, teve Abertura da Pesca do Mapará, em Cametá. Foi o fim do período defeso, conhecido popularmente como piracema, época de reprodução das espécies. “Nesta manhã, estivemos percorrendo diversas comunidades do nosso município para acompanhar de perto esse momento especial, considerado patrimônio cultural Imaterial do Estado do Pará”, comentou Prefeito Victor Cassiano.

Mares & Rios

O nosso agronegócio está preocupado com o ataque da Rússia na Ucrânia. A Yara Internacional, uma das maiores empresas de fertilizantes do mundo, teve o escritório destruído por um míssil russo em Kiev, capital ucraniana.

Para crescerem, as plantas precisam de nitrogênio, fosfato e potássio. O nitrogênio vem da amônia, que é produzida a partir de nitrogênio ar e gás natural. A importância do gás tem estado na ordem do dia no debate em torno dos elevados preços do gás europeu em 2021 e início de 2022. Atualmente, 40% do abastecimento de gás europeu é proveniente da Rússia.

Em relação ao potássio (sal extraído de jazidas de argila), o mercado é altamente concentrado e frágil a mudanças. Hoje, 70% do potássio extraído e 80% de tudo exportado vem do Canadá (40%), Bielorrússia (20%) e Rússia (19%). No total, 25% do suprimento europeu desses três nutrientes, vem da Rússia.

A Empresa Camorim que já operava no porto de Santarém com o rebocador “Excalibur”, agora conta com mais dois rebocadores convencionais denominados “Ciclone” e “Tornado” de 42 tte de tração para apoio das manobras dos navios nos terminais. As manobras terão o apoio de três rebocadores, sendo dois convencionais da Camorim, e um Azimutal da Wilson Sons.

A Marinha do Brasil está presente na cidade de Petrópolis/RJ, onde instalou um Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais e um Hospital de Campanha do mais alto nível, sob responsabilidade do Contra Almirante (FN) Guimarães. Vale destacar que uma equipe formada pelo Segundo Tenente (FN) Carlos Matheus e pelos Sargentos (FN) Daniel Fernandes e Neves tem se destacado nas fainas de desobstrução de ruas. (LOP).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next